A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

VALIDAÇÃO CONFIABILIDADE: é a probabilidade de um item desempenhar satisfatoriamente a função requerida, sob condições de operação estabelecidas, por um.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "VALIDAÇÃO CONFIABILIDADE: é a probabilidade de um item desempenhar satisfatoriamente a função requerida, sob condições de operação estabelecidas, por um."— Transcrição da apresentação:

1 VALIDAÇÃO CONFIABILIDADE: é a probabilidade de um item desempenhar satisfatoriamente a função requerida, sob condições de operação estabelecidas, por um período de tempo predeterminado. CONFIABILIDADE: é a probabilidade de um item desempenhar satisfatoriamente a função requerida, sob condições de operação estabelecidas, por um período de tempo predeterminado. CONCEITOS INICIAIS DE CONFIABILIDADE

2 VALIDAÇÃO TÉCNICAS DE CONFIABILIDADE : podem ser qualitativas (FMEA e FTA) ou quantitativas (análise do tempo de falha e testes de vida acelerados). TÉCNICAS DE CONFIABILIDADE : podem ser qualitativas (FMEA e FTA) ou quantitativas (análise do tempo de falha e testes de vida acelerados). CONCEITOS INICIAIS DE CONFIABILIDADE

3 VALIDAÇÃO FMEA (Análise do Modo e Efeito de Falhas): técnica qualitativa de identificação e hierarquização das falhas críticas em cada componente, suas causas e conseqüências no sistema e no produto como um todo. FMEA (Análise do Modo e Efeito de Falhas): técnica qualitativa de identificação e hierarquização das falhas críticas em cada componente, suas causas e conseqüências no sistema e no produto como um todo. FTA (Análise da Árvore de Falhas): técnica qualitativa de verificação das possíveis causas primárias das falhas e de elaboração da relação entre falhas primárias e falha final do produto. FTA (Análise da Árvore de Falhas): técnica qualitativa de verificação das possíveis causas primárias das falhas e de elaboração da relação entre falhas primárias e falha final do produto. ANÁLISE DE TEMPO DE FALHA (Weibull Analysis): técnica quantitativa que utiliza dados amostrais referentes a tempos de falha do produto e modela segundo algumas das... ANÁLISE DE TEMPO DE FALHA (Weibull Analysis): técnica quantitativa que utiliza dados amostrais referentes a tempos de falha do produto e modela segundo algumas das... CONCEITOS INICIAIS DE CONFIABILIDADE

4 VALIDAÇÃO... distribuições estatísticas (Weibull, Log- normal, etc.). A distribuição que melhor explicar / ajustar o comportamento do tempo de falha do produto será utilizada para estimar percentis, frações de falhas, taxas de falhas, etc.... distribuições estatísticas (Weibull, Log- normal, etc.). A distribuição que melhor explicar / ajustar o comportamento do tempo de falha do produto será utilizada para estimar percentis, frações de falhas, taxas de falhas, etc. TESTES DE VIDA ACELERADOS: técnica quantitativa que visa acelerar o aparecimento de falhas em testes de vida realizados com produtos. Os resultados do teste conduzido sob condições estressantes são utilizados para estimar as figuras de mérito nas condições de projeto. TESTES DE VIDA ACELERADOS: técnica quantitativa que visa acelerar o aparecimento de falhas em testes de vida realizados com produtos. Os resultados do teste conduzido sob condições estressantes são utilizados para estimar as figuras de mérito nas condições de projeto. CONCEITOS INICIAIS DE CONFIABILIDADE

5 VALIDAÇÃO FIGURAS DE MÉRITO DA CONFIABILIDADE: FIGURAS DE MÉRITO DA CONFIABILIDADE: 1. MTTF (mean time to failure): é o tempo médio até a falha, sendo utilizado para produtos ou componentes não reparáveis. 2. MTBF (mean time between failures): é o tempo médio entre falhas, sendo utilizado para produtos ou componentes reparáveis. 3. MTTR (mean time to repair / replace): é o tempo médio de reparo ou de substituição CONCEITOS INICIAIS DE CONFIABILIDADE

6 VALIDAÇÃO DISPONIBILIDADE ( D): indica o grau em que um equipamento (ou parte dele) estará em condições para iniciar a missão, quando esta for solicitada, num instante determinado. DISPONIBILIDADE ( D): indica o grau em que um equipamento (ou parte dele) estará em condições para iniciar a missão, quando esta for solicitada, num instante determinado. D = MTBF *, (substituir MTBF por MTTF) MTBF + MTTR MTBF + MTTR B 10 : indica o percentil 10%, isto é, o tempo no qual se espera que 10% dos produtos colocados em operação venham a falhar. B 10 : indica o percentil 10%, isto é, o tempo no qual se espera que 10% dos produtos colocados em operação venham a falhar. TEMPO MEDIANO (B 50 ): indica o percentil 50%, isto é, o tempo no qual se espera que 50% dos produtos colocados em operação venham a falhar. TEMPO MEDIANO (B 50 ): indica o percentil 50%, isto é, o tempo no qual se espera que 50% dos produtos colocados em operação venham a falhar. CONCEITOS INICIAIS DE CONFIABILIDADE

7 VALIDAÇÃO 300h3h MTBF MTTR 290h2h MTBF MTTR 310h4h MTBF FUNCIONAMENTO DE UMA MÁQUINA FUNCIONAMENTO DE UMA MÁQUINA D = MTBF = 300 = 99,01% MTBF + MTTR 303 MTBF + MTTR 303 MTTR CONCEITOS INICIAIS DE CONFIABILIDADE

8 VALIDAÇÃO FUNÇÃO CONFIABILIDADE R(t) : para um determinado tempo t, esta fornece a confiabilidade do produto, ou seja, a probabilidade de o produto funcionar por um período superior a t. Exemplo: R(40) = 0,37, significa que 37% dos produtos duram mais de 40 horas FUNÇÃO CONFIABILIDADE R(t) : para um determinado tempo t, esta fornece a confiabilidade do produto, ou seja, a probabilidade de o produto funcionar por um período superior a t. Exemplo: R(40) = 0,37, significa que 37% dos produtos duram mais de 40 horas FUNÇÃO TAXA DE FALHA h[t1,t2) : é a taxa de falha no intervalo t1 a t2, sendo a taxa instantânea de falha no tempo t + t, dado que o produto estava em operação até o tempo t. Exemplo: h[40,41) = 0,07, significa que 7% dos produtos falhas no intervalo horas. FUNÇÃO TAXA DE FALHA h[t1,t2) : é a taxa de falha no intervalo t1 a t2, sendo a taxa instantânea de falha no tempo t + t, dado que o produto estava em operação até o tempo t. Exemplo: h[40,41) = 0,07, significa que 7% dos produtos falhas no intervalo horas. CONCEITOS INICIAIS DE CONFIABILIDADE

9 VALIDAÇÃO FUNÇÃO DE DENSIDADE DA PROBABILIDADE f(t): é a relação matemática entre a função taxa de falha h(t) e a função de confiabilidade R(t) FUNÇÃO DE DENSIDADE DA PROBABILIDADE f(t): é a relação matemática entre a função taxa de falha h(t) e a função de confiabilidade R(t) h(t) = f(t) / R(t). FUNÇÃO TAXA DE FALHA ACUMULADA H(t) : é utilizada em análises gráficas para verificar adequação de modelos estatísticos: FUNÇÃO TAXA DE FALHA ACUMULADA H(t) : é utilizada em análises gráficas para verificar adequação de modelos estatísticos: H(t) = - log R(t) CONCEITOS INICIAIS DE CONFIABILIDADE

10 VALIDAÇÃO CONCEITOS INICIAIS DE CONFIABILIDADE FALHA: dois elementos básicos a serem definidos em estudos de confiabilidade: o evento de interesse, usualmente chamado de falha, e a escala de medida (tempo, horas de funcionamento, Km,etc.). FALHA: dois elementos básicos a serem definidos em estudos de confiabilidade: o evento de interesse, usualmente chamado de falha, e a escala de medida (tempo, horas de funcionamento, Km,etc.). CENSURA: devido aos teste de durabilidade de produtos serem caros e demorados, usualmente os mesmos são terminados antes que todos os itens falhem. Quando isto ocorre estamos tratando de observações com censura a direita, ou simplesmente censura. CENSURA: devido aos teste de durabilidade de produtos serem caros e demorados, usualmente os mesmos são terminados antes que todos os itens falhem. Quando isto ocorre estamos tratando de observações com censura a direita, ou simplesmente censura.

11 VALIDAÇÃO CONCEITOS INICIAIS DE CONFIABILIDADE TIPOS DE CENSURA: TIPOS DE CENSURA: 1. CENSURA POR FALHA: o teste termina após ter ocorrido a falha em um número preestabelecido de itens sob teste, sendo utilizada quando há pouca informação sobre a durabilidade do produto. 2. CENSURA POR TEMPO: teste terminado após um período de tempo preestabelecido, sendo utilizada em conjunto com informações prévias do produto e nos permite planejar o tempo do estudo. 3. CENSURA ALEATÓRIA: o produto é retirado do teste sem ter falhado


Carregar ppt "VALIDAÇÃO CONFIABILIDADE: é a probabilidade de um item desempenhar satisfatoriamente a função requerida, sob condições de operação estabelecidas, por um."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google