A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Agência de Defesa Agropecuária do Paraná Responsabilidade Administrativa do Causador de Danos ao Solo Agrícola Congresso Paranaense de Engenheiros Agrônomos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Agência de Defesa Agropecuária do Paraná Responsabilidade Administrativa do Causador de Danos ao Solo Agrícola Congresso Paranaense de Engenheiros Agrônomos."— Transcrição da apresentação:

1 Agência de Defesa Agropecuária do Paraná Responsabilidade Administrativa do Causador de Danos ao Solo Agrícola Congresso Paranaense de Engenheiros Agrônomos Cascavel, 29/08/13

2 Dano ambiental ou dano a bem de interesse público As condutas e atividades consideradas lesivas ao meio ambiente sujeitarão os infratores, pessoas físicas ou jurídicas, a sanções penais e administrativas, independentemente da obrigação de reparar os danos causados (CF/88, art. 225, § 3°).

3 Responsabilidade Administrativa Fundamenta-se na capacidade que têm as pessoas jurídicas de dto. Público (Administração) de impor condutas aos administrados. Essa capacidade da Administração é o poder de polícia administrativa.

4 Responsabilidade Administrativa Resulta da infração à norma administrativa, sujeitando o infrator a uma sanção de natureza administrativa: advertência, multa, suspensão de benefício, interdição de atividade.

5 Legislação estadual Lei Estadual n° 8.014/84 (Lei estadual de uso do solo agrícola) e seu Regulamento: Direito de propriedade ou a posse temporária com limitações. Uso do solo agrícola somente mediante planejamento segundo sua capacidade de uso/ emprego de tecnologia adequada. Solo agrícola: aptidão e destinação agro-silvo-pastoril.

6 Legislação estadual Uso adequado: conjunto de práticas e procedimentos que visem a conservação, melhoramento e recuperação do solo, atendendo a função sócio-econômica da propriedade. Planejamento deve ser feito independentemente de divisas de propriedades, quando de interesse público.

7 Legislação estadual São de interesse público todas as medidas que visem o controle da erosão, evitar o assoreamento de cursos d`água, adequar estradas aos princípios conservacionistas e evitar o desmatamento de áreas impróprias e promover o reflorestamento nessas áreas, quando já desmatadas.

8 Legislação estadual O mau uso do solo atenta contra os interesses do Estado, exigindo a criação de serviços de orientação, fiscalização e repressão. A fiscalização e a aplicação do presente código pelos órgãos competentes não exclui a colaboração da iniciativa privada.

9 Legislação/procedimento de fiscalização O Eng. Agr. F iscal, após avaliar a ocorrência, deverá notificar o responsável pela área objeto de uso inadequado do solo agrícola, bem como todo aquele que concorra à deterioração, para que apresente planejamento conservacionista.

10 Planejamento Conservacionista O Planejamento Conservacionista deverá enquadrar o uso do solo agrícola conforme a sua aptidão, constando de diagnóstico da situação e do plano técnico conservacionista integrado, observado o conteúdo mínimo estabelecido no Capítulo III do Regulamento anexo ao Decreto Estadual nº 6.120/85.

11 Planejamento Conservacionista Com base nos conhecimentos técnico-científicos são entendidas como práticas conservacionistas: sistema de terraceamento, adequação de estradas, cobertura de solo, plantio em nível rotação de culturas, adubação equilibrada, calagem, uso racional de agrotóxicos, MIP, plantio direto ou cultivo mínimo, sistema agro-silvo-pastoril,....

12 Planejamento Conservacionista O Planejamento deverá ser firmado por profissional habilitado, acompanhado de uma ou mais Anotação de Responsabilidade Técnica - ART, abrangendo o planejamento, a execução e o acompanhamento das obras ou práticas conservacionistas, observadas e cumpridas as instruções do competente órgão de fiscalização do exercício profissional, sem o qual não poderá ser recebido.

13 Obrigado pela atenção! ADRIANO RIESEMBERG Eng Agrônomo Fiscal de Defesa Agropecuária


Carregar ppt "Agência de Defesa Agropecuária do Paraná Responsabilidade Administrativa do Causador de Danos ao Solo Agrícola Congresso Paranaense de Engenheiros Agrônomos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google