A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

OXIGENIOTERAPI A Profª ZILDA MOÇATTO. É a administração de ar enriquecido de O 2 para prevenir lesões provocadas por hipóxia. OXIGENIOTERAPIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "OXIGENIOTERAPI A Profª ZILDA MOÇATTO. É a administração de ar enriquecido de O 2 para prevenir lesões provocadas por hipóxia. OXIGENIOTERAPIA."— Transcrição da apresentação:

1 OXIGENIOTERAPI A Profª ZILDA MOÇATTO

2 É a administração de ar enriquecido de O 2 para prevenir lesões provocadas por hipóxia. OXIGENIOTERAPIA

3 Podem-se empregar vários sistemas, mas sempre umidificados para evitar que as mucosas se ressequem

4 Podem –se empregar vários sistemas mas sempre umidificados para evitar que as mucosas ressequem. OXIGENIOTERAPIA

5 CATETER NASAL Empregam-se cateteres de plástico descartáveis que permitam uma maior higiene e maleáveis para que não lesionem as mucosas nasal e faríngea.

6 CATETER NASAL Para a sua colocação lubrifica-se o cateter e mede-se a distância da orelha ao nariz introduzindo com suavidade o referido comprimento na fossa nasal correspondente.

7 CATETER NASAL Se o paciente colabora pede-se para que abra a boca observando se a sonda aparece por trás da úvula, sendo a localização correta será imediatamente acima dela.

8 CATETER NASAL É preferível que o cateter tenha vários orifícios laterais situados distalmente para que o jorro de oxigênio não atinja apenas um ponto de mucosa e evitando assim a sua irritação.

9 CATETER NASAL Este procedimento pode proporcionar ao paciente uma concentração de oxigênio de 40% no ar inspirado com um volume de 6l/min.

10 Fluxo de O2 Vs. Concentração Ofertada: - 1 L/min = 25% - 2 L/min = 29% - 3 L/min = 33% - 4 L/min = 37% - 5 L/min = 41% - 6 L/min = 45%

11 ÓCULOS DE OXIGÊNIO Possui utilidade semelhante

12 MÁSCARA DE OXIGENIOTERAPIA Deve-se adaptar-se corretamente ao nariz e boca do paciente.

13 MÁSCARA DE OXIGENIOTERAPIA Existem vários modelos, alguns utilizando o sistema de Venturi para mistura de ar- oxigênio.

14 INTUBAÇÃO ENDOTRAQUEAL É um procedimento que consiste em substituir durante certo tempo as vias respiratórias superiores do paciente por um tubo de borracha ou plástico provido de um balão que se insufla a partir do exterior permitindo o ajuste do tubo ao trecho que ocupa.

15 INTUBAÇÃO ENDOTRAQUEAL laminas de laringoscopio

16 INTUBAÇÃO ENDOTRAQUEAL AMBÚ

17 INTUBAÇÃO ENDOTRAQUEAL CANULAS

18 INTUBAÇÃO ENDOTRAQUEAL

19

20 PROCEDIMENTO 1.Informar o paciente. 2.Lavar as mãos e colocar luvas descartáveis.

21 3. Verificar a saída de oxigênio. PROCEDIMENTO

22 4. Colocar água destilada no reservatório do manômetro-fluxômetro. PROCEDIMENTO

23 5. Ajustar a concentração de oxigênio. PROCEDIMENTO

24 6. Colocar máscara no cateter. 7. Colocar o paciente em posição confortável. PROCEDIMENTO

25 8. Recolher o material. 9. Lavar as mãos. 10. Registrar na folha de anotações de enfermagem, aprazar e checar os horários na prescrição médica. PROCEDIMENTO

26 EFEITOS SECUNDÁRIOS DA OXIGENIOTERAPIA A oxigenioterapia pode reduzir o estímulo respiratório do dióxido de carbono produzir uma depressão respiratório.

27 EFEITOS SECUNDÁRIOS DA OXIGENIOTERAPIA A elevada concentração de oxigênio causa espasmos retinianos podendo provocar cegueira.

28 EFEITOS SECUNDÁRIOS DA OXIGENIOTERAPIA Quando se administra oxigênio deve-se ter cuidados especiais com a boca; o O 2 seca e irrita as mucosas, motivo pelo qual é muito importante aumentar a ingestão de líquidos; não se deve administrar O 2 puro não umedecido.

29 RECOMENDAÇÕES DO SCHIH 1.Trocar sistemas de umidificadores, névoas, cateter nasal a cada 24 horas. 2.Trocar nebulizador a cada 12 horas.

30

31 OBRIGADA!!

32


Carregar ppt "OXIGENIOTERAPI A Profª ZILDA MOÇATTO. É a administração de ar enriquecido de O 2 para prevenir lesões provocadas por hipóxia. OXIGENIOTERAPIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google