A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Rio de Janeiro, 12 de Abril de 2002 Resultados Alcançados pelo Brasil nos 10 anos do PBQP Passado, Presente e Futuro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Rio de Janeiro, 12 de Abril de 2002 Resultados Alcançados pelo Brasil nos 10 anos do PBQP Passado, Presente e Futuro."— Transcrição da apresentação:

1 Rio de Janeiro, 12 de Abril de 2002 Resultados Alcançados pelo Brasil nos 10 anos do PBQP Passado, Presente e Futuro

2 OBJETIVOS 2. Os 10 anos de PBQP3. Os novos desafios e a Competitividade 4. Áreas de atuação do MBC 1. O Movimento da Qualidade no Brasil

3 50 Ind. Automobilística Padronização 60 Ind. Petróleo Inspeção 70 Ind. Nuclear Sistemas de Ind. Petróleo Garantia da Ind. Petroquímica Qualidade 80 Programa de Apoio ao Programa de Especia- Desenvolvimento Científico lização em Gestão da e Tecnológico - PADCT Qualidade - PEGQ 90 Política Industrial e de PBQP Comércio Exterior - PICE Anos Foco Agente promotor Movimento pela Qualidade no Brasil

4 OBJETIVOS 2. Os 10 anos de PBQP3. Os novos desafios e a Competitividade 4. Áreas de atuação do MBC 1. O Movimento da Qualidade no Brasil

5 PBQP um programa de Sucesso e Resultados: 1.Criação da Fundação para o Prêmio Nacional da Qualidade 2.Criação do Comitê Brasileiro da Qualidade da ABNT 3.Consolidação da rede brasileira de calibração 4.Criação de entidades certificadoras independentes nos setores eletro-eletrônico, brinquedos,automotivo, etc Criação da rede integrada de Pós-Graduação em Qualidade 6. Criação do IBQP 7. Criação do Centro de Inovação e Competitividade – CIC 8. Criação dos Programas Estaduais de Qualidade 9. Criação do Programa Qualidade e Participação na Administração Pública – QPAP 10. Criação do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor 11. Promoção das Certificações ISO

6 Desafios e Oportunidades Abertura de Mercado Foco na Melhoria de Eficiência Operacional PBQP e Movimento Nacional pela Qualidade Década de 90 Internacionalização da Economia ? Década Atual ?

7 OBJETIVOS 2. Os 10 anos de PBQP3. Os novos desafios e a Competitividade 4. Áreas de atuação do MBC 1. O Movimento da Qualidade no Brasil

8 CENÁRIOS PASSADO Ambiente competitivo homogêneo entre empresas nacionais e multinacionais dentro de países ou blocos FUTURO Ambiente competitivo heterogêneo entre cadeias empresariais globalizadas

9 OLD COMPANY x NEW COMPANY CaracterísticaSéculo 20Século 21 Fonte:Business Week OrganizaçãoPiramidalTeia ou Rede FocoInternoExterno EstiloEstruturadoFlexível EstruturaAuto-SuficiênciaInterdependências Origem da ForçaEstabilidadeMudanças RecursosAtivos físicosInformação OperaçõesIntegração verticalIntegração virtual ProdutosProdução em massa Customização em massa AlcanceNacionalGlobal DemonstrativosTrimestralEm tempo real EstoquesEm mesesEm horas Estratégiatop-downbottom-up LiderançaDogmáticaPersuasiva TrabalhadoresFuncionáriosColaboradores Objetivo do empregoSegurançaCrescimento pessoal MotivaçãoCompetirConstruir ProdutividadeIncrementalAos saltos QualidadeTotalAlém do limite

10 RANKING DA COMPETITIVIDADE Fonte: World Economic Forum

11

12 FATORES COMPETITIVOS INSUMOS E ATIVOS IMOBILIZADOS Matéria-prima Equipamentos Instalações CONHECIMENTO, HABILIDADE E COMPETÊNCIA DESENVOLVIMEN- TO SOCIAL Educação Saúde Qualidade de Vida ESTRUTURA DOS ESTADOS Política, Social e Econômica; Burocracia Estatal SISTEMAS DE TRANSPORTE Vias Instalações Equipamentos SISTEMAS DE COMUNICAÇÃO Satélites e Redes Processamento Informação. SOFTWARE Internos HARDWARE SOFTWAREHARDWARE Externos Matéria-prima Equipamentos Instalações Gerencial Comercial Técnica Educação Saúde Qualidade de Vida Política, Social e Econômica; Burocracia Estatal Vias Instalações Equipamentos Satélites e Redes Processamento Informação.

13 SOCIAL ATIVIDADES TRADICIONAIS ATIVIDADES TRADICIONAIS CULTURAS ESTRATÉGICAS CULTURAS ESTRATÉGICAS ATIVIDADES EMERGENTES ATIVIDADES EMERGENTES INFRA- ESTRUTURA INFRA- ESTRUTURA FATORES COMPETITIVOS GESTÃO MARKETING INFORMÁTICA RH TECNOLOGIA

14 COMPETITIVIDADE É a soma de eficiências internas e externas. Não basta a empresa ser benchmark. É necessário que a empresa-país seja benchmark. É a soma de eficiências internas e externas. Não basta a empresa ser benchmark. É necessário que a empresa-país seja benchmark.

15 Em média, 1/3 da rentabilidade da empresa é decorrente da estrutura competitiva do setor.

16 Dimensão Histórica Controle da Qualidade Inspeção Descarte Gestão da Qualidade Gerenciamento de Processos Melhoria Contínua Benchmark

17 Dimensão Sistêmica Competitividade = Q Intramuros + Q Extramuros A OrganizaçãoA Sociedade O Sistema A verdadeira competitividade se dá entre Sistemas.

18 Desafios da Gestão pela Qualidade Custos da não Qualidade Melhoria Contínua e Processos Benchmarking Seis Sigma Matriz da Perpetuidade

19 NOVOS DESAFIOS GANHOS COM A QUALIDADE $ T Meu Desempenho Hoje Meu Melhor Desempenho Concorrente Benchmark 1 2 Resultado $ = f (Desempenho) Desempenho = Qualidade

20 NOVOS DESAFIOS MELHORIA CONTÍNUA e PROCESSOS Nível de Resultado Tempo S DC A PROCESSO EXISTENTE (manutenção) P DC A PROCESSO EXISTENTE (melhoria) P DC A PROCESSO NOVO (inovação)

21 BENCHMARKING NOVOS DESAFIOS Serviços Excelentes Um processo contínuo e sistemático para avaliar produtos, serviços e processos de trabalho das organizações que são reconhecidas como representantes das melhores práticas com a finalidade de melhoria organizacional. (M. J. Spendolini)

22 SIX SIGMA Buscar soluções que conduzam a uma variação equivalente a um erro de 3,4 partes por milhão, utilizando ferramentas estatísticas adequadas a cada solução. NOVOS DESAFIOS

23 MATRIZ DA PERPETUIDADE Dimensões Públicos ManutençãoMelhoriaInovação C lientes E quipe V izinhos A cionistas P DC AP DC AP DC AP DC AP DC AP DC AP DC AP DC AP DC AP DC AP DC AP DC A NOVOS DESAFIOS (Comunidade) P D C A

24 OBJETIVOS 2. Os 10 anos de PBQP3. Os novos desafios e a Competitividade 4. Áreas de atuação do MBC 1. O Movimento da Qualidade no Brasil

25 Desafios e Oportunidades Abertura de Mercado Foco na Melhoria de Eficiência Operacional PBQP e Movimento Nacional pela Qualidade Década de 90 Internacionalização da Economia Foco na Integração de Estratégia e Gestão Década Atual Movimento Brasil Competitivo (MBC)

26 1. Resultado de uma demanda conjunta dos setores privado e público. 2. Conselho Superior composto por Empresários, Ministros e FPNQ. 3. Ocupa o espaço deixado pelo Comitê Nacional da Qualidade. 4. Natureza de OSCIP concedida pelo Ministério da Justiça. 5.Compromisso de lideranças históricas do Movimento da Qualidade. 6. Planejamento articulado com a FPNQ. Natureza e Características

27 Fortalecer/ desenvolver setores, regiões, cadeias e clusters Setores Regiões Cadeias Clusters Áreas de Atuação Inovação Estimular a capacidade de inovação do país O MBC tem como objetivo melhorar a competitividade do país atuando em quatro áreas principais Melhorar a Capacidade Estratégica e de Gestão das organizações públicas e privadas Gestão e Estratégia Indicadores Avaliação Benchmarking Monitorar o desempenho de fatores que afetam a competitividade nacional (

28 Gestão e Estratégia Fortalecimento e Estruturação de 6 Programas Setoriais e 20 Programas Estaduais de Qualidade e Produtividade Cadeias, Setores e Clusters Mapeamento dos estrangulamentos, oportunidades e desafios Indicadores, Avaliação e Benchmarking Mapas de Benchmarks e indicadores de desempenho Inovação Promoção e disseminação da cultura da inovação Principais Projetos

29 Missão do MBC Contribuir para o aumento da qualidade de vida da população promovendo a melhoria radical da Competitividade das organizações privadas e públicas brasileiras de maneira sustentável

30 Endereços Eletrônicos


Carregar ppt "Rio de Janeiro, 12 de Abril de 2002 Resultados Alcançados pelo Brasil nos 10 anos do PBQP Passado, Presente e Futuro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google