A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Trabalho de Filosofia Thomas S. Kuhn Grupo: César nº08 Ericley nº14 Pablo nº38 Gustavo nº23 Willian nº44 Diego nº11 Juan nº30.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Trabalho de Filosofia Thomas S. Kuhn Grupo: César nº08 Ericley nº14 Pablo nº38 Gustavo nº23 Willian nº44 Diego nº11 Juan nº30."— Transcrição da apresentação:

1 Trabalho de Filosofia Thomas S. Kuhn Grupo: César nº08 Ericley nº14 Pablo nº38 Gustavo nº23 Willian nº44 Diego nº11 Juan nº30

2 Um Físico diferente Há exatas quatro décadas, era publicado um livro que mudaria profundamente as análises e as conclusões sobre a natureza epistemológica da ciência. Em 1962, surgia À estrutura das revoluções científicas, obra que descrevia as conclusões obtidas durante 15 anos de intenso trabalho realizado por um ex-físico teórico convertido

3 Uma breve biografia Uma breve biografia Kuhn nasceu em 18 de julho de 1922 em Cincinnati, no estado de Ohio (Estados Unidos).Na infância, mudou-se para Manhattan e, pouco depois, para Croton- on-Hudson, pequena cidade próxima à de Nova York. Depois de estudar em escolas particulares que encorajavam seus alunos a terem confiança em suas próprias habilidades intelectuais. Kuhn nasceu em 18 de julho de 1922 em Cincinnati, no estado de Ohio (Estados Unidos).Na infância, mudou-se para Manhattan e, pouco depois, para Croton- on-Hudson, pequena cidade próxima à de Nova York. Depois de estudar em escolas particulares que encorajavam seus alunos a terem confiança em suas próprias habilidades intelectuais.

4 Uma breve biografia... Ingressou, em 1940, na Universidade de Harvard, para estudar física. Devido à Segunda Guerra Mundial, seus estudos duraram apenas três anos em vez dos quatro habituais. Durante a guerra, serviu nos Estados Unidos e em Londres, trabalhando com grupos ligados a radares e à construção de bombas. Ingressou, em 1940, na Universidade de Harvard, para estudar física. Devido à Segunda Guerra Mundial, seus estudos duraram apenas três anos em vez dos quatro habituais. Durante a guerra, serviu nos Estados Unidos e em Londres, trabalhando com grupos ligados a radares e à construção de bombas. Doutorou-se em física em 1949 pela Universidade de Harvard, chegando a publicar um artigo nessa área. Nesse período, consolidou sua saída da física, passando a se dedicar à história da ciência e à filosofia da ciência. Doutorou-se em física em 1949 pela Universidade de Harvard, chegando a publicar um artigo nessa área. Nesse período, consolidou sua saída da física, passando a se dedicar à história da ciência e à filosofia da ciência.

5 Um homem de opinião Em uma entrevista cedida à filósofa italiana Giovanna Borradori, no ano de 1965, em Londres, Thomas Kuhn explica sinteticamente seu percurso acadêmico, que se tornaria o referencial de discussão entre os filósofos da ciência. Até a defesa de sua tese de doutorado, tinha tido poucos contatos com a filosofia. Sua justificativa para este pouco contato com a filosofia é fundada, pois segundo ele, havia uma enorme pressão para empreender carreiras científicas.

6 Seu primeiro contato com a Filosofia Todavia, foi na Universidade de Harvard, quando teve que preparar um curso de ciências para não cientistas, que pela primeira vez, ele utilizou exemplos históricos de progressos científicos. Dessa experiência, Kuhn percebeu que a ciência, numa perspectiva histórica, era muito diferente da apresentada nos textos de física ou mesmo de filosofia da ciência. O Estrutura das Revoluções Científicas foi, então, um texto produzido e direcionado a um público filosófico, mesmo não sendo um livro de filosofia. Isso porque, conforme ele mesmo dizia, Kuhn criticava o positivismo sem conhecê-lo em profundidade, assim como não se sentia influenciado pelo pragmatismo de William James e John Dewey.

7 Kuhn e seus livros A repercussão do seu livro foi tão grande na comunidade acadêmica que, já na segunda edição, em 1970, Kuhn apresentou um pós-escrito, no qual seus pontos de vista são, em alguma medida, refinados e modificados. E, para responder às acusações de irracionalismo, ele escreve, em 1974, um ensaio intitulado Reconsiderando os paradigmas e, logo depois, desenvolve com maior profundidade as descontinuidades históricas, que foram apresentadas em outro livro chamado Teoria do corpo negro e descontinuidade quântica , publicado em 1979.

8 Uma carreira polêmica A polêmica sobre a obra de Thomas Kuhn gira em torno da noção de paradigma científico e da "incomensurabilidade" entre os paradigmas. Ken Wilber defende (em seu livro A União da Alma e dos Sentidos) que a idéia de paradigmas proposta por Kuhn tem sido apropriada e abusada por grupos e indivíduos que tentam fazê- la parecer uma declaração de que a ciência é arbitrária. Entretanto, a obra de Kuhn abriu espaço pra toda uma nova abordagem de estudos chamados Social Studies of Science(estudos sociais da ciência) que desembocou no Programa Forte da Sociologia. Especula-se que Kuhn tenha se apropriado de muitas das idéias de Ludwick Fleck (como paradigma, revolução paradigmática, ciência normal, anomalias, etc), médico polonês que pouco escreveu sobre história da ciência e que permaneceu e permanece desconhecido de muitos.

9 Pessoas e lugares importantes para Kuhn J. Dewey Giovanna Borradori Harvard William James William James Wilber Wilber

10 Referencias Bibliográficas Thomas S. Kuhn, artigo WIKIPÈDIA enciclopédia livre, disponível em:http://pt.wikipedia.org/wiki/Thomas_K uhn Thomas S. Kuhn, artigo WIKIPÈDIA enciclopédia livre, disponível em:http://pt.wikipedia.org/wiki/Thomas_K uhn Carlos Fioravanti, pesquisador e escritor Editora UNESP, disponivel em :http://www.revistapesquisa.fapesp.br/?ar t=3486&bd=3&pg=1&lg= Carlos Fioravanti, pesquisador e escritor Editora UNESP, disponivel em :http://www.revistapesquisa.fapesp.br/?ar t=3486&bd=3&pg=1&lg=


Carregar ppt "Trabalho de Filosofia Thomas S. Kuhn Grupo: César nº08 Ericley nº14 Pablo nº38 Gustavo nº23 Willian nº44 Diego nº11 Juan nº30."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google