A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistema Circulatório Prof. JM. Sistema Circulatório Integrar os sistemas. Transportar nutrientes, gases, excretas, hormônios, calor e anticorpos pelo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistema Circulatório Prof. JM. Sistema Circulatório Integrar os sistemas. Transportar nutrientes, gases, excretas, hormônios, calor e anticorpos pelo."— Transcrição da apresentação:

1 Sistema Circulatório Prof. JM

2 Sistema Circulatório Integrar os sistemas. Transportar nutrientes, gases, excretas, hormônios, calor e anticorpos pelo corpo. Coagulação

3 Sangue Uma pessoa de cerca de 60Kg apresenta de 3 a 4 L de sangue. 55% é formado por plasma (água, sais, carboidratos, lipídeos, proteínas, gases...) com aparência amarelada. 45% são formados por glóbulos vermelhos, brancos e plaquetas, chamados de elementos figurados.

4 Eritrócitos Glóbulos Vermelhos ou hemácias Bicôncavo Todos vertebrados Anucleados nos mamíferos (importância evolutiva) Gerados pela medula óssea – tecido hematopoético (hematopoese). Circulam de 90 a 120 dias e são destruídas por células fagocitárias (baço e fígado) O baço é importante por reconhecer partículas estranhas na circulação e destruí-las. Anemia ferropriva e falciforme (malária)

5 A hemoglobina é o pigmento respiratório contida no citoplasma dos eritrócitos. Esta molécula é responsável pelo transporte de oxigênio pelo corpo (4 grupos heme – íon ferroso) Anelídeos têm hemoglobina dissolvida no plasma. Se a contagem de eritrócitos ou hemoglobina for abaixo do normal, a pessoa é considerada anêmica (11g/100ml) Atletas – atmosfera rarefeita – mais eritrócitos.

6 Glóbulos Brancos Leucócitos – importantes na defesa. Produzidos na medula óssea – maturados no timo ou gânglios linfáticos. Infecção bacteriana => leucocitose (>) Infecção viral => leucopenia (<) Leucemia: câncer na área de produção Neutrófilos e linfócitos são os mais comuns (90%) Neutrófilos, basófilos e eosinófilos apresentam grânulos no citoplasma (granulócitos). Linfócitos e monócitos são agranulócitos. Linfócitos produzem anticorpos.

7 Plaquetas Megacariócitos quando maduras se rompem libarando fragmentos na circulação. Fragmentos são as plaquetas – coagulação – exclusiva em mamíferos

8

9

10 Tipos de Circulação Poríferos, celenterados, platelmintes e nematelmintos não apresentam sistema circulatório (difusão). Artrópodes e maioria de moluscos apresentam sistema circulatório aberto: sangue pode circular em hemoceles (lacunas) – hemolinfa (poucas células, muito plasma e sem pigmento) Anelídeos, moluscos cefalópodes e cordados apresentam circulação fechada. *Equinodermos apresentam circulação associado ao sistema ambulacrário (água).

11 Componentes do SC Sangue (tecido) Coração: órgão muscular bombeador de sangue Vasos sanguíneos: veias, artérias e capilares.

12

13 Artérias: vasos que levam sangue do coração aos tecidos, parede espessa: camada conjuntiva, muscular e endotélio. Veias: vasos que levam o sangue dos tecidos ao coração, paredes menos espessas, apresentam válvulas que impedem o refluxo do sangue. Músculos das paredes das veias auxiliam o fluxo sanguíneo que chega com baixa pressão dos capilares. Capilares: Entre artérias e veias, pequeno calibre, parede fina para trocas entre sangue e tecidos. Parede com única camada de células (endotélio).

14

15 Trombose

16 Capilares Na extremidade arterial a pressão hidrostática é maior no interior dos capilares e o líquido extravasa levando substâncias para fora do capilar. Na extremidade venosa a pressão hidrostática é menor que a pressão osmótica, com retorno do fluido para o capilar.

17 Sistema Circulatório em Vertebrados Peixes Fechado; simples (coração com sangue venoso somente); duas câmaras (átrio e ventrículo) Átrio – Ventrículo – aorta ventral – capilares das brânquias (trocas gasosas com água) – aorta dorsal – corpo – coração Não há mistura de sangue venoso e arterial.

18 Anfíbios 2 átrios (esquerdo sangue arterial e o direito venoso) e 1 ventrículo (que mistura os dois tipos de sangue). Lembre-se que a mistura não é muito prejudicial, pois no corpo ocorre a oxigenação pela pele e no ventrículo a mistura é parcial por motivos hidrodinâmicos. Coração – pulmão – coração – tecidos – coração Dupla e incompleta

19 Répteis Semelhante aos anfíbios No entanto, apresenta o septo de Sabatier que separa parcialmente os tipos de sangue no ventrículo. Os Crocodilianos apresentam 4 cavidades já separando por completo os tipos de sangue no coração. Dupla; Incompleta. Entre as artérias aorta e pulmonar ainda pode ocorrer a troca de sangue pela comunicação chamada Forame de Panizza.

20 Aves e Mamíferos Fechada; Dupla; Completa. 4 Cavidades completamente separadas (2 átrios e 2 ventrículos) Lado esquerdo: sangue arterial Lado direito: sangue venoso Não há mistura Nos mamíferos a aorta é voltada para a esquerda e nas aves para a direita. A oxigenação do coração é feita pelas artérias coronárias (ramificações da aorta) e não pelo sangue circulante.

21 Circulação Humana - Coração Entre os dois pulmões Tecido muscular cardíaco – involuntário – miocárdio Envolvido por membrana fibrosa – pericárdio 1 - Coronária Direita 2 - Coronária Descendente Anterior Esquerda 3 - Coronária Circunflexa Esquerda 4 - Veia Cava Superior 5 - Veia Cava Inferior 6 - Aorta 7 - Artéria Pulmonar 8 - Veias Pulmonares

22 9 - Átrio Direito 10 - Ventrículo Direito 11 - Átrio Esquerdo 12 - Ventrículo Esquerdo 13 - Músculos Papilares 14 - Cordoalhas Tendíneas 15 - Válvula Tricúspide 16 - Válvula Mitral 17 - Válvula Pulmonar

23 Sístole – contração Diástole – relaxamento Coração = sincício A freqüência dos batimentos é controlada pelo Sistema de Purkinje: nódulo sino-atrial (átrio direito) – marcapasso natural: impulsos que depois chegam ao nódulo átrio-ventricular e passam pelos feixes de Hiss criando um movimento de contração em seqüência. 1 – Nodo Sino-Atrial 2 – Nodo Átrio-Ventricular 3 – Feixe AV 4 – Ramos do Feixe de Hiss

24

25 Circulação pulmonar: Ventrículo direito > artéria pulmonar >pulmões > veias pulmonares > aurícula esquerda. Circulação sistêmica: Ventrículo esquerdo > artéria aorta > sistemas corporais > veias cavas > aurícula direita.

26 Circulação Grande e Pequena

27 Pressão Arterial Pressão do fluxo sanguíneo sobre as artérias Varia de acordo com organismo, tamanho e idade O normal em um jovem é 120mmHg (sistólica) e 80mmHg (diastólica) nos ventrículos.

28 Circulação Linfática Rede de vasos linfáticos Recolhe excesso de líquido intercelular (linfa), filtra nos gânglios e devolvem ao sangue.

29 Circulação Portal Hepática O sangue venoso dos capilares do trato intestinal drena na veia portal, que invés de levar o sangue de volta ao coração, leva-o ao fígado. Isso permite que este orgão, receba nutrientes que foram extraídos da comida pelo intestino. O fígado também neutraliza algumas toxinas recolhidas no intestino. O sangue segue do fígado às veias hepáticas e então veia cava inferior, e então ao lado direito do coração, entrando no átrio direito e voltando para o início do ciclo, no ventrículo direito.

30 Circulação Fetal O sistema circulatório do feto é diferente, já que o feto não usa pulmão, mas obtém nutrientes e oxigênio pelo cordão umbilical. Após o nascimento, o sistema circulatório fetal passa por diversas mudanças anatômicas, incluindo fechamento do duto arterioso e foramen ovale.fetoduto arteriosoforamen ovale

31 Transporte de Gases - Hematose Hemoglobina: pigmento respiratório (dentro das hemácias) que se associa aos seguintes gases no organismo: Hb + O2 => Oxiemoglobina (instável) Hb + CO2 => Carboemoglobina (instável) Hb + CO => Carboxiemoglobina (estável) Tecido = + CO2 Capilar pulmonar = +O2

32 Transporte de oxigênio 3% dissolvido no plasma 97% pelas hemácias Fetos e mamíferos de grandes altitude apresentam a hemoglobina F para compensar a falta de O2

33 Transporte de CO 2 30% por hemoglobina e dissolvido no plasma (7%) 70% na forma de bicarbonato formando um tampão por meio de uma enzima chamada anidrase carbônica: H 2 O + CO 2 => H 2 CO 3 => H + HCO 3 pH do sangue = 7,4

34 Sistema Imune Leucócitos: glóbulos Brancos – defesa Granulócitos: 1.Neutrófilos: núcleo trilobado – fagocitose 2.Eosinófilo: núcleo bilobado – produz histamina (alergia) 3.Basófilo: produz heparina (anticoagulante) Agranulócitos: 1.Linfócitos (T e B): produz anticorpos 2.Monócito: origina macrófago - fagocitose

35 Os linfócitos T (alvo do vírus HIV) gerenciam o sistema imune, reconhecem corpos estranhos e estimulam os linfócitos B a produzirem anticorpos. Anticorpos são proteínas (imunoglobulinas) produzidas pelos linfócitos que podem: 1.Destruir o antígeno 2.Desativar o antígeno 3.Marcar o antígeno

36 Diapedese Os leucócitos saem dos capilares sanguíneos para atuar no tecido alvo O local esquenta (inflamação) O pus é a substância amarelada devido ao tecido e antígeno morto + os leucócitos

37 Coagulação Evitar hemorragia O tecido com lesão recebe várias plaquetas Plaquetas (mamíferos) são fragmentos de megacariócitos As plaquetas se acumulam no tecido formando o trombo branco

38 As plaquetas liberam a tromboplastina que com íons cálcio transformam a protrombina (inativa) em trombina A trombina converte o fibrinogênio (solúvel) em fibrina (insolúvel) formando uma rede onde acumula hemácias e origina o trombo vermelho. Os fatores de coagulação dependem da vitamina K A heparina (anti-coagulante) atua inibindo a trombina Hemofílicos apresentam problemas com o fator VIII – tratamento com sangue normal


Carregar ppt "Sistema Circulatório Prof. JM. Sistema Circulatório Integrar os sistemas. Transportar nutrientes, gases, excretas, hormônios, calor e anticorpos pelo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google