A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CÔJA ESCOLA E.B. 2,3 PROF. MENDES FERRÃO Exames Nacionais e de Equivalência à Frequência 2010 - Ensino Básico.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CÔJA ESCOLA E.B. 2,3 PROF. MENDES FERRÃO Exames Nacionais e de Equivalência à Frequência 2010 - Ensino Básico."— Transcrição da apresentação:

1 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CÔJA ESCOLA E.B. 2,3 PROF. MENDES FERRÃO Exames Nacionais e de Equivalência à Frequência Ensino Básico

2 Secretariado Sara Gameiro – Coordenadora Ana Bela Melanda Paula Rita Miragaia José Tavares - responsável pelo Programa ENEB Funcionamento do Secretariado - Biblioteca

3 Informações iniciais Todas as informações referentes ao processo encontram-se na Norma 2; Todos os documentos apresentados estão disponíveis no site da Escola; É obrigatório promover uma reunião preparatória para professores vigilantes e coadjuvantes; O exercício de funções no Secretariado de Exames, vigilâncias, júris de exame ao nível de escola ou outras tarefas relacionadas com exames, são de aceitação obrigatória;

4 Os Directores de Turma de 9º ano devem ler e esclarecer na sala de aula, antes de terminar o 3º período, o documento Alunos (sumariar essa actividade); O aluno não admitido a exame que interpuser recurso da avaliação, realizará os exames a título condicional; Só podem entrar nas salas que estão a fazer exames membros da Direcção, do secretariado, o professor coadjuvante e elementos da Inspecção.

5 É proibida a utilização de qualquer sistema de comunicação móvel por parte dos professores vigilantes. Comparecer no Secretariado de Exames (Biblioteca) 30 min antes da hora do Exame, para rubricar e levantar a caixa com o material. Dirigir-se para a sala que lhe está destinada e 15 min antes fazer a chamada, sentando os alunos pela ordem da pauta, um por mesa, começando na secretária do prof. da frente para trás. Verificar o CC/BI/Doc. com foto – sem este não podem prestar provas. PROFESSORES VIGILANTES PROCESSO PRÁTICO

6 Assegurar-se que os alunos só têm o material necessário à prova e que o restante (mochilas, carteiras, …) fica junto da mesa dos profs. Vigilantes; Caso falte algum aluno, o lugar fica vago; O aluno pode chegar até às 9.15h. Após esse horário tem falta (não pode entrar) e o secretariado levantará as ausências na devida altura; Após a chamada, distribuir o papel de prova e, a seguir, as folhas de rascunho datadas e assinadas; Prof. Vigilantes (cont.)

7 Instruir os examinandos sobre o preenchimento do cabeçalho; Escrever no quadro a hora de início, conclusão, a prova e o código da prova: Exº: Prova de Língua Portuguesa – Código 22 Início: 9h10m Conclusão: 10h40m + 30 min tolerância – 11h10m HÁ TOQUES 9h00m – Abrir envelopes com tesoura (que entretanto o secretariado deixará na sala) e distribuir;

8 Das 9h00m às 9h10m ler aos alunos as instruções emanadas pelo GAVE no caso de Exames Nacionais; caso Exames de Equivalência ler as instruções do resumo da Norma 2 (ponto 13.2, pág. 3 do doc.); Após o início da prova, sem importunar, passar e verificar o correcto preenchimento dos cabeçalhos e rubricar as folhas de prova (caso tenha tempo, pode verificar antes); O Prof. Coadjuvante passará antes da prova ter início para verificar o material autorizado; Prof. Vigilantes (cont.)

9 Os alunos não podem: - ter telemóvel: qualquer telemóvel ou outro meio de comunicação detectado na posse do examinando, desligado ou ligado, determina a anulação da prova pelo Director; - abandonar a sala; - declarar formalmente desistência; - cometer fraudes ou irregularidades. Qualquer destas situações deve de imediato ser comunicada ao Secretariado Não se pode substituir folhas do Exame Nacional de Matemática (enganam-riscam); no de Língua Portuguesa podem substituir, mas têm que inutilizar e rasgar a folha à frente do aluno.

10 Os alunos que pretendam usufruir da tolerância só podem abandonar a sala findo o tempo da tolerância; Terminado o tempo da prova os alunos ficam sentados e os professores vigilantes: - recolhem no lugar as provas pela ordem da pauta; - confirmam o nº de páginas que o aluno indicou; - autorizam a saída dos alunos, que levam as folhas de rascunho e o enunciado. Entregar no Secretariado: - as folhas de resposta; - a pauta; - a caixa com o material (enunciados; folhas de rascunho; tesoura; esferográfica). Prof. Vigilantes (cont.)

11 Durante a realização dos Exames os dois professores responsáveis pela vigilância devem evitar qualquer ruído que possa vir a importunar os alunos; Caso aconteça alguma anomalia, deve um dos professores solicitar ao assistente operacional que chame o Secretariado, para providenciar a resolução; Matemática – as respostas são dadas no enunciado; Língua Portuguesa – as respostas são dadas em folhas de Prova.

12 Comparecer no Secretariado 30 min antes do Exame iniciar; Verificar o material autorizado antes da prova ter início; Logo que a mesma se inicie, ter acesso a ela, lê-la e detectar alguma gralha ou erro que tenha que ser divulgado aos alunos, logo que autorizado pelo Secretariado; Professores Coadjuvantes

13 Transmitir esclarecimentos aos alunos autorizados pelo Júri Nacional de Exames; Manter o dever de sigilo enquanto a prova se realiza, pelo que só se poderá ausentar de junto do Secretariado para se deslocar às salas onde se realizam os exames. Profs Coadjuvantes (cont.)

14 Os procedimentos a adoptar nos exames de equivalência são muito semelhantes; as advertências a fazer antes dos exames serão facultadas pelo Secretariado quando forem assinar; Os Professores Suplentes ficam na Biblioteca (Secretariado) A calendarização dos exames de equivalência encontra-se já afixada. E AINDA…

15 BOM TRABALHO …


Carregar ppt "AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CÔJA ESCOLA E.B. 2,3 PROF. MENDES FERRÃO Exames Nacionais e de Equivalência à Frequência 2010 - Ensino Básico."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google