A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O PROCESSO DE RECOMPOSIÇÃO DA PAISAGEM INTERNACIONAL AS NOVAS DINÂMICAS ESPACIAIS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O PROCESSO DE RECOMPOSIÇÃO DA PAISAGEM INTERNACIONAL AS NOVAS DINÂMICAS ESPACIAIS."— Transcrição da apresentação:

1 O PROCESSO DE RECOMPOSIÇÃO DA PAISAGEM INTERNACIONAL AS NOVAS DINÂMICAS ESPACIAIS

2 A REORGANIZAÇÃO GEOPOLÍTICA DO MUNDO: O NOVO SISTEMA-MUNDO: TRIADE vs MUNDO POLICENTRICO AS CIDADES-GLOBAIS OS BLOCOS ECONÓMICOS REGIONAIS A QUEDA DO MURO DE BERLIM A FRAGMENTAÇÃO DO MUNDO COMUNISTA A DESINTEGRAÇÃO DO MUNDO BIPOLAR A NOVA ORDEM MUNDIAL

3

4 OS BLOCOS ECONÓMICOS REGIONAIS Blocos económicos são reuniões de países que tem como objectivo a integração económica e/ou social. Podem ser classificados em 4 categorias: Zonas de Comercio Livre Uniões Aduaneiras Mercados comuns Uniões Monetárias

5

6 NAFTA :Fazem parte do NAFTA ( Tratado Norte-Americano de Livre Com é rcio ) os seguintes pa í ses : Estados Unidos, M é xico e Canad á. Come ç ou a funcionar no in í cio de 1994 e oferece aos pa í ses membros vantagens no acesso aos mercados dos pa í ses. Estabeleceu o fim das barreiras alfandeg á rias, regras comerciais em comum, protec ç ão comercial e padrões e leis financeiras. Não é uma zona livre de com é rcio, por é m reduziu tarifas de aproximadamente 20 mil produtos.NAFTA MERCOSUL : O Mercosul ( Mercado Comum do Sul ) foi oficialmente estabelecido em Mar ç o de É formado pelos seguintes pa í ses da Am é rica do Sul : Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina. Futuramente, estuda- se a entrada de novos membros, como o Chile e a Bol í via. O objectivo principal do Mercosul é eliminar as barreiras comerciais entre os pa í ses, aumentando o com é rcio entre eles. Outro objectivo é estabelecer tarifa zero entre os pa í ses e num futuro pr ó ximo, uma moeda ú nica.MercosulAm é rica do Sul UNIÃO EUROPEIA: A União Europeia ( UE ) foi oficializada no ano de 1992, através do Tratado de Maastricht.União Europeia Este bloco possui uma moeda única que é o EURO, um sistema financeiro e bancário comum. Os cidadãos dos países membros são também cidadãos da União Europeia e, portanto, podem circular e estabelecer residência livremente pelos países da União Europeias União Europeia também possui políticas trabalhistas, de defesa, de combate ao crime e de imigração em comum. PACTO ANDINO: Outro bloco econ ó mico da Am é rica do Sul é formado por : Bol í via, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela. Foi criado no ano de 1969 para integrar economicamente os pa í ses membros. As rela ç ões comerciais entre os pa í ses membros chegam a valores importantes, embora os Estados Unidos sejam o principal parceiro econ ó mico do bloco. APEC: A APEC ( Coopera ç ão Econ ó mica da Á sia e do Pac í fico ) foi criada em 1993 na Conferência de Seattle ( Estados Unidos ). Integram este bloco econ ó micos os seguintes pa í ses: EUA, Japão, China, Formosa (Taiwan), Coreia do Sul, Hong Kong, Singapura, Mal á sia, Tailândia, Indon é sia, Brunei, Filipinas, Austr á lia, Nova Zelândia, Papua Nova Guin é, Canad á, M é xico e Chile. Somadas a produ ç ão industrial de todos os pa í ses, chega-se a metade de toda produ ç ão mundial. Quando estiver em pleno funcionamento, ser á o maior bloco econ ó mico do mundo. Os principais Blocos Económicos

7 Areas in dark blue represent the member countries in the G-20; light blue represent members of the EU not individually represented.EU Name- G-20 Formation Purpose- Bring together systemically important industrialized and developing economies to discuss key issues in the global economy. Menbership 1. Argentina 2. Australia 3. Brazil 4. Canada 5. ChinaArgentinaAustraliaBrazilCanada 6. France 7. Germany 8. India 9. Indonesia 10. Italy 11. Japan 12. Mexico 13. Russia 14. Saudi Arabia 15. South Africa 16. South Korea 17. Turkey 18. United Kingdom 19. United States 20. European UnionFranceGermanyIndiaIndonesiaItalyJapanMexicoRussiaSaudi ArabiaSouth AfricaSouth KoreaTurkeyUnited KingdomUnited StatesEuropean Union G 20

8 Cidade global Cidade global: são as cidades que polarizam todo o país e fazem a ligação entre este e o resto do mundo. Possuem o melhor equipamento urbano do país, além de concentrarem as sedes das instituições que controlam as redes mundiais, como bolsas de valores, corporações bancárias e industriais, companhias de comércio exterior, empresas de serviços financeiros, agências públicas internacionais. As cidades mundiais estão mais associadas ao mercado mundial do que à economia nacional.paísempresas Algumas características básicas de cidades globais são: -Familiaridade internacional: uma pessoa diria Paris, e não Paris, FrançaParis -Influência e activa participação em eventos internacionais. Por exemplo, a cidade de Nova Iorque sedia a ONU, e em Bruxelas se encontra a sede da OTAN e da União Europeia.Nova IorqueONUBruxelasOTANUnião Europeia -Uma grande população, onde a cidade global é centro de uma área metropolitana de pelo menos um milhão de habitantes, muitas vezes, tendo vários milhões de habitantes.área metropolitana -Um aeroporto internacional de grande porte, que serve como base para várias linhas aéreas internacionais.aeroportolinhas aéreas -Um sistema avançado e eficiente de transportes. Isto inclui vias expressas, rodovias e transporte público.vias expressasrodoviastransporte público -Sedes de grandes companhias, como conglomerados e multinacionais.conglomerados -Uma bolsa de valores que possua influência na economia mundial.bolsa de valores -Presença de redes multinacionais e instituições financeiras de grande porte. -Infra-estrutura avançada de comunicações.comunicações -Presença de grandes instituições de artes como museus.museus -Grande influencia económica no mundo.mundo

9 Cidades Globais

10

11 A figura 12 b é uma representação da nova paisagem da globalização e traduz dados de mapas temáticos sobre as conexões de internet e rádio entre as cidades indicadas e outras do mundo.

12 Cidades Globais – Conceito É um conceito criado pela socióloga norte-americana Saskia Sassen, autora do livro, A Cidade Global, de 1991, onde define as cidades globais como aquelas que possuem plataformas de operações para empresas transnacionais, são ponto de encontro do conhecimento e dos talentos que fazem a ponte entre os actores globais e as especificidades nacionais. As cidades globais, também conhecidas como metrópoles mundiais, são grandes aglomerações urbanas que funcionam como centros de influência internacional. Estão no topo da hierarquia urbana. São dotadas de técnica e conhecimento em serviços de elevada influência nas decisões vinculadas à economia globalizada e ao progresso tecnológico. Nessas cidades, há grande concentração e movimentação financeira, sedes de grandes empresas ou escritórios filiais de transnacionais, importantes centros de pesquisas, presença de escritórios das principais empresas mundiais em consultoria, contabilidade, publicidade, bancos e advocacia, além das principais universidades.conhecimentoserviçosempresas São dotadas de infraestrutura necessária para a realização de negócios nacionais e internacionais, aeroportos, bolsa de valores e sistemas de telecomunicações, além de uma ampla rede de hotéis, centros de convenções e eventos, museus e bancos. Possuem serviços bastante diversificados, como jornais, teatros, cinemas, editoras, agências de publicidade, entre outros.negócios

13 A institui ç ão respons á vel por classificar as cidades como global ou não, é a Universidade de Loughborough (Londres) numa fase inicial e posteriormente aperfei ç oada pela Globalization and World Cities Study Group & Network. Actualmente são reconhecidas mais de 50 cidades globais no planeta, divididas em três grupos, conforme o grau de influência e importância mundial. A Europa é o continente que mais possui cidades globais. As cidades mais influentes do mundo foram classificadas em três diferentes classes - Alfa, Beta e Gama. Alfa - as cidades de maior influência no planeta, Beta, - cidades intermédias, Gama - corresponde à s cidades globais de menor expressão mundial. Grupo Alfa – Esse grupo é representado por cidades como: Londres, Nova Iorque, Paris, T ó quio, Los Angeles, Chicago, Frankfurt, Milão. Grupo Beta – Entre as cidades desse grupo podemos destacar: São Francisco, Sidney, São Paulo, Cidade do M é xico, Madrid. Grupo Gama – É o grupo que possui a maior quantidade de cidades, actualmente são 35, entre elas estão: Pequim, Boston, Washington, Munique, Caracas, Roma, Berlim, Amesterdão, Miami, Buenos Aires.

14 O Índice de Centros de Comércio Mundial de 2008 compilado pela MasterCard reúne 100 factores que abrangem uma ampla gama de condições – de factores do nível macro, por exemplo estruturas legal e política até particularidades sobre o quão fácil é executar operações de importação ou exportação; em quantos dias se pode abrir ou fechar uma empresa; e também a qualidade de vida e o reconhecimento global da cidade. Este estudo elaborou uma serie de gráficos comparativos que mostram como as posições na hierarquia das cidades globais varia com o indicador:

15 Principais Cidades Para o Comércio Mundial Centro Financeiro

16 Qualidade de VidaEstabilidade Económica

17 Estrutura Política e LegalFacilidade de Negócios

18 Megacidade versus Cidade Global Megacidade e Cidade Global são conceitos diferentes. As megacidades tem um conceito que valoriza a quantidade de habitantes, pela definição da ONU, são cidades que tem mais de 10 milhões de habitantes dentro de seus limtes geográficos, não importando em que país ou região se localiza. Enquanto que as cidades globais não leva em conta o número de habitantes, mas sim a sua capacidade de influênciar os acontecimentos mundiais, agregando serviços e concentrando grandes fluxos de transportes e comunicação. O Rio de Janeiro - Brasil (11,748 milhões de habitantes) e Calcutá - Índia (14,787 milhões), são exemplos de megacidades, porém não são cidades globais.

19 Nova Hierarquia da Rede de Cidades Globais Na nova hierarquia da rede de cidades globais, tornou o actual sistema de cidades globais muito mais concentrador de recursos, fundamentado numa rígida hierarquia, sem a respectiva redistribuição para as cidades mais pobres e carentes de todo tipo de recursos. Na nova hierarquia da rede de cidades globais, a cidade global mostra a sua força através de quatro setores; Bancos e bolsa de valores; empresas de publicidade, e firmas de consultoria; seguros e pesquisa. As Cidades Globais - na História As redes das cidades globais vão se modificando ao longo da história. Sendo assim, Lisboa em Portugal era a principal cidade do mundo no período das grandes navegações. Foi assim que Londres, no século 19, influenciava grande parte do mundo, com as suas industrias, ferrovias e uma poderosa marinha mercante. Portanto, a cada período, muda o centro de controle das regiões do planeta, alterando a estrutura geopolítica do mundo.


Carregar ppt "O PROCESSO DE RECOMPOSIÇÃO DA PAISAGEM INTERNACIONAL AS NOVAS DINÂMICAS ESPACIAIS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google