A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CLASSIFICAÇÃO DOS CURSOS DÁGUA RESOLUÇÃO CONAI\4A N° 20, DE 18/06/1986 Águas doces (salinidade < 0,05%) Águas salobras (salinidade entre 0,05% e 3%) Águas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CLASSIFICAÇÃO DOS CURSOS DÁGUA RESOLUÇÃO CONAI\4A N° 20, DE 18/06/1986 Águas doces (salinidade < 0,05%) Águas salobras (salinidade entre 0,05% e 3%) Águas."— Transcrição da apresentação:

1 CLASSIFICAÇÃO DOS CURSOS DÁGUA RESOLUÇÃO CONAI\4A N° 20, DE 18/06/1986 Águas doces (salinidade < 0,05%) Águas salobras (salinidade entre 0,05% e 3%) Águas salinas (salinidade > 3%). Foram criadas 9 classes de água. ÁGUAS DOCES Casse especial - usos mais nobres Classes de 1 a 4 – menos nobres

2 CLASSIFICAÇÃO DOS CURSOS DÁGUA Classificação das águas doces segundo seus usos preponderantes

3 CLASSIFICAÇÃO DOS CURSOS DÁGUA Usos x Requisitos de qualidade - são função do seu uso previsto. Para vários usos não há padrões específicos, mas sim o objetivo do atendimento a determinados requisitos de qualidade. ( Alguns requisitos associados às características ambientais foram transcritos em forma de padrão)

4 CLASSIFICAÇÃO DOS CURSOS DÁGUA Uso geral Usos específicos Requisitos de qualidade Requisitos de qualidade

5 CLASSIFICAÇÃO DOS CURSOS DÁGUA Uso geral Usos específicos Requisitos de qualidade Requisitos de qualidade

6 CLASSIFICAÇÃO DOS CURSOS DÁGUA Uso geral Usos específicos Requisitos de qualidade Requisitos de qualidade

7 CLASSIFICAÇÃO DOS CURSOS DÁGUA Padrão de qualidade dos cursos dágua Padrão de lançamento (Resolução CONAMA 20)

8 CLASSIFICAÇÃO DOS CURSOS DÁGUA PRINCIPAIS FONTES DE POLUIÇÃO DAS ÁGUAS São associadas ao tipo de uso e ocupação do solo: efluentes domésticos; efluentes industriais; carga difusa urbana carga difusa agrossilvipastoril; mineração, natural; acidental.

9 CLASSIFICAÇÃO DOS CURSOS DÁGUA FONTES DE POLUIÇÃO CARACTERÍSTICAS Os esgotos domésticos: apresentam compostos orgânicos biodegradáveis, nutrientes e microrganismos patogênicos Efluentes industriais: há uma maior diversificação nos contaminantes lançados em função dos tipos de matérias-primas e processos industriais utilizados Deflúvio superficial urbano: contém, geralmente, todos os poluentes que se depositam na superfície do solo Poluição agrossilvipastoril: é decorrente das atividades ligadas à agricultura, silvicultura e pecuária Atividade agrícola – Corretivos, adubos e agrotóxicos Carreamento do solo Poluição natural: as chuvas e escoamento superficial salinização decomposição de vegetais e animais mortos Poluição acidental: proveniente de derramamentos acidentais de materiais na linha de produção ou transporte

10 CLASSIFICAÇÃO DOS CURSOS DÁGUA FONTES DE POLUIÇÃO INCONVENIENTES DA POLUIÇÃO DAS ÁGUAS De ordem sanitária impropriedade da água para banhos envenenamento e diminuição da flora e da fauna superior, inclusive peixes De ordem econômica – social desvalorização das terras marginais eliminação da possibilidade de novas indústrias se instalarem elevação dos custos do tratamento para novo uso da água danos à estrutura fixas e móveis das água (cais, pontes, embarcações) perigos para irrigação eliminação de esportes aquáticos, da pesca como recreação, etc.

11 CLASSIFICAÇÃO DOS CURSOS DÁGUA FONTES DE POLUIÇÃO PARÂMETROS INDICATIVOS DA QUALIDADE DAS ÁGUAS Parâmetros Físicos: temperatura, condutividade elétrica, sólidos totais, sólidos em suspensão, sólidos sedimentáveis, cor, turbidez; Parâmetros Químicos: alcalinidade, acidez, dureza, pH, oxigênio dissolvido (OD), demanda bioquímica de oxigênio (DBO5, 20), demanda química de oxigênio (DQO), nitrato, nitrito, nitrogênio amoniacal, fósforo total, detergentes, óleos e graxas, fenóis, cloretos, ferro, potássio, sódio, sulfetos, magnésio, manganês, alumínio, zinco, bário, cádmio, boro, arsênio, níquel, chumbo, cobre, cromo (III), cromo (IV), selênio, mercúrio; Parâmetros microbiológicos: coliformes fecais, coliformes totais e estreptococos totais.

12 CLASSIFICAÇÃO DOS CURSOS DÁGUA FONTES DE POLUIÇÃO PARÂMETROS INDICATIVOS DA QUALIDADE DAS ÁGUAS Temperatura A temperatura da água é um fator que influencia a grande maioria dos processos físicos, químicos e biológicos na água. Solubilidade dos gases dissolvidos - oxigênio dissolvido, mau cheiro Oxigênio Dissolvido (OD) Indicam a capacidade de um corpo dágua natural manter a vida aquática. Processos de autodepuração - sistemas aquáticos naturais e estações de tratamento de esgotos Estabilização da matéria orgânica Coliformes Termotolerantes Principal representante: Escherichia coli, de origem exclusivamente fecal. Indicador da possibilidade da existência de microorganismos patogênicos Responsáveis pela transmissão de doenças de veiculação hídrica, tais como febre tifóide, febre paratifóide, disenteria bacilar e cólera.


Carregar ppt "CLASSIFICAÇÃO DOS CURSOS DÁGUA RESOLUÇÃO CONAI\4A N° 20, DE 18/06/1986 Águas doces (salinidade < 0,05%) Águas salobras (salinidade entre 0,05% e 3%) Águas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google