A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aspectos introdutórios: Aspectos introdutórios: a) contexto de surgimento: desenvolvimento e expansão do capitalismo. Problemas que a sociedade enfrentava,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aspectos introdutórios: Aspectos introdutórios: a) contexto de surgimento: desenvolvimento e expansão do capitalismo. Problemas que a sociedade enfrentava,"— Transcrição da apresentação:

1 Aspectos introdutórios: Aspectos introdutórios: a) contexto de surgimento: desenvolvimento e expansão do capitalismo. Problemas que a sociedade enfrentava, trazidos pela urbanização, pela industrialização e pela expansão européia no mundo. a) contexto de surgimento: desenvolvimento e expansão do capitalismo. Problemas que a sociedade enfrentava, trazidos pela urbanização, pela industrialização e pela expansão européia no mundo. B) pontos que favoreceram seu surgimento: B) pontos que favoreceram seu surgimento: Necessidade de planejamento social Necessidade de planejamento social Crescente complexidade da vida humana gerada pela industrialização e urbanização Crescente complexidade da vida humana gerada pela industrialização e urbanização Alargamento dos horizontes científicos com intenso intercâmbio entre povos e nações Alargamento dos horizontes científicos com intenso intercâmbio entre povos e nações

2 Evolucionismo( Funcionalismo ( Radclife-Brown/Malinowski) Estruturalismo/Marxismo Interpretativismo Relativismo cultural

3

4

5

6

7

8 O criador fez tanto o homem como o mundo físico e o mundo orgânico; Estes não passam de um reflexo fiel do que ele é. Conhecer o mundo e o homem significa conhecê-lo e vice-versa. Admite-se alguma mudança, mas não de essência. Tudo é imutável. 1º momento do conhecimento sobre o homem H = homem Mo = mundo orgânico Mf = mundo físico C= Criador

9 O homem, o mundo físico e o mundo orgânico começam a ser estudados como esferas autônomas. A historicidade é uma característica do criado que se acha sujeito a leis históricas. Acredita-se na imutabilidade das espécies. Para solucionar o problema da historicidade com a imutabilidade, recorre-se à: à geração espontânea; à geração espontânea; À teoria das catástrofesÀ teoria das catástrofes À teoria de criações múltiplasÀ teoria de criações múltiplas 2º momento do conhecimento sobre o homem H Mo Mf

10 O mundo orgânico se acha adaptado ao mundo físico e como este se acha em contínua mutação, aquele que se acha constantemente afetado. As modificações do mundo físico modificam o mundo orgânico. Modificações inter-atuantes O homem permanece inalterável. A ação do criador considera importante, se bem que não direta 3º momento do conhecimento sobre o homem H Mo MfMf Mo

11 As atividades dos organismos vivos contribuem na evolução do mundo físico e vice- versa. Existe uma interação completa segundo leis próprias: a seleção natural. O criador fica fora do sistema 4º momento do conhecimento sobre o homem C H1 H2 Mo1 Mo2 Mf 1 Mf2 H1 H2 Mo1 Mo2 Mf 1 Mf2

12 Fundamento básico: classificação das sociedades humanas em espécies sociais. Fundamento básico: classificação das sociedades humanas em espécies sociais. Proposição, propagação e imposição de um modelo de sociedade: capitalista, industrial e nacionalista. Proposição, propagação e imposição de um modelo de sociedade: capitalista, industrial e nacionalista. Visão linear da história: uma única escala evolutiva Visão linear da história: uma única escala evolutiva

13 A Antropologia científica passa a se interessar pelo diferente na ânsia de entender o homem civilizado, industrial, moderno, burguês. E nesse sentido, se, por um lado, não tem a função de ajudar a colonizar e explorar de forma mercantil esses povos, por outro, tende a ver o homem moderno como continuidade desses povos considerados mais atrasados, portanto, passíveis de serem dominados e explorados. A Antropologia científica passa a se interessar pelo diferente na ânsia de entender o homem civilizado, industrial, moderno, burguês. E nesse sentido, se, por um lado, não tem a função de ajudar a colonizar e explorar de forma mercantil esses povos, por outro, tende a ver o homem moderno como continuidade desses povos considerados mais atrasados, portanto, passíveis de serem dominados e explorados.

14 EVOLUCIONISMO - ESCALA DE EVOLUÇÃO DAS ESPÉCIES SOCIAIS: Sociedades primitivas Sociedades simples Sociedades complexas intermediária Negros Evoluídas Inferiores Índios Brancos Civilizados barbárie Selvagens

15 Início: século XX. Início: século XX. Crítica ferrenha à escola evolucionista, segundo os conceitos de Crítica ferrenha à escola evolucionista, segundo os conceitos de Eurocentrismo Tendência a interpretar as sociedades não-européias a partir dos valores e princípios europeus, isto é, tomar a sociedade européia como modelo e padrão Tendência a interpretar as sociedades não-européias a partir dos valores e princípios europeus, isto é, tomar a sociedade européia como modelo e padrãoEurocentrismo Etnocentrismo: É o princípio igualmente tendencioso de considerar uma raça como padrão e modelo, ponto mais elevado atingido pela espécie humana É o princípio igualmente tendencioso de considerar uma raça como padrão e modelo, ponto mais elevado atingido pela espécie humanaEtnocentrismo:

16 Fundamento básico: integração e funcionalidade Cada sociedade responde por uma totalidade integrada e constituída de partes interdependentes e complementares, cuja função é satisfazer as necessidades essenciais dos seus integrantes Cada sociedade responde por uma totalidade integrada e constituída de partes interdependentes e complementares, cuja função é satisfazer as necessidades essenciais dos seus integrantes.(p. 110) Cada manifestação física, cultural ou psicológica desenvolve-se de forma integrada à funcionalidade de cada sociedade, ou seja, faz sentido àquela sociedade Cada manifestação física, cultural ou psicológica desenvolve-se de forma integrada à funcionalidade de cada sociedade, ou seja, faz sentido àquela sociedade

17 Fundamento metodológico: observação participante –a realidade é um a posteriori, e não um a priori. Fundamento metodológico: observação participante –a realidade é um a posteriori, e não um a priori. Os dados são coletados a partir da realidade vivida por cada comunidade, sociedade ou grupo. Os dados são coletados a partir da realidade vivida por cada comunidade, sociedade ou grupo. O pesquisador integra-se ao grupo social que pretende estudar, penetrando na cultura, desvenda seus significados guiado por informações e não por teorias externas à realidade estudada. O pesquisador integra-se ao grupo social que pretende estudar, penetrando na cultura, desvenda seus significados guiado por informações e não por teorias externas à realidade estudada.

18 Objetivo: expor as instituições sociais que sustentam determinada sociedade: sistema de normas, valores, infra-estrutura material e física. Objetivo: expor as instituições sociais que sustentam determinada sociedade: sistema de normas, valores, infra-estrutura material e física. A proposição funcionalista atacava o procedimento evolucionista de comparar traços culturais desligados de seu contexto de origem e funcionamento. A proposição funcionalista atacava o procedimento evolucionista de comparar traços culturais desligados de seu contexto de origem e funcionamento.


Carregar ppt "Aspectos introdutórios: Aspectos introdutórios: a) contexto de surgimento: desenvolvimento e expansão do capitalismo. Problemas que a sociedade enfrentava,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google