A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Infecções Relacionadas a Dispositivos Invasivos Divisão de Infecção Hospitalar.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Infecções Relacionadas a Dispositivos Invasivos Divisão de Infecção Hospitalar."— Transcrição da apresentação:

1 Infecções Relacionadas a Dispositivos Invasivos Divisão de Infecção Hospitalar

2 Importância do Problema IH entre as dez principais causas de morte ( 3% óbito relacionado) UTI - 45% das IH do Hospital Maior freqüência de MDR Maior número de profissionais por paciente e profissionais em treinamento Infecções Relacionadas a Dispositivos

3 Principais Síndromes Infecção do Trato Urinário Relacionada a Sondagem Vesical de Demora Infecção de Corrente Sanguínea Relacionada a Cateter Central Pneumonia Relacionada a Ventilação Mecânica Infecções Relacionadas a Dispositivos

4 Epidemiologia Patogênese Fatores de Risco Prevenção Programas de vigilância Infecções Relacionadas a Dispositivos Invasivos

5 Clínica febre urgência miccional freqüência disúria dor supra-púbica Laboratório uro > 10 5 UFC/mL Piúria 02 uro (+) mesmo patógeno 10 2 UFC/mL Terapêutica médica Infecções Relacionadas a Dispositivos Definição ITU ITU relacionada a SVD – até 7 dias após retirada da sonda

6 Definição de Infecções da Corrente Sangüínea - ICS Bacteremia primária / Sepse –Infecção de Corrente Sanguínea - ICS Infecção –Do sítio de inserção –Do túnel Infecções Relacionadas a Dispositivos

7 Definição de Infecções da Corrente Sangüínea - ICS ICS - CVC bacteremia ou fungemia sem outra fonte + cultura de sangue periférico cultura quantitativa de sangue simultânea (CVC + periférica) na razão 5:1 Infecções Relacionadas a Dispositivos

8 Definição de Pneumonia Associada a Ventilação Mecânica Pneumonia que ocorre após 48hs de IOT –Precoce – até 4 dias de IOT –Tardia – após 4 dias de IOT Infecções Relacionadas a Dispositivos

9 Definição de Pneumonia Associada a Ventilação Mecânica Pneumonia – presença de infiltrado novo ou progressivo com pelo menos dois dos sinais ou sintomas: –Leucocitose ou leucopenia –Febre –Escarro purulento –Isolamento de Vírus Respiratório –Sorologia positiva Infecções Relacionadas a Dispositivos

10 Epidemiologia ITU IH mais freqüente – 40% das IHs do Hospital NNISS – 0,5 – 12,7/1000pd Subestimada Principal fator de risco SVD Infecções Relacionadas a Dispositivos

11 Epidemiologia ICS Incidência média (NNIS) - 5,3 / 1000 CVC-dia (UTI) Mortalidade USA – /ano –UTI = 0 – 35% –Geral = 15 – 25% Principal fator de risco CVC Infecções Relacionadas a Dispositivos

12 Cateter Venoso Central de Curta Permanência 1 a 7% Cateter Semi-Implantável e Implantáveis 1 a 2/1000cd Infecções Relacionadas a Dispositivos Epidemiologia ICS

13 Outros catéteres TipoTaxa de InfecçãoObservação Periféricos10% Flebites* Trocar em 72-96h Flebotomias15-50% Indicação Excepcional Material Inadequado Retirar em 4 dias Swan Ganz1-3% Retirar em 5-7 dias (?) PICC0,2% Troca 2-8 semanas ou se infecção Infecções Relacionadas a Dispositivos

14 Epidemiologia Pneumonia Hospitalar Segunda IH mais freqüente Incidência em UTI % NNISS – 3-34/1000pd Prevalência em UTIs na Europa – 47% das IHs 60% do total de óbitos relacionados a IH (90.000/ano nos USA) Infecções Relacionadas a Dispositivos

15 Epidemiologia Pneumonia Hospitalar Aumenta de 4-9 dias a internação Aumento de custo Principal fator de risco VM Infecções Relacionadas a Dispositivos

16 Etiologia ITU Flora intestinal e perineal Infecção cruzada Contaminação Infecções Relacionadas a Dispositivos

17 Etiologia ICS Flora da Pele Infecção cruzada Contaminação - NPP Infecções Relacionadas a Dispositivos

18 Etiologia Pneumonia Colonização de Orofaringe Flora Trato Gastrointestinal Contaminação de soluções aerossóis Infecção cruzada Infecções Relacionadas a Dispositivos

19 Patogênese Quebra das barreiras do hospedeiro –Mecânica –Imunológica –Biofilme Infecções Relacionadas a Dispositivos Doença de base severa Imunossupressão Malnutrição Internações de Repetição Uso de Antibiótico Transmissão Cruzada

20 Patogênese Infecções Relacionadas a Dispositivos

21 MÃOS DO CORPO CLÍNICO CONEXÃO FLUIDO CONTAMINADO MICROFLORA DA PELE CONTAMINADO NA INSERÇÃO DISSEMINAÇÃO HEMATOGÊNICA

22

23 Biofilme Infecções Relacionadas a Dispositivos

24 PATOGÊNESE Bactérias planctônicas BIOFILME Infecções Relacionadas a Dispositivos

25 PATOGÊNESE BIOFILME ANTIBIÓTICOS Infecções Relacionadas a Dispositivos

26 BIOFILMES Dolan. Emerg Infect Dis, 2001: 7 Infecções Relacionadas a Dispositivos

27 Fatores de Risco Infecções Relacionadas a Dispositivos Material Patógeno Técnica Asséptica Cuidados na Manipulação Tempo de uso Doença de base; Idade DM ; Corticóide Antibiótico; QTX Choque

28 Fatores de Risco para ITU Infecções Relacionadas a Dispositivos Sistema aberto Gestação Anomalias de TGU Obstrução TRM

29 Fatores de Risco para ICS Infecções Relacionadas a Dispositivos Tipo de cateter NPP N° Lumens Sítio de inserção Experiência do profissional Tipo de curativo

30 Fatores de Risco para PM Infecções Relacionadas a Dispositivos DPOC TCE/Queimados Neurocirurgia/Cirurgia Cardíaca SARA Contaminação do Circuito Reintubação Aspiração de grande volume Agente paralisante Sinusite Traqueostomia Colonização da placa dentária

31 Prevenção de Infecções Relacionadas a dispositivos Infecções Relacionadas a Dispositivos 1/3 das IHs são preveníveis

32 Prevenção de Infecções Relacionadas a dispositivos Evitar transmissão cruzada Inserção com técnica asséptica Retirar os dispositivos sempre que possível Manipulação adequada/profissional treinado Medidas educativas Não usar antibiótico sistêmico profilático Infecções Relacionadas a Dispositivos

33 Prevenção de IH – Transmissão Cruzada Uso de antisséptico Uso das precauções padrão Isolamento e coorte de MDR Educação Controle do tráfico de pessoas Infecções Relacionadas a Dispositivos

34 Prevenção de ITU Sistema de drenagem –Sempre fechado com válvula anti-refluxo –Drenagem gravitacional –NUNCA desconecte o sistema Fixação do sistema fechado –Evite tração sexo feminino ---- raiz da coxa –Mantenha fluxo continuo abaixo da bexiga –Cuidado com refluxo no transporte Protocolo para troca da SVD Usar sempre que possível sondagem intermitente Infecções Relacionadas a Dispositivos

35 Prevenção de ICS Curativos –Limpos e Secos –Trocas Sujos, úmidos Limpos: 72h Não há indicação de troca rotineira Sistemas –Trocar a cada 72h –Trocar após infundir emulsões lipídicas. Inserção: Luvas, Aventais, Máscara, Campos estéreis Antissepsia –PVPI 10% ou Clorexidine 2% Fixação - sem sutura < com sutura Cateter impregnados para os com previsão > 5d Infecções Relacionadas a Dispositivos

36 Prevenção de PAVM Usar sempre que possível ventilação não invasiva Manter cabeceira elevada 30-45º Limpeza da cavidade oral com antisséptico Aspiração da secreção envolta do cuff Não usar rotineiramente descontaminação seletiva de TGI Não há recomendações para protetores gástricos Acidificação da dieta enteral Trocar circuitos quando mal funcionantes ou visivelmente sujos Vacinação dos profissionais para gripe Infecções Relacionadas a Dispositivos

37 Programas de vigilância e Controle de IH Reduz as taxas de IH Métodos de vigilância Educação e sensibilização da equipe Infecções Relacionadas a Dispositivos


Carregar ppt "Infecções Relacionadas a Dispositivos Invasivos Divisão de Infecção Hospitalar."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google