A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

JOVENS E A CIDADE: UM ESTUDO EM JUIZ DE FORA JOVENS E A CIDADE: UM ESTUDO EM JUIZ DE FORA Resultados: As relações com o bairro e a cidade dos jovens de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "JOVENS E A CIDADE: UM ESTUDO EM JUIZ DE FORA JOVENS E A CIDADE: UM ESTUDO EM JUIZ DE FORA Resultados: As relações com o bairro e a cidade dos jovens de."— Transcrição da apresentação:

1 JOVENS E A CIDADE: UM ESTUDO EM JUIZ DE FORA JOVENS E A CIDADE: UM ESTUDO EM JUIZ DE FORA Resultados: As relações com o bairro e a cidade dos jovens de menor renda são mais fortes devido o reconhecimento com e no outro; Tendem a tecer redes de sociabilidade e solidariedade que passam pelo uso do espaço público. Os jovens pobres circulam mais pela cidade indo em diversas regiões por diferentes motivos. Os jovens do Bom Pastor e Granbery utilizam apenas os bairros mais centrais da cidade. No entanto, de forma geral, o uso da cidade, nos dois grupos de jovens, é restrito. Enquanto os jovens pobres usam, basicamente, as praças de seus bairros, os jovens dos outros bairros, utilizam predominantemente, equipamentos privados (shopping, bares, cinemas). Em relação aos projetos de vida e permanência na cidade também há diferenças. Enquanto para os jovens de Santo Antônio e Vila Esperança a perspectiva é de permanência na cidade e no bairro, para os dos outros bairros, há a projeção de saída da cidade. Fato que se relaciona a inserções diferenciadas desses jovens no mundo do trabalho. Produtos da pesquisa Mapas de uso e circulação dos jovens pesquisados pela cidade Mapas de equipamentos nos bairros estudados. Organização do I Seminário de pesquisa Juventudes e cidade; Publicação de artigos em anais de eventos; Apresentações em eventos científicos: Seminário, UFSJ, SIMPURB; Projetos de Mestrado pelos bolsistas e colaboradores. Introdução A pesquisa JOVENS E A CIDADE: UM ESTUDO EM JUIZ DE FORA foi realizada pelo Núcleo de Pesquisa Geografia, Espaço e Ação - NuGea, da Universidade Federal de Juiz de Fora. A pesquisa estava vinculada aos programas PIBIC e BIC. A partir do conceito de Milton Santos de território usado parte do entendimento de que o espaço ganha valor por seu uso e apropriação. O território usado é o espaço onde a vida, a coexistência e o encontro se dão; O objetivo era compreender os territórios usados de dois grupos de jovens com perfis socioeconômicos distintos. O foco estava na forma como os jovens usam e se apropriam da cidade através de sua circulação em busca de lazer, trabalho e família; Como compreendem a cidade, por onde circulam, o porquê desta circulação, dentre outras questões envolvendo a juventude, a cidade e seus usos. Vila Esperança II Bom Pastor Mapas Santo Antônio Granbery Coordenadora: CASSAB, C. Bolsistas: FREITAS, M. S; SILVA, L. P. Da; SILVA, R. S. Colaboradores: FARIA, M. V. De; GUIMARÃES, G; ITABORAHY, N. Z. Referências Bibliográficas CASSAB, Clarice. (Re) construir utopias: jovem, cidade e política. Tese de doutorado. Niterói, UFF, Maria Laura Silveira. (Org.). Território: Globalização e Fragmentação. São Paulo: Hucitec-Anpur, SANTOS, M. O retorno do território. São Paulo: Hucitec, 1994 Metodologia Visitas de campo; Entrevistas com jovens entre 17 a 24 anos; Análise de suas falas a partir de eixos como: relação com a cidade e o bairro; o que é ser jovem em Juiz de Fora e em seu respectivo bairro; e, projeto de vida. Construção de gráficos e mapas que possibilitaram a visualização e reflexão sobre a circulação dos jovens pela cidade; Comparação com os dois grupos de bairros de perfis socioeconômicos distintos. Circulação dos jovens do bairro Vila Esperança II Circulação dos jovens do bairro Granbery EscolaridadeRenda


Carregar ppt "JOVENS E A CIDADE: UM ESTUDO EM JUIZ DE FORA JOVENS E A CIDADE: UM ESTUDO EM JUIZ DE FORA Resultados: As relações com o bairro e a cidade dos jovens de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google