A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pública III Seminário de Direito Portuário AbastecimentoPETROBRAS O papel do setor portuário na nova indústria do petróleo em razão do pré-sal Novembro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pública III Seminário de Direito Portuário AbastecimentoPETROBRAS O papel do setor portuário na nova indústria do petróleo em razão do pré-sal Novembro."— Transcrição da apresentação:

1 Pública III Seminário de Direito Portuário AbastecimentoPETROBRAS O papel do setor portuário na nova indústria do petróleo em razão do pré-sal Novembro 2010

2 Pública Este material consiste em uma apresentação contendo informações de caráter geral sobre Petróleo Brasileiro S.A. – PETROBRAS (Petrobras) disponíveis até a data desta apresentação. Informações contidas neste material foram resumidas e não devem ser entendidas como sendo completas. Esta apresentação não deve ser considerada pelos potenciais investidores como uma recomendação de investimento. Esta apresentação tem caráter estritamente confidencial e está sendo entregue a destinatários específicos; não pode ser reproduzida (no todo ou em parte), distribuída ou transmitida para qualquer outra pessoa sem o consentimento prévio e por escrito da Companhia. Não há declarações ou garantias, expressas ou implícitas, relativas à precisão, adequação ou completude da informação apresentada neste material, e esta informação não deverá basear qualquer decisão de investimento. Esta apresentação contém declarações que constituem projeções de acordo com as definições da Section 27A do Securities Exchange Act de 1933 e Section 21E do Securities Exchange Act de Tais projeções são baseadas em expectativas atuais e projeções sobre eventos futuros e tendências que podem afetar os negócios da Petrobras e não são garantia de resultados nem performance futuros. Os investidores têm conhecimento de que tais projeções são e serão, conforme o caso, sujeitas a diversos riscos, incertezas e fatores, incluindo aqueles relativos às operações e condições de mercado da Petrobras e de suas subsidiárias. Consequentemente, os efetivos resultados da Petrobras e de suas subsidiárias podem ser significativamente diferentes de quaisquer projeções expressas ou implícitas ou informações contidas nesta apresentação. Embora a Petrobras acredite que as expectativas e perspectivas para o futuro contidas nas considerações sobre estimativas e declarações acerca do futuro sejam baseadas em premissas razoáveis e tenham sido feitas a partir das informações atualmente disponíveis aos seus administradores, a Petrobras não pode garantir eventos ou resultados futuros. Qualquer opinião expressa nesta apresentação está sujeita a alteração sem prévio aviso e a Petrobras não está obrigada a atualizar nenhuma informação referente às expectativas e perspectivas para o futuro contidas nesta apresentação. As ações serão ofertadas nas jurisdições nas quais sua oferta é permitida. As ações não podem ser ofertadas ou vendidas nos Estados Unidos a não ser que sejam registradas ou haja dispensa de registro nos termos do U.S. Securities Act de 1933, conforme alterado. As ações não foram e não serão registradas nos termos do U.S. Securities Act de 1933, conforme alterado, ou qualquer outra lei americana de valores mobiliários. Nesse sentido, as ações serão colocadas nos Estados Unidos somente a investidores institucionais conforme definido pela Rule 144A do U.S. Securities Act e fora dos Estados Unidos de acordo com o Regulation S do U.S. Securities Act, por meio de um Offering Memorandum que pode ser obtido junto aos Agentes de Colocação Internacional. O Offering Memorandum deve conter, ou incorporar por referência, informações detalhadas da Petrobras e suas subsidiárias, seus negócios e resultados financeiros, bem como suas demonstrações financeiras. Esta apresentação deve ser distribuída apenas para pessoas que (i) têm experiência profissional nos assuntos relacionados ao Artigo 19(5) do Financial Services and Markets Act 2000 (Financial Promotion) Order 2005 (conforme alterado, o "Financial Promotion Order"), (ii) se enquadram no Artigo 49(2)(a) à (d) (companhias com patrimônio líquido elevado, sociedade sem personalidade jurídica, etc) do Financial Promotion Order, (iii) estejam fora do Reino Unido, ou (iv) são pessoas a quem um convite ou estímulo para realizar atividades de investimento (de acordo com o disposto na seção 21 do Financial Promotion Order relacionadas à emissão ou venda de qualquer valor mobiliário possa ser comunicado em conformidade com a legislação aplicável (em conjunto, Pessoas Relevantes). Esta apresentação é destinada apenas a pessoas relevantes e não deve influenciar ou ser tomada como base por pessoas que não sejam Pessoas Relevantes. Qualquer investimento ao qual esta apresentação está relacionada está disponível apenas para Pessoas Relevantes e estará vinculado apenas às Pessoas Relevantes. Este material não constitui uma oferta, convite ou solicitação para subscrição ou aquisição de valores mobiliários. Nem esta apresentação, nem nada aqui contido, deve ser interpretado como qualquer contrato ou compromisso. LEIA O PROSPECTO PRELIMINAR ANTES DE ACEITAR A OFERTA. NOTA IMPORTANTE

3 Pública Sumário O que é o Pré-Sal Localização - Bacia de Santos Fluxos de Transporte Recursos Logísticos Previstos Desafios ao Setor Portuário Características Resultados Desejados

4 Pública Fonte: Plano de Negócio Metas de Produção de Óleo e Gás Natural

5 Pública Fonte: Plano de Negócio Demanda Nacional e Capacidade de Refino Fonte: Plano de Negócio

6 Pública O que é o Pré-Sal Grandes reservatórios de petróleo e gás natural, no subsolo marítimo, abaixo de uma espessa camada geológica de sal Considerando lâmina d'água e solo, as reservas podem estar entre e metros abaixo do nível do mar

7 Pública Localização - Bacia de Santos Fonte:E&P para Investidores

8 Pública Características Grandes volumes a movimentar por longo tempo Extensa área geográfica Grande distância da costa em relação a outros campos Prazos desafiadores para programa de produção Compromissos com parceiros

9 Pública Fluxos de transporte * Escoamento por duto marítimo das plataformas para o TEBAR – solução em estudo de longo prazo * FSO / UOTE REFINARIAS N/NE Exportação via UOTE TEFRAN REPAR e exportação TEDUT REFAP TEBIG Refinarias de RJ/MG e exportação TEBAR Refinarias de S.P. e exportação Itaguai novo terminal Refinarias de RJ/MG e exportação Monobóias AUP Exportação até a 2017após 2017 DUTO MARÍTIMO* Refinarias de São Paulo

10 Pública Recursos Logísticos Previstos AUMENTO DE CAPACIDADE Implantação de 3° píer no TEBAR e 2ª monobóia no TEFRAN Ampliações nos demais terminais NOVAS SOLUÇÕES OFFSHORE: UOTE – Unidade Offshore de Transferência e Exportação Monobóias em águas Ultra-Profundas, visando carregamento de navios convencionais Operações de transbordo Ship-to-Ship NOVOS TERMINAIS ONSHORE BASES APOIO LOGÍSTICO OFFSHORE SISTEMAS DE GESTÃO LOGÍSTICA Implantação de solução integrada interna de gestão logística (SILA) - módulo de transporte marítimo e gestão de terminais Integração com novos sistemas dos órgãos do Setor Portuário

11 Pública Desafios ao Setor Portuário no desenvolvimento do Pré-Sal Agilidade no licenciamento de novas instalações Parceria na implantação de procedimentos e sistemas de informação portuária Simplificação de rotinas de exportação (Interface com órgãos oficiais Receita Federal, Polícia Federal, ANVISA, etc.) Regulação visando excelência em desempenho logístico

12 Pública Resultados Desejados Operações Portuárias ÁGEIS, INTEGRADAS, SEGURAS, CONFIÁVEIS, COMPETITIVAS e TRANSPARENTES para atender aos desafios logísticos do Pré-Sal

13 Pública Carlos Felipe G. Lodi Petrobras Abastecimento – Logística Planejamento de Logística

14 Pública Conceito da UOTE Terminal oceânico localizado a 100 km da costa do Rio de Janeiro Destina-se ao transbordo de navios aliviadores para navios convencionais, possibilitando agilidade na exportação de petróleo próximo dos campos de produção Unidade Offshore de Transferência e Exportação

15 Pública Conceito da monobóia AUP Localizada nos campos de produção em lâmina d água ~ 2200 m Destina-se ao transbordo direto de FPSOs para navios convencionais, possibilitando agilidade na exportação de petróleo Monobóias em águas Ultra Profundas

16 Pública Conceito da operação Ship to Ship Operação que possibilita o transbordo direto entre navio aliviador e navio convencional de longo curso em locais pré definidos na costa, agilizando a logística de exportação


Carregar ppt "Pública III Seminário de Direito Portuário AbastecimentoPETROBRAS O papel do setor portuário na nova indústria do petróleo em razão do pré-sal Novembro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google