A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Meio Ambiente. Um rio que corre para o mar no meio de uma floresta, entre gargantas rochosas. Isso significa energia não aproveitada.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Meio Ambiente. Um rio que corre para o mar no meio de uma floresta, entre gargantas rochosas. Isso significa energia não aproveitada."— Transcrição da apresentação:

1 Meio Ambiente

2 Um rio que corre para o mar no meio de uma floresta, entre gargantas rochosas. Isso significa energia não aproveitada.

3 Uma represa deve ser construída?

4 Conflito de Valores

5 Construção da represa: Valoriza a oferta de empregos e uma maior renda per capita, para o Estado.

6 3 anos de trabalho eventual para pessoas; T rabalho permanente para 30 pessoas; S atisfação energética para o Estado nos próximos 10 anos; I nstalação de indústrias e geração de empregos; C rescimento econômico

7 Preservação da natureza: Valorização das plantas Valorização dos animais Valorização das atividades com a natureza

8 Tradição Ocidental Dominante Tradição Judaíco-cristã Tradição grega

9 Concepção Antropocêntrica Ética centrada somente nos seres humanos

10 Cristianismo Façamos o ser humano à nossa imagem e semelhança, para que domine sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os animais domésticos e sobre todos os répteis que rastejam pela terra Gênesis

11 Sereis temidos e respeitados por todos os animais da terra, por todas as aves do céu, por tudo quanto rasteja sobre a terra, e por todos os peixes do mar; entrego-os ao vosso poder. Gênesis

12 Tradição Ocidental Dominante O mundo natural existe para o benefício dos seres humanos. Os seres humanos são os únicos membros moralmente importantes desse mundo.

13 A natureza não tem valor intrínseco. A destruição de plantas e animais não pode configurar um pecado, a menos que, através dessa destruição, façamos mal aos seres humanos.

14 Não exclui o cuidado com a preservação da natureza, na medida em que esse cuidado esteja associado ao bem-estar humano.

15 Futuras Gerações

16 Herança Mundial As futuras gerações vão apreciar a natureza?

17 As futuras gerações não serão mais felizes passeando em shopping com ar condicionado e fazendo compras?

18 Ou diante de jogos de computador mais sofisticados do que jamais imaginamos?

19 Até certo ponto depende de nós o fato de as futuras gerações valorizarem ou não os ambientes naturais. Trata-se, pelo menos, de uma decisão sobre a qual podemos exercer influência.

20 Problema: Uma ética centrada somente no homem pode conduzir para valores ambientais?

21 Tal ética não implica que o crescimento econômico seja mais importante do que a preservação da natureza. Ela é bastante compatível com perspectiva que vê o crescimento econômico baseado na exploração dos recursos não-renováveis como algo que traz benefícios à presente geração, e talvez a mais uma ou duas gerações.

22 Peter Singer: O preço terá de ser pago por todas as gerações que vierem depois. O fato de nos limitarmos a uma ética centrada somente no ser humano constitui um erro.

23 Valor Intrínseco: Valor que uma coisa tem em si mesma.

24 Valor Instrumental: Meio para a obtenção de algum fim ou objetivo.

25 Problema moral fundamental: Considerabilidade Moral Quais tipos de seres devem ser levados em conta em nossas deliberações morais?

26 Peter Singer: Minha posição ética traça os limites das considerações morais que dizem respeito a todas as criaturas sencientes, mas deixa outros seres vivos fora desses limites.

27 A inundação das velhas florestas, a possível perda de toda uma espécie, a destruição de vários ecossistemas complexos, o bloqueio do rio e a perda das gargantas rochosas são fatores que só devem ser levados em consideração na medida em que exerçam um efeito adverso sobre criaturas sencientes.

28 Ética do respeito pela vida Albert Schweitzer "Sou vida que quer viver e existo em meio à vida que quer viver"...

29 Paul Taylor Toda coisa viva está em busca do seu próprio bem, de uma maneira que lhe é única.

30 Ecologia Superficial Superficialmente, o homem coloca-se como centro do mundo e quer preservar os rios, o oceano, as florestas e o solo porque são instrumentos do seu próprio bem-estar.

31 Ecologia Superficial Quando olha para o meio ambiente com esta preocupação, o homem só enxerga os seus próprios interesses, pois se considera a coisa mais importante que há no universo.

32 Ecologia Superficial Olha a árvore e vê madeira. Olha o solo e vê o potencial agrícola ou a possível exploração de minérios. Olha o rio e vê um curso dágua navegável por barcos de determinado porte. Ele sabe que deve preservar os chamados recursos naturais, porque são preciosos..

33 Ecologia Superficial A natureza para ele é um grande cofre, abarrotado de riquezas renováveis, mas que deve ser cuidadosamente preservado. Daí a necessidade de autoridades ambientais atuantes e uma boa legislação que preserve o meio ambiente..

34 Ecologia Profunda

35 Deseja preservar a integridade da biosfera pela necessidade dessa preservação, ou seja, independentemente dos possíveis benefícios que o fato de preservá-la pudesse trazer para os seres humanos.

36 A Ética do respeito pela vida enfatiza os organismos vivos individuais. A Ética da ecologia profunda enfatiza algo maior : espécies, sistemas ecológicos e a biosfera como um todo.

37 Aldo Leopold Ética da Terra

38 Arne Naess Georges Sessions

39 [1] O bem-estar e o florescimento da Vida humana e não-humana na Terra têm valor intrínseco, valor inerente. Esses valores são independentes da utilidade do mundo não-humano para finalidades humanas.

40 [2] A riqueza e a diversidade das formas de vida contribuem para a concretização desses valores, e também são valores em si mesmo.

41 [3] Os seres humanos não têm o direito de reduzir essa riqueza e diversidade, a não ser para a satisfação de necessidades vitais.

42 Naess – Sessions Biosfera" Sentido amplo, abrangendo coisas inanimadas como os rios (bacias hidrográficas), paisagens e ecossistemas.

43 Richard Sylvan – Val Plumwood Biosfera" Vai além das coisas vivas, nela incluindo a obrigação de "não pôr em risco o bem-estar de objetos ou sistemas naturais sem uma boa razão para fazê-lo".

44 Obra: Deep Ecology Bill Devall – George Sessions Defendem um "igualitarismo biocêntrico":

45 Na biosfera, todas as coisas têm o mesmo direito de viver e florescer, bem como de alcançar as suas formas individuais de desenvolvimento e auto-realização dentro da Auto-realização maior. Enquanto partes do todo interligado, todos os organismos e todas as entidades da ecosfera são iguais em termos de seu valor intrínseco.

46 Obra: A Morally Deep World Lawrence Johnson Holismo

47 Teoria da Gaia James Lovelock

48 Peter Singer A ênfase na frugalidade e numa vida mais simples não significa que uma Ética Ambiental seja contrária ao prazer, mas sim que os prazeres que ela valoriza não provêm do consumo exagerado. Simplicidade de vida

49 Esses prazeres provêm de calorosas relações pessoais e sexuais; Do fato de se estar ao lado dos filhos e dos amigos; Das conversas, dos esportes e das diversões que estejam em harmonia com o meio ambiente, em vez de causar-lhe danos;

50 Dos alimentos que não se baseiam na exploração de criaturas sencientes, nem resultam na destruição da terra; De todos os tipos de atividades e trabalhos criativos, e (com o devido cuidado de não danificar exatamente aquilo que se valoriza); Da apreciação dos lugares ainda não devastados deste mundo em que vivemos.


Carregar ppt "Meio Ambiente. Um rio que corre para o mar no meio de uma floresta, entre gargantas rochosas. Isso significa energia não aproveitada."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google