A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

As paisagens naturais da América Prof. Jane Ilce.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "As paisagens naturais da América Prof. Jane Ilce."— Transcrição da apresentação:

1 As paisagens naturais da América Prof. Jane Ilce

2 Ecossistemas Na Biosfera, os elementos da natureza se combinam, coexistem e interagem das mais diversas maneiras, formando uma enorme variedade de ecossistemas : um lago, um rio, uma floresta ou um pântano. Ecossistema expressa a unidade dos seres vivos com o ambiente natural, que pode ser observada em várias escalas. A disponibilidade de água e a temperatura são fatores importantes para diferenciar os ecossistemas

3 Sucessão ecológica É o processo de formação de um ecossistema numa área anteriormente desprovida de vida. É o exemplo da ilha de Surtsey, na Islândia. Ela foi formada a partir da erupção de um vulcão submerso. Surgem inicialmente as espécies pioneiras, que são musgos e líquens, que conseguem sobreviver em condições precárias, sem água potável e cobertura de solo.

4 Com o tempo, a decomposição dos musgos e dos liquens tornou-se a base da formação de um solo primitivo, transformando o ambiente original da área, que pôde suportar uma maior diversidade de espécies. Assim como o solo e a vegetação desenvolvem-se no decorrer da sucessão ecológica, o ambiente em formação também é ocupado por animais. Estudos realizados na ilha de Surtsey indicam que está ocorrendo este processo de sucessão ecológica no seu espaço.

5 Ilha de Sursey

6 Surtsey é uma ilha vulcânica situada perto da costa sul da Islândia. A erupção vulcânica que lhe deu origem ocorreu na década de 60, o que faz dela, seguramente, a ilha mais nova do Oceano Atlântico. As primeiras espécies (espécies pioneiras) que se fixaram foram musgos e líquens. À medida que as aves se foram fixando na ilha, as condições do solo foram melhorando e espécies vegetais mais complexas puderam iniciar a colonização do território. Em 1988 foi assinalada a presença do primeiro arbusto. Até ao presente cerca de 60 espécies de plantas foram assinaladas em Surtsey.

7 Ilha de Surtsey

8 Novas espécies vegetais continuam a chegar à ilha, a um ritmo que se aproxima das 2 a 5 novas espécies por ano. A fixação de aves na ilha tem influenciado e sido influenciada positivamente pela fixação de plantas, uma vez que as aves fertilizam o solo e espalham as sementes, mas também usam as plantas para a construção de ninhos. Nas próximas décadas, a par de alguma erosão e compactação de terras, prevê-se o aumento da biodiversidade de Surtsey, com o aumento da qualidade do solo e o estabelecimento de uma teia alimentar cada vez mais complexa.

9 Ilha de Surtsey

10 Biomas do mundo

11

12 Tundra

13 Aparece nas regiões de baixa temperatura do Norte da Ásia e da América do Norte, em zonas de transição entre as calotas de gelo permanente e o limite natural do frio suportado pelas árvores. Tem ventos constantes e muito fortes, que impedem a presença de árvores. A presença do permafrost também é limitante para o desenvolvimento das árvores.

14 Tundra

15 Ao sul da tundra existe a presença de relva. Ao norte da tundra a relva dá lugar para musgos e liquens, únicas plantas que sobrevivem congeladas durante parte do ano. Por serem vulneráveis à poluição, os liquens são utilizados como indicadores de qualidade ambiental e bastante estudados pelos cientistas. Os liquens são também fontes riquíssimas de antibióticos naturais e por isso desperta o interesse de cientistas.

16 Permafrost

17 Desertos Ocupam mais de um terço das terras emersas de nosso planeta. É extremamente árido e suas superfícies são praticamente desprovidos de vegetação. Nos desertos quentes existem plantas espinhentas e tufos espalhados de capim. Os invertebrados são a maior parte da fauna dos desertos quentes, por exemplo : aranhas, escorpiões e formigas. Estes animais possuem uma camada externa impermeável e por isso, conseguem preservar água no organismo.

18 Os desertos quente podem existir em qualquer local do planeta. Os desertos americanos do Atacama, no Chile e da Califórnia, nos EUA estão entre as regiões mais secas do planeta, podendo permanecer vários anos sem água. Isto acontece por causa do efeito de Coriolis, que é um fenômeno provocado pelo movimento de rotação que desvia os ventos que sopram em direção ao Equador para o oeste nas áreas entre 30º latitude Norte e Sul.

19 Estes ventos de oeste sopram do interior dos continentes em direção ao mar. Esses ventos são mais quentes e se encontram com as massas de ar úmidas do oceano, que tem temperaturas mais baixas e provocam chuvas em alto mar. Assim, as brisas marítimas que chegam ao continente são secas e provocam período prolongados de estiagem nas áreas desérticas da Califórnia e do Atacama.

20 Desertos quentes e frios

21 Desertos quentes

22

23

24 Florestas de Coníferas Também chamada taiga, é a maior floresta existente e a que fica mais ao norte do planeta. Apresenta verões curtos e secos e invernos frios e longos. A enorme variação de temperatura ao longo do ano faz com que apenas algumas espécies de árvores se adaptem. A paisagem é formada pinheiros, bétulas e álamos. A extração de madeira desta floresta gera muitos empregos no Canadá, que é o maior produtor de papel e celulose do mundo. Outros grandes produtores são Suécia, Noruega e Finlândia.

25 Florestas de Coníferas

26

27 Floresta temperadas Aparecem nas cadeias montanhosas de Serra Nevada e das Montanhas Rochosas, nos EUA. Também estão presentes na Europa, na Ásia ( China, Japão e Coréia). Possuem espécies adaptadas ao inverno rigoroso e ao calor intenso. As árvores são do tipo caducifólias

28 Os pinheiros são a espécie características desta floresta e próximo ao chão da floresta há pouca vegetação rasteira A floresta temperada dos EUA é uma das mais exuberantes do planeta abriga as sequóias, as árvores mais altas do planeta. Foram intensamente exploradas no século XX, fazendo desaparecer parte da fauna e da flora desta floresta.

29 Floresta temperadas

30

31 Florestas equatoriais e tropicais Localizam-se na América do Sul, na África intertropical e no sul e sudeste da Ásia. Apresenta temperatura e umidade elevadas o ano inteiro o que leva a um intenso desenvolvimento da flora. Estima-se que em um Km2 de floresta possam ser encontradas mais de mil espécies vegetais. Apresenta enorme biodiversidade. A maior parte destas florestas se desenvolveu sob solos ácidos e de baixa fertilidade.

32 Possui dois estratos (andares) : estrato superior onde as copas das árvores recebem luz solar e há a ocorrência de plantas epífitas e estrato inferior, com espécies que não necessitam de luz solar direta. Têm passado por intenso desmatamento. A remoção do manto verde do estrato superior começa a se desenvolver emaranhado de vegetação rasteira e de pequenas árvores, formadoras de floresta secundária. Esta não se adapta a luz solar direta e morrem facilitando a disseminação de matas de bambus e palmeiras, que formam barreiras de difícil penetração

33 Florestas equatoriais e tropicais

34

35 Savanas Localizadas em clima tropical da América, Ásia e Austrália. Formadas pela associação de vegetação rasteira com árvores e arbustos esparsos. É um ambiente adaptado a enormes períodos de seca.Com a irrigação e a correção da acidez do solo essas paisagens estão se tornando em gigantescos campos agrícolas Recebem diferentes nomes:cerrado no Brasil, lhanos na Venezuela, chaco na Argentina e chaparral nos EUA.

36 Savanas

37 Pradarias Nas proximidades dos desertos esta vegetação se torna baixa e esparsa, recebendo o nome de estepes. Ocorrem nos EUA e na Europa, onde são áreas de grande produção agrícola. Na Argentina, no Uruguai e no Brasil recebem o nome de pampas

38 Pradarias

39 Chuva ácida Segundo o Fundo Mundial para a Natureza, cerca de 35% dos ecossistemas europeus já estão seriamente alterados e cerca de 50% das florestas da Alemanha e da Holanda estão destruídas pela acidez da chuva. Na costa do Atlântico Norte, a água do mar está entre 10% e 30% mais ácida que nos últimos vinte anos.

40

41 Óxido de enxofre + água = ácido sulfúrico. Óxido de nitrogênio + água = ácido nítrico. Ameaça para a vida vegetal ( tanto para florestas como para a área agrícola) e animal, além de acelerar a corrosão de edificações e monumentos. Atinge não apenas os lugares em que os gases foram emitidos: por causa da ação dos ventos as chuvas ácidas podem ocorrer em locais muito distantes das fontes poluidoras.

42


Carregar ppt "As paisagens naturais da América Prof. Jane Ilce."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google