A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ABRAÃO – 1850 aC 1. Ur na Caldéia = Abrão e Sarai Gn 11, 29 Chamado de Abrão Gn 12, 1-3 Deus promete uma descendência a Abrão Aliança de Deus com Abraão.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ABRAÃO – 1850 aC 1. Ur na Caldéia = Abrão e Sarai Gn 11, 29 Chamado de Abrão Gn 12, 1-3 Deus promete uma descendência a Abrão Aliança de Deus com Abraão."— Transcrição da apresentação:

1 ABRAÃO – 1850 aC 1. Ur na Caldéia = Abrão e Sarai Gn 11, 29 Chamado de Abrão Gn 12, 1-3 Deus promete uma descendência a Abrão Aliança de Deus com Abraão Gn 17, 1-10 Mudança de nome 17,5

2 UR NA CALDÉIA

3 O CAMINHO DE ABRAÃO

4 ORIENTE MÉDIO

5 Oriente Médio no tempo dos Patriarcas

6

7 DEUS PÕE A PROVA A FÉ DE ABRAÃO O nascimento de Isaac Gn 21, 1-7 O sacrifício de Abraão Gn 22, 1-19 Nascimento de Esaú e Jacó Gn 25, 19-28 Jacó rouba a bênção de Esaú Gn 27, 1-45

8 ABRAÃO – ISAAC - JACÓ Jacó e Raquel no poço Gn 29, 1-14 Jacó teve doze filhos Gn 29,31 Nascimento de José Gn 30, 22 Nascimento de Benjamim Gn 35,16

9 OS DOZE FILHOS DE JACÓ Jacó teve doze filhos, nascidos na seguinte ordem: 1.Rúben, 2.Simeão, 3.Levi, 4.Judá, 5.Dã, 6.Naftali, 7.Gade, 8.Aser, 9.Issacar, 10.Zebulom, 11.José 12.Benjamim. Esses homens são muito importantes porque são basicamente os pais das doze tribos de Israel.

10

11 A HISTÓRIA DE JOSÉ Inveja dos irmãos de José Gn 37,2 José vendido por seus irmãos Gn 37, 12 José interpreta os sonhos do faraó Gn 41,1 Os irmãos de José vão ao Egito Gn 42, 1 O livro do Genesis termina com a morte de Jacó Gn 50

12 O POVO DE DEUS NO EGITO 1650 a 1250 aC ABRAÃO – ISAAC – JACÓ – JOSÉ - MOISÉS O povo de Deus se torna escravo no Egito Ex 1, 8ss Nascimento de Moisés Ex 2, 1-10 A vocação de Moisés Ex 3, 1 As dez pragas do Egito Ex 7, 8ss

13 O SANGUE DO CORDEIRO A Páscoa Ex 12, 1ss

14 PASSAGEM DO MAR VERMELHO Libertação do povo do Egito Ex 13, 17

15 A Aliança do Sinai Ex 19, 1ss Os dez mandamentos, Ex 20, 1-21 Morte de Moisés Dt 34,5 Josué assume o comando Ex 34, 9

16 A ARCA DA ALIANÇA Em Êxodo 25,10-22 e 37,1-9 está a descrição completa da Arca da Aliança e da sua tampa.

17 Josué conquista Jericó

18 O LIVRO DE JOSUÉ Dividido em três partes: 1- A conquista da terra prometida Js 1-12 2- A partilha do território entre as tribos Js 13-21 3- O fim da carreira de Josué Js 22-24

19 O PERÍODO DOS JUIZES 1200 a 1030 aC Entre os mais famosos juízes destaca-se Sansão, que ficou conhecido por sua grande força, conforme relata a Bíblia. Outros juízes importantes foram Gedeão e Samuel. Jz 13-16

20 Deus chama Samuel Sm 3,1ss

21 A MONARQUIA Saul (1030-1010 aC), Davi (1010-970 aC) e Salomão (970-931 aC) A Sagração de Saul 1Sm 10,1

22 DAVI É UNGIDO REI A unção de Davi 1Sm 16, 11

23 ISRAEL X FILISTEUS Davi vence golias 1Sm 17,48

24 SALOMÃO O REI SÁBIO 1Rs 1,28

25 TEMPLO DE SALOMÃO

26 Por volta do ano 930 o reino é dividido em Sul e Norte. Sul = Reino de Judá – Jerusalém – Rei Roboão – 2 tribos Norte = reino de Israel – Samaria – Rei Jeroboão – 10 tribos

27 O Reino de Israel O Reino do norte, Israel, desaparece da história em 722 aC, quando Salmanasar V da Assíria o conquista. Em seus 209 anos de existência, teve – 09 dinastias distintas e 19 reis, dos quais 07 foram assassinados e 01 suicidou-se. Um verdadeiro desastre. –Os profetas deste período estavam constantemente chamando à conversão (Elias, Eliseu, Amós e Oséias).

28 O Reino do Sul O Reino do sul, Judá, conseguiu sobreviver até 586 aC. Nos 345 anos, teve –somente a dinastia de Davi e 21 monarcas. –A estabilidade deve-se ao respaldo ideológico da religião oficial, formulado na promessa de Natã a Davi de que sua dinastia duraria eternamente. –Os profetas também aqui fazem o apelo à conversão (Isaías, Miquéias, Sofonias, Jeremias, Naum, Habacuc).

29 O EXILIO Nabucodonosor em 586 aC Queda de Jerusalém

30 O povo fica dividido em três grupos: –01) Os que ficaram na Palestina, camponeses pobres; –02) Os que foram levados para a Babilônia; –03) Os que conseguiram fugir para o Egito. O mais importante, por formar a elite intelectual e religiosa, é o da Babilônia. Do ponto de vista literário é também uma época de grande criatividade.

31 Os profetas chamados “exílicos” exercem a profecia da “consolação”, incentivando e animando o povo com a esperança da libertação (Jeremias / Baruc, 2º. Isaías, Ezequiel).

32 FIM DO EXÍLIO - 538 O pesadelo do desterro termina em 538, quando Ciro, rei da Pérsia, conquista a Babilônia e promulga um decreto de libertação dos cativos, permitindo-lhes voltar à Palestina. Os profetas desse período ajudaram o recomeço justamente porque em nome de Deus pregavam a reconstrução (Ageu, 3º Isaías, Zacarias, Malaquias, Abdias, Joel).

33

34 A RECONSTRUÇÃO Nee 8, 1-8A reconstrução inicial deveu-se às atividades de Esdras (sacerdote) e Neemias (governador). O povo não mais aguarda um rei terreno mas um Salvador definitivo do Reino.

35 A RECONSTRUÇÃO DO TEMPLO

36 O período helenista (333-63) A situação na Síria mudou por completo em 175 com a subida ao trono de Antíoco IV Epífanes. Em 169, de volta da campanha contra o Egito, saqueou o templo de Jerusalém, apoderando-se de utensílios e vasos sagrados, arrancando lâminas de ouro de sua fachada. A grande crise eclodirá em 167 quando decide helenizar Jerusalém.

37 OS IRMÃOS MACABEUS Os judeus piedosos não puderam suportar tantas ofensas contínuas à religião e se negaram a obedecer. Antíoco respondeu com uma cruel perseguição. É quando estoura a revolta dos Macabeus. 1Mc 2,19 O martírio dos sete irmãos 2Mc 7,1ss

38 IMPÉRIO ROMANO – 63 aC


Carregar ppt "ABRAÃO – 1850 aC 1. Ur na Caldéia = Abrão e Sarai Gn 11, 29 Chamado de Abrão Gn 12, 1-3 Deus promete uma descendência a Abrão Aliança de Deus com Abraão."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google