A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Metodologia da Pesquisa Pós-graduação Licenciamento Ambiental Profa Briseidy Marchesan Soares Departamento de Ciências Biológicas URI – Campus Santo Ângelo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Metodologia da Pesquisa Pós-graduação Licenciamento Ambiental Profa Briseidy Marchesan Soares Departamento de Ciências Biológicas URI – Campus Santo Ângelo."— Transcrição da apresentação:

1 Metodologia da Pesquisa Pós-graduação Licenciamento Ambiental Profa Briseidy Marchesan Soares Departamento de Ciências Biológicas URI – Campus Santo Ângelo

2 Projeto de Pesquisa (ABNT NBR 15287:2011) Associação Brasileira de Normas Técnicas Capa Folha de rosto Listas(figuras, tabelas) Sumário (ABNT NBR 6027:2012) Introdução Referencial Teórico Metodologia Recursos Cronograma Referências Apêndices Anexos

3 Introdução Introdução não se numera em Trabalho de Conclusão de curso, mas SIM num Projeto de Pesquisa. No projeto de pesquisa a INTRODUÇÃO (parte introdutória) é onde devem ser apresentados: o tema do projeto e sua delimitação, o problema a ser abordado, a(s) hipótese(s) quando couber(em), o(s) objetivo(s) geral e específicos, a justificativa da escolha do tema.

4 1 INTRODUÇÃO 1.1 TEMA Delimitação do tema 1.2 PROBLEMA 1.3 HIPÓTESES 1.4 OBJETIVOS Geral Específicos 1.5 JUSTIFICATIVA(S)

5 Tema: é o assunto escolhido sobre o que versará a pesquisa. Nesta etapa você deverá responder à pergunta:O que pretendo abordar? A escolha do tema de uma pesquisa, em um Curso de Pós-Graduação, está relacionada à linha de pesquisa à qual você está vinculado ou à linha de seu orientador. Você deverá levar em conta, para a escolha do tema, sua atualidade e relevância, seu conhecimento a respeito, sua preferência e sua aptidão pessoal para lidar com o tema escolhido. Definido isso, você irá levantar e analisar a literatura já publicada sobre o tema.

6 Delimitação do tema É a definição de qual ou quais os enfoques do Tema serão explicitados no decorrer da pesquisa. Delimitar é indicar qual a abrangência do estudo a ser realizado, estabelecendo limites do tema. Quanto maior a abrangência do tema, mais difícil será a sua compreensão conceitual, e, inversamente, quanto menor sua abrangência, maior a compreensão.

7 Problema É a formulação da problemática que será explorada a partir da delimitação do tema. Nesta etapa você irá refletir sobre o problema que pretende resolver na pesquisa, se é realmente um problema e se vale a pena tentar encontrar uma solução para ele. A pesquisa científica depende da formulação adequada do problema, isto porque objetiva buscar sua solução. Um problema "é uma questão não resolvida, é algo para o qual se vai buscar resposta, via pesquisa".

8 Hipótese Dependendo da natureza da pesquisa, pode-se estabelecer hipótese, ou seja, a possível resposta ao problema estabelecido à qual desejamos chegar. Trata-se de uma afirmação (uma suposição), que procura responder ao problema levantando quanto ao tema escolhido. O transcorrer da pesquisa irá confirmar ou negar a hipótese levantada. Dependendo da complexidade do tema, pode ser subdividida.

9 Objetivos Definição, com precisão e clareza, das metas, propósitos e resultados concretos a que se pretende chegar. A especificação do objetivo de uma pesquisa responde às questões para quê? Para quem? O objetivo geral será a síntese do que se pretende alcançar, e os objetivos específicos explicitarão os detalhes e serão um desdobramento do objetivo geral. Os objetivos devem estar coerentes com a justificativa e o problema proposto.

10 Os enunciados dos objetivos devem começar com um verbo no infinitivo. Exemplos de verbos usados na formulação dos objetivos, podem-se citar para determinar estágio cognitivo de: conhecimento: apontar, arrolar, definir, enunciar, inscrever, registrar, relatar, repetir, sublinhar e nomear; compreensão: descrever, discutir, esclarecer, examinar, explicar, expressar, identificar, localizar, traduzir e transcrever; aplicação: aplicar, demonstrar, empregar, ilustrar, interpretar, inventariar, manipular, praticar, traçar e usar;

11 análise: analisar, classificar, com parar, constatar, criticar, debater, diferenciar, distinguir, examinar, provar, investigar e experimentar; síntese: articular, compor, constituir, coordenar, reunir, organizar e esquematizar; avaliação: apreciar, avaliar, eliminar, escolher, estimar, julgar, preferir, selecionar, validar e valorizar.

12 Justificativa Nesta etapa você irá refletir sobre o porquê da realização da pesquisa procurando identificar as razões da preferência pelo tema escolhido e sua importância em relação a outros temas. Pergunte a você mesmo: O tema é relevante e, se é, por quê? Quais os pontos positivos que você percebe na abordagem proposta? Que vantagens e benefícios você pressupõe que sua pesquisa irá proporcionar? A justificativa deverá convencer quem for ler o projeto, com relação à importância e à relevância da pesquisa proposta.

13 Consiste numa exposição sucinta, porém completa, das razões de ordem teórica e dos motivos de ordem prática que tornam importante a realização da pesquisa. Deve enfatizar: o estágio em que se encontra a teoria relativa ao tema: as contribuições teóricas que a pesquisa deve trazer: importância do tema do ponto de vista geral: possibilidade de sugerir modificações no âmbito da realidade abarcada pelo tema proposto. A justificativa difere da revisão bibliográfica e, por este motivo, não apresenta citações de outros autores. Portanto, quando se trata de analisar as razões de ordem teóricas ou se referir ao estágio de desenvolvimento da teoria, deve-se ressaltar a importância da pesquisa no campo da teoria.

14 Referencial Teórico Nesta fase você deverá responder às seguintes questões: quem já escreveu e o que já foi publicado sobre o assunto, que aspectos já foram abordados, quais as lacunas existentes na literatura. Pode objetivar determinar o estado da arte, ser uma revisão teórica ou uma revisão histórica.

15 Metodologia Explicação minuciosa, detalhada, rigorosa e exata dos procedimentos técnicos, das modalidades de atividades, dos métodos que serão utilizados. Procura-se responder as questões: O quê? Onde? Como? Quando? Explicação do tipo de pesquisa que será feita, do instrumental a ser utilizado (questionário, entrevista, testes, experimentos...), da forma de tabulação e o tratamento dos dados. Tudo vai depender da natureza da pesquisa, do tipo de pesquisa e dos objetivos propostos.

16 Tipos de pesquisa: Pesquisa Quantitativa Tudo pode ser quantificável, significa traduzir em números opiniões e informações para classificá-las e analisá-las. Requer o uso de análises estatísticas. Pesquisa Qualitativa Há uma relação dinâmica entre o mundo real e sujeito, isto é, um vínculo indissociável que não pode ser traduzido em números. Não requer o uso de análises estatísticas.

17 Pesquisa Exploratória Visa proporcionar maior familiaridade com o problema com vistas a torná-lo explícito ou a construir hipóteses. Envolve levantamento bibliográfico; entrevistas; análise de exemplos que estimulem a compreensão. Assume, em geral, as formas de Pesquisa Bibliográfica e Estudo de Caso. Levantamento (campo) Quando a pesquisa envolve a interrogação direta das pessoas cujo comportamento se deseja conhecer.

18 Pesquisa Bibliográfica Quando elaborada a partir de material já publicado em livros, artigos de periódicos, material disponibilizado na Internet. Pesquisa Documental Quando elaborada a partir de materiais que não receberam tratamento analítico. Pesquisa Experimental Quando se determina um objeto de estudo, selecionam-se variáveis que seriam capazes de influenciá-lo, definem-se as formas de controle e de observação dos efeitos que a variável produz no objeto.

19 População e amostra Dependendo do tipo e da finalidade da pesquisa, é preciso que se determine o objeto de investigação. População é o conjunto de seres animados ou inanimados que apresentam, pelo, menos, uma característica comum, sendo o N o número total de elementos do universo ou população. Conjunto de elementos (animais, plantas, pessoas). Possuem características que serão objeto de estudo. Amostra parte do universo (população) escolhida por algum critério de representatividade.

20 Coleta de dados: Deve-se informar como se pretende obter os dados necessários para a resolução do problema. Nos casos de pesquisa de campo, por exemplo, os meios para obtenção dos dados podem ser a observação, o questionário e a entrevista. O questionário reúne uma série de questões que são apresentadas ao(s) respondente(s), por escrito. O questionário pode ser aberto, pouco ou não estruturado, ou fechado, estruturado. No aberto as respostas são livres. No fechado, o respondente escolhe entre alternativas apresentadas.

21 A entrevista procedimento em que se fazem perguntas a alguém que, de forma oral, as respondem. Validação do questionário - é importante submeter o questionário a testes prévios, junto a pessoas competentes no assunto, antes da aplicação. Se necessário, faz-se às devidas correções. Coleta de animais, plantas, substrato, fungos, bactérias. Observação e registro de dados no ambiente.

22 Tratamento dos dados Nessa seção é explicitado como se pretende tratar os dados a coletar, justificando tal tratamento. Os dados podem ser tratados de forma quantitativa, através da utilização de procedimentos estatísticos. Também podem ser tratados de forma qualitativa, codificando-os, apresentando-os de forma mais estruturada e analisando-os.

23 Comitê de ética da Universidade (site:www.santoangelo.uri.br) A Resolução 196/96 diz que, a Pesquisa envolvendo seres humanos - pesquisa que, individual ou coletivamente, envolva o ser humano, de forma direta ou indireta, em sua totalidade ou partes dele, incluindo o manejo de informações ou materiais. Pesquisa envolvendo coleta de animais silvestres, substrato também devem ser encaminhados para CEP. Projeto será encaminhado após apresentado e aprovado pela banca e pelo orientador. Os alunos do pós-graduação são os responsáveis pela pesquisa diante do CEP.

24 Recursos Previsão de custos que envolvem a realização da pesquisa. Orçamento. Só será incluído se o projeto for enviado para alguma instituição financiadora.

25 MateriaisValor R$ Impressão Xerox Deslocamento Telefone 25,00 7,00 10,00 15,00 Total57,00

26 Cronograma Define-se a distribuição das tarefas e etapas que permitirão a disponibilidade de tempo para a realização das tarefas de toda a pesquisa. Distribuição das etapas devem ser distribuídas com datas-limite por período (meses, ano).

27 ATIVIDADESASONDJFMAM Orientação sobre o projeto com orientadorX Definição da idéia principal do projeto (pergunta), objetivos XX Busca de referencial teóricoXXXXXXXXXX Elaboração do projetoXX Apresentação do ProjetoX Encaminhamento Projeto CEPX Coleta de dadosX Análise de dadosXXX Elaboração do artigo ou monografiaXX Apresentação BancaX

28 Referências Segue a normas da ABNT NBR 6023:2002 Apêndices Apêndices Trata-se de um documento, texto, questionário, formulário, ou outro material qualquer, elaborado pelo próprio autor. APÊNDICE A – Questionário xxxxxx Anexos Anexos Constituem-se em suportes para a fundamentação, comprovação, são elementos não elaborado pelo autor. ANEXO A – Documento do CEP aprovação projeto


Carregar ppt "Metodologia da Pesquisa Pós-graduação Licenciamento Ambiental Profa Briseidy Marchesan Soares Departamento de Ciências Biológicas URI – Campus Santo Ângelo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google