A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Auxiliam no: – controle dos processos; – identificação os problemas ou desvios; – objetivo de avaliar e analisar; – facilitando a tomada de decisões. Coleta.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Auxiliam no: – controle dos processos; – identificação os problemas ou desvios; – objetivo de avaliar e analisar; – facilitando a tomada de decisões. Coleta."— Transcrição da apresentação:

1 Auxiliam no: – controle dos processos; – identificação os problemas ou desvios; – objetivo de avaliar e analisar; – facilitando a tomada de decisões. Coleta de dados confiáveis; A ferramenta de avaliação deve ser selecionada adequadamente com a finalidade de se ajustar aos objetivos de cada processo. 1 FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO

2 São utilizadas para evitar o desperdício de esforço (tempo, dinheiro - de quem vai tomar a decisão); Quando e onde utilizar? – Em vários estágios do processo de solução de problemas ou desvios; 2 FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO

3 Diagrama de Venn - pode ser usado tanto na identificação do problema quanto na fase de analise do problema. 3 Diagrama de Pareto Diagrama de Causa e Efeito Carta de tendência Estratificação. Histograma. Diagrama de Dispersão. Cartas de Controle. Capacidade de Processo. Analise do Campo de Forças IDENTIFICAÇÃO DO PROBLEMA ANÁLISE DO PROBLEMA FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO

4 GUIA PARA SELEÇÃO DA TÉCNICA ADEQUADA 4 FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO TAREFATÉCNICAS 1. Para priorizar os problemas. Fluxograma Brainstorming Folha de verificação (Planilha) Diagrama de Pareto Técnica de Grupo 2. Para permitir a descrição do problema em termos de sua especificidade, onde e quando ocorre e sua extensão. Folha de Verificação Histograma Diagrama de Pareto Gráfico de Setor Carta de Tendência Estratificação 3. Para estabelecer um quadro completo de todas as possíveis causas do problema. Folha de Verificação Diagrama de Causa e Efeito Brainstorming

5 GUIA PARA SELEÇÃO DA TÉCNICA ADEQUADA 5 FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO TAREFATÉCNICAS 4. Para confirmar a causa básica do problema. Folha de Verificação Brainstorming Diagrama de Pareto Diagrama Dispersão Técnica de Grupo 5. Para desenvolver uma solução efetiva e aplicável e estabelecer um plano de ação. Brainstorming Gráfico de Setor Análise de Campo Gráfico de Barras de Forças Apresentação à Gerência 6. Para implementar a solução e estabelecer o necessário procedimento de retroalimentação e respectivos gráficos. Diagrama de Pareto Capacidade do Processo Histograma Estratificação Carta de Controle

6 FLUXOGRAMA Mostra todos os passos de um processo através de representação gráfica; Verifica como vários passos do processo estão relacionados; Utiliza símbolos reconhecidos facilmente para representar cada etapa do processo; Utilizado para auxilio nos processos de ação corretiva e preventiva e solução de problemas ou desvios; Define claramente os limites do processo. 6 FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO

7 7 FLUXOGRAMA

8 8 FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO Alguns Simbolos Utilizados

9 9 FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO FLUXOGRAMA

10 E conomiza tempo, eliminando o trabalho de se desenhar figuras ou escrever números repetitivos; Utilizada, para: coletar informações registrar a freqüência de ocorrência de problemas de um dado processo. Facilita o entendimento de registro de dados de maneira organizada. 10 FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO FOLHA DE VERIFICAÇÃO

11 11 Considerações importantes na elaboração de Planilhas de verificação ou de coleta de dados: que as amostras sejam as mais aleatórias possíveis; que o processo de amostragem seja eficiente e que o pessoal envolvido disponha de tempo o suficiente para executa-lo; FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO FOLHA DE VERIFICAÇÃO

12 12 Considerações importantes: que o universo observado seja homogêneo. Caso isso não ocorra, os dados devem ser inicialmente estratificados (agrupado e cada grupo observado individualmente). Outros pontos a considerar na coleta de dados: o objetivo de solucionar problemas baseados em dados não é colher mais dados, mas sim dados significativos, confiáveis; a coleta e o uso apropriado de dados minimiza muitos conflitos inter-pessoais que ocorrem nos grupos; FOLHA DE VERIFICAÇÃO FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO

13 É uma ferramenta para geração de novas idéias, conceitos e soluções para qualquer assunto ou tópico num ambiente livre de críticas e de restrições à imaginação. 13 FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO BRAINSTORMING

14 FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO BRAINSTORMING Passos a serem seguidos para aplicação da técnica 1. Estabeleça o tempo máximo de duração da sessão de geração de idéias. Designe alguém para controlar o tempo. 2. Comunique o tópico a ser analisado na forma de uma pergunta. Assegure-se de que todos o entendam. 3. Conceda alguns minutos para que todos pensem sobre a pergunta e peça que eles apresentem suas idéias. Defina se as idéias serão solicitadas de forma estruturada ou não estruturada: Estruturada: o facilitador define uma rotação de maneira que cada pessoa contribua com uma idéia em cada turno. Se a pessoa não tem uma idéia, passa a vez. Não estruturada: as pessoas apresentam suas idéias à medida que vão surgindo. Este método requer que o facilitador monitore de perto o processo para assegurar que as regras sejam seguidas e que todas as pessoas tenham a chance de participar.

15 FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO BRAINSTORMING Passos a serem seguidos para aplicação da técnica 4. Anote as idéias e disponha-as de forma que todos possam ver. Anote as idéias exatamente como foram faladas. Não as interprete. Tente obter uma lista mais longa possível. Faça o Brainstorming até que todos os participantes tenham esgotado suas idéias ou que o tempo tenha expirado. 5. Terminada a sessão de geração, esclareça o significado de todas as idéias apresentadas, para assegurar que todos tenham o mesmo entendimento. Aponte cada idéia e pergunte se alguém tem perguntas sobre seu significado. Você pode pedir ao autor da idéia que a explique melhor. 6. Elimine as duplicidades. Se duas ou mais idéias parecem ser a mesma coisa, você deve combiná-las ou eliminar as duplicatas. Para isto, é necessário obter a concordância de seus autores de que elas têm o mesmo significado. Se não concordarem, mantenha as idéias intactas e separadas.

16 – Utilizar, quando for preciso ressaltar a importância relativa entre vários problemas ou desvios, no sentido de: Escolher um ponto de partida para a solução de um problema e avaliar um progresso; Identificar a causa básica de um problema. – A informação também permite o estabelecimento de metas numéricas viáveis de serem alcançadas. 16 FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO DIAGRAMA DE PARETO

17 FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO DIAGRAMA DE PARETO

18 18 Gráfico de barras verticais; Permite determinar problemas; e Resolver prioridades; Elaborado com base em uma folha de verificação ou em uma fonte de coleta de dados; Ajuda a dirigir a atenção e esforços para problemas verdadeiramente importantes. FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO DIAGRAMA DE PARETO

19 Diagrama de causa efeito foi desenvolvido para representar a relação entre efeito e todas a possibilidades de causa que podem contribuir para este efeito. O efeito ou problema é colocado no lado direito do gráfico e as causas, são listados à esquerda. Comece tentando isolar o problema que está sob sua alçada ou área de trabalho. 19 FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO DIAGRAMA DE CAUSA EFEITO/ISHIKAWA/ESPINHA DE PEIXE

20 20 FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO DIAGRAMA DE CAUSA EFEITO/ISHIKAWA/ESPINHA DE PEIXE

21 21 Os diagramas de causa efeito são normalmente utilizados para organizar o resultado de uma sessão de brainstorming. FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO DIAGRAMA DE CAUSA EFEITO/ISHIKAWA/ESPINHA DE PEIXE

22 PROCEDIMENTOS PARA CONSTRUÇÃO DO DIAGRAMA 1. Defina problema selecionado em termos claros do que seja, onde ocorre, quando ocorre e sua extensão. 2. a pesquisa das causas para construção do diagrama é feita pelos métodos: a. brainstorming; b. folha de verificação para detectar causas e examinar o processo mais de perto. 3. Construa o diagrama de causa e efeito atual: a. Colocando o problema já definido no quadro à direita; b. Desenhe as categorias de causas (4M - método, material, mão-de-obra, e equipamentos), para o processo e/ou causa que auxilie a organização dos fatos mais importantes. 4. Interpretação – No sentido de pesquisar as causas básicas do problema: a. Observe as causas que aparecem repentinamente; b. Obtenha consenso do grupo; c. Colete dados para determinar a freqüência relativa das diferentes causas. 22 FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO DIAGRAMA DE CAUSA EFEITO/ISHIKAWA/ESPINHA DE PEIXE

23 23 Azulejos mal assentados e descolamentos materialmétodo mão-de-obra meio ambiente equipamento FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO DIAGRAMA DE CAUSA EFEITO/ISHIKAWA/ESPINHA DE PEIXE

24 Cartas de tendência são empregadas para representar dados visualmente. São utilizados para monitorar um sistema, a fim de se observar ao logo do tempo a existência de alterações na média esperada. 24 FERRAMENTAS DE AVALIAÇÃO CARTA DE TENDÊNCIA Acompanhamento - Gráfico Corrido de Tendências

25 Caixa d`água domiciliar: R – recipiente; E – entrada; S – saída; L – ladrão; V – válvula; H – haste; B – bóia. SISTEMA E SUBSISTEMA ANÁLISE DE SUBSISTEMA CARACTERIZAÇÃO DO SISTEMA 1. Qual a missão desse sistema apresentado? 2. Qual a função básica? CARACTERIZAÇÃO DO SUBSISTEMA Sensor: Operação: Comunicações: Controle: Estrutura: Ambiental: Potencia: Segurança: Caixa d`água domiciliar Armazenar e distribuir água mantendo o nível no reservatório Abrir e fechar a válvula Bóia Válvula Entrada e saída (haste) Haste Recipiente Temperatura, agente biologico Entrada Sensor

26 comunicação operação potência segurança controle sensor comunicação estrutura SISTEMA E SUBSISTEMA ANÁLISE DE SUBSISTEMA


Carregar ppt "Auxiliam no: – controle dos processos; – identificação os problemas ou desvios; – objetivo de avaliar e analisar; – facilitando a tomada de decisões. Coleta."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google