A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz CEN – 0534 – Ciclos Biogeoquímicos em Bacias Hidrográficas Prof. Resp. Plínio.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz CEN – 0534 – Ciclos Biogeoquímicos em Bacias Hidrográficas Prof. Resp. Plínio."— Transcrição da apresentação:

1 UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz CEN – 0534 – Ciclos Biogeoquímicos em Bacias Hidrográficas Prof. Resp. Plínio Camargo Ms MairaOmetto Bezerra AULA 1 Definição de Bacias Hidrográficas e Ciclos Biogeoquímicos

2

3

4

5

6

7 Foto – Wick Manfrinato

8 Bacia hidrográfica – conceito(s) 1) Área de drenagem de um curso d'água ou lago (A.N.A.). 2) É a área drenada parcial ou totalmente por um ou vários cursos d'água (O.M.M.). 3) Para estudos científicos é uma UNIDADE NATURAL DE ESTUDO para a coleta de informações sobre o ecossistema CARACTERIZAÇÃO AMBIENTAL

9 Bacia hidrográfica como unidade de estudo e de educação básica A ênfase que vem sendo dada nestes últimos anos aos fatores ambientais na elaboração dos planejamentos, em geral nos estudos e preservação dos ecossistemas existentes, parece vir reforçar a tese da bacia hidrográfica como unidade ideal para o desenvolvimento de tais trabalhos, sem perder de vista as interações existentes com as áreas que lhe são vizinhas. O planejamento do uso de recursos em bacias hidrográficas envolve diversas fases: diagnose, prognose e ação, ou seja, conhecimento, previsão e implantação de etapas, as quais não devem ser tratadas linearmente. O processo de planejamento exige a elaboração de inventários e diagnósticos, tanto dos aspectos físicos como sócio-econômicos e institucionais da bacia hidrográfica, sem o que não é possível chegar-se a determinadas conclusões e recomendações técnicas que conduzirão a um melhor manejo desta unidade espacial.

10 A bacia hidrográfica é um sistema aberto, que recebe suprimento contínuo de energia através do clima e que, sistematicamente, perde energia através da água e dos sedimentos que a deixam. Uma das principais características do sistema aberto é a sua estabilidade, ou seja, há o recebimento e a perda contínua de energia, resultando num balanço energético exato. Ocorrendo uma modificação qualquer na forma do sistema, isto é, um acréscimo ou liberação de energia, imediatamente inicia-se uma mudança compensatória que tende a restaurar o equilíbrio dos ecossistemas da bacia.

11 Bacia de Grande Escala Meso Escala Micro Escala

12 PRINCIPAIS BACIAS HIDROGRÁFICAS

13

14

15 Bacia hidrográfica como unidade de gestão ambiental No âmbito nacional, a lei nº 9.433/97, conhecida como Lei das Águas, coloca o Brasil entre os países de legislação mais avançada do mundo no setor de recursos hídricos. Entre os principais aspectos a serem observados nessa nova legislação destacam-se: a) a água é um bem de domínio público e possui valor econômico; b) a bacia hidrográfica é a unidade territorial para implantação da Política Nacional de Recursos Hídricos; c) a gestão sistemática dos recursos hídricos deve ser executada sem dissociação dos aspectos de quantidade e qualidade; d) busca-se a integração de recursos hídricos com a gestão ambiental;

16 e) deve ser promovida a articulação do planejamento de recursos hídricos com usuários e com os planejamentos regional, estadual e nacional; f) as bacias hidrográficas, os sistemas estuarinos e as zonas costeiras devem ser geridos de forma integrada; g) os comitês de bacia hidrográfica estão sendo criados tendo como área de atuação a totalidade de uma bacia hidrográfica ou de um grupo de bacias ou sub- bacias contíguas (mapa estado de São Paulo). Em 1990 produziu-se o Primeiro Plano de Recursos Hídricos do estado de São Paulo, contendo um diagnóstico sobre o uso e o controle dos recursos hídricos no Estado e os cenários de utilização, controle e recuperação com a indicação dos programas necessários à sua implementação. Alguns dos princípios pregados pelo Plano:

17 - O gerenciamento integrado, descentralizado e participativo; - A adoção da bacia hidrográfica como unidade físico territorial de planejamento; - Reconhecimento do recurso hídrico como um bem público de valor econômico, cuja utilização deve ser cobrada; - Compatibilização do gerenciamento dos recursos hídricos com o desenvolvimento regional e com a proteção do meio ambiente. Unidades de Gerenciamento de Recursos Hídricos. (U.G.R.H.).

18 Programa Estadual de Microbacias Hidrográficas (C.A.T.I. – SP). O Programa Estadual de Microbacias Hidrográficas é a estratégia proposta pelo Governo do Estado de São Paulo, com o apoio do Banco Mundial, para propiciar o aumento do bem-estar das populações rurais, através da implantação de sistemas de produção agropecuária que garantam melhoria nos níveis de renda, mais produtividade das unidades de produção, recuperação das áreas degradadas e preservação permanente, bem como a qualidade e a quantidade das águas. Está sendo contemplada 1 microbacia por município. Em Piracicaba – microbacia do ribeirão dos Marins.

19 INTER-RELAÇÕES CICLOS BIOGEOQUÍMICOS ALGUNS CONCEITOS ECOLOGIA

20 Biogeoquímica - conceito A biogeoquímica é uma especialização de áreas limítrofes que envolve diferentes áreas das ciências, com a interação de quatro componentes: biosfera, hidrosfera, litosfera/pedosfera e atmosfera. A interação físico-química entre os organismos e a base que os sustenta (Terra) têm sido o objeto de estudo desde o século XVIII. Neste século, Lavoisier ( ) publicou um tratado sobre o turnover (reposição) dos elementos na superfície do globo, onde ele postulou sobre a troca de elementos entre os reinos da natureza - sobretudo mineral, vegetal e animal. A interação entre estes três reinos constitui essencialmente, em termos gerais, o campo de interesse da Biogeoquímica hoje.

21 CICLOS BIOGEOQUÍMICOS

22

23

24

25 Bibliografia e websites recomendados Berner, E.K. e Berner, R.A. Global environment : water, air and geochemical cycles. Pearson Education: New Jersey p. Odum, E. P. – Ecologia. Ed. Guanabara S. A. 434 p. Agência Nacional de Água (ANA) – Glossário eletrônico de termos hidrológicos. Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI) Sistema Integrado de Gerenciamento de Recursos Hidricos de São Paulo


Carregar ppt "UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz CEN – 0534 – Ciclos Biogeoquímicos em Bacias Hidrográficas Prof. Resp. Plínio."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google