A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TEMAS DE SEMINÁRIOS DE LOGÍSTICA EMPRESARIAL CASOS REAIS EM QUE POSSAM SER IDENTIFICADOS OS CONCEITOS PRINCIPAIS A SEGUIR RELACIONADOS, PROCURANDO RESPONDER,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TEMAS DE SEMINÁRIOS DE LOGÍSTICA EMPRESARIAL CASOS REAIS EM QUE POSSAM SER IDENTIFICADOS OS CONCEITOS PRINCIPAIS A SEGUIR RELACIONADOS, PROCURANDO RESPONDER,"— Transcrição da apresentação:

1 TEMAS DE SEMINÁRIOS DE LOGÍSTICA EMPRESARIAL CASOS REAIS EM QUE POSSAM SER IDENTIFICADOS OS CONCEITOS PRINCIPAIS A SEGUIR RELACIONADOS, PROCURANDO RESPONDER, TEÓRICA E PRATICAMENTE ATRAVÉS DO CASO, A QUESTÃO FOCAL DO TEMA:

2 Temas de seminários de logística empresarial 1.SUPPLY CHAIN MANAGEMENT: Como os diversos aspectos de parceria empresarial podem afetar os resultados da empresa? 2.SUPPLY CHAIN MANAGEMENT: Aplicação dos conceitos de cadeia de suprimentos em uma cadeia de suprimentos agropecuária. 3.PORTOS MARÍTIMOS: Aspectos logísticos que condicionam a sua produtividade? 4.COMPRAS: Qual a contribuição da área de suprimentos (compras) nos resultados da empresa? 5.TRANSPORTE FERROVIÁRIO: Potencialidade do modal nas operações empresariais no Brasil. 6.TERCEIRIZAÇÃO LOGÍSTICA: Resultados alcançados na empresa com a terceirização logística? 7.INFORMATIZAÇÃO LOGÍSTICA: Como a informática e / ou automação podem auxiliar empresas em suas atividades logísticas

3 Temas de seminários de logística empresarial 8. CODIGO DE BARRAS: Qual o impacto da implementação de código de barras, EDI, e / ou etiqueta inteligente nas operações da empresa? 9. EMBALAGEM LOGÍSTICA: Influência da embalagem logística nas operações de transportes e armazenagem da empresa? 10. LOGISTICA REVERSA: Quais os objetivos estratégicos na implementação de um programa de logística reversa em um setor ou empresa? 11. TRANSPORTES AÉREO: O transporte aéreo nas operações empresariais no Brasil. 12. DISTRIBUIÇÃO FISICA: O impacto da distribuição física dos produtos no resultado empresarial? 13. NÍVEL DE SERVIÇO LOGÍSTICO: A avaliação do desempenho da missão logística na empresa? 14. LOGÍSTICA INTERNACIONAL: qual o impacto das peculiaridades logísticas nas operações internacionais da empresa?

4 SUGESTÕES DE BIBLIOGRAFIA ADICIONAL DE CONSULTA SUPPLY CHAIN MANAGEMENT: Christopher, Martin - Logistica e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos Edit. Pioneira, 1999 ; Christopher, Martin, Marketing e Logística, Futura, 1999 ; Bowersox, Donald J. – Logistica Empresarial – Edit. Atlas, 2001; Fleury, Paulo F. et al- Logística Empresarial. Edit. Atlas, 2002; Chopra, Sunil e Meindl, Peter- Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos. Prentice Hall, Bertaglia, Paulo R. – Logística e gerenciamento da cadeia de abastecimento., edit Saraiva, Taylor, Daid A.- Logística na Cadeia de suprimentos – uma perspectiva gerencial- Pearson, 2004; PORTOS MARÍTIMOS : Revista Tecnologistica - Artenova Editora e Comunicações; Revista Transporte; Internet PORTOS, Coleção Aduaneiras, etc COMPRAS – SUPRIMENTOS: Arnold, J.R.Tony. Administração de Materiais. São Paulo: Edit. Atlas, 1999; Dias, Marco Antonio P. Administração de Materiais. São Paulo: Edit. Atlas; 1997; Viana, João J. Administração de Materiais- Um Enfoque Prático. São Paulo: Edit. Atlas, 2000 ; Baily, Peter et al. Compras. São Paulo: Edit. Atlas,2000

5 SUGESTÕES DE BIBLIOGRAFIA ADICIONAL DE CONSULTA TRANSPORTE: Fleury, Paulo F. et al- Logística Empresarial. Edit. Atlas, 2002: Revista Tecnologistica - Artenova Editora e Comunicações; Ballou, Ronald H – Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos – Edit. Bookman,2001; Bowersox, Donald J.. Logística Empresarial. São Paulo: Edit. Atlas, 2001; Caixeta, José Vicente et al – Transportes e logística em sistemas agroindustriais. Atlas, 2001; Caixeta, José Vicente et al –Gestão logística de transportes de carga. Atlas, EMBALAGEM LOGÍSTICA: Ballou, Ronald H – Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos – Edit. Bookman,2001; Bowersox, Donald J.. Logística Empresarial. São Paulo: Edit. Atlas, 2001; Manuais IMAM- Instituto de movimentação e armazenamento de materiais..

6 SUGESTÕES DE BIBLIOGRAFIA ADICIONAL DE CONSULTA GESTÃO DE ESTOQUES: Arnold, J.R.Tony. Administração de Materiais. São Paulo: Edit. Atlas, 1999; Dias, Marco Antonio P. Administração de Materiais. São Paulo: Edit. Atlas; 1997; Davis, Mark M.; Aquilano, Nicholas J.; Chase, Richards B..Fundamentos da Administração da Produção. Porto Alegre: Edit. Bookman, 2001; Francischini, Paulino G. e Gurgel, Floriano do Amaral. Administração de Materiais e do Patrimônio. São Paulo, edit. Pioneira, 2002; Gaither, Norman e Frazier,Greg. Administração da Produção e Operações. São Paulo: Edit. Pioneira, TERCEIRIZAÇÃO LOGÍSTICA: Fleury, Paulo F. et al- Logística Empresarial. Edit. Atlas, 2002: Revista Tecnologistica - Artenova Editora e Comunicações; ARMAZENAGEM: Fleury, Paulo F. et al- Logística Empresarial. Edit. Atlas, 2002: Revista Tecnologistica - Artenova Editora e Comunicações; Ballou, Ronald H – Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos – Edit. Bookman,2001; Bowersox, Donald J.. Logística Empresarial. São Paulo: Edit. Atlas, 2001; manuais IMAM

7 SUGESTÕES DE BIBLIOGRAFIA ADICIONAL DE CONSULTA CÓDIGO DE BARRAS e EDI : EAN- Brasil, Associação Brasileira de Automação ; Revista Tecnologistica - Artenova Editora e Comunicações; Francischini, Paulino G. e Gurgel, Floriano do Amaral. Administração de Materiais e do Patrimônio. São Paulo, edit. Pioneira, 2002; LOGÍSTICA REVERSA : Leite, Paulo Roberto – Logística Reversa – Meio Ambiente e Competitividade. São Paulo, Edit. Prentice Hall.; Rogers, Dale S. e Tibben-Lembke, Ronald S. – Going Backwards:Reverse Logistics Trends and Pratices (Disponível na Internet: ; Council of Logistics Management – Reuse and Recycling –Reverse Logistics Opportunities- Edit CLM, 1993; Revista Tecnologistica - Artenova Editora e Comunicações, LOGÍSTICA INTERNACIONAL: Dornier, Philippe- Pierre at al – Logística e Operações Globais – Textos e casos. Edit. Atlas 2000; Coleções Aduaneiras; Revistas Tecnologistica, Revistas Transport – Turetta Editora e propagandaRevista Distribuição – L&M Comunicações; Revistas especializadas na biblioteca.

8 Seminários de grupos de alunos Os temas (problemas de pesquisa) e datas de apresentação serão sorteados em classe. Os grupos de até 5 ( 6) alunos devem se apresentar na data do sorteio com coordenador. O grupo inicia o trabalho pelo estudo do tema central usando a bibliografia do curso e bibliografia adicional que enriqueça o trabalho. Identifica o caso que será analisado e apresentado em classe. Grupo realiza entrevistas com executivos da empresa de forma a explorar a questão problema sugerida no tema central utilizando um questionário previamente elaborado pelo grupo. Todos os alunos devem apresentar seminário. A avaliação será feita pela apresentação do grupo. Entrega do Relatório Padrão Digitado antes da apresentação em classe : este documento encontra-se disponível na página do professor.

9 Avaliação do Seminário Pela apresentação do seminário pelo grupo em sala de aula de acordo com os critérios abaixo especificados e pelo conteúdo do RELATÓRIO PADRÃO. Não é necessária apresentação de outro material escrito salvo por interesse do professor que solicitará expressamente ao grupo após a apresentação em sala de aula. Conteúdo obrigatório da apresentação: O seminário deve conter e o grupo deve explicar um QUADRO RELACIONAL mostrando a aplicação dos conceitos, definições, técnicas, sistemas operacionais, práticas e processos logísticos identificados ou não encontrados no caso estudado tendo como referência a bibliografia consultada. Deve constar o nome do autor, título da obra e editora, página em que se encontra o conceito.

10 Critérios de avaliação dos seminários Critério A) ( Peso de 30%) – ANÁLISE DO CASO: Explicações, comentários e críticas ao caso estudado relacionando os principais conceitos identificados no caso com os encontrados na literatura pesquisada. O grupo deve demonstrar o nível de compreensão e foco em logística empresarial na análise dos conceitos logísticos no caso estudado. O grupo deve evitar a simples descrição do caso sem a devida ligação com os conceitos logísticos ou a descrição pura e simples da teoria estudada Critério B) (Peso 20%) – SER COMPREENSÍVEL- Lógica e seqüência no desenvolvimento do seminário. Exposição gradativa e dentro de uma ordem compreensível. Breve introdução de contextualização do caso e do setor estudado;etapas do seminário compatíveis com o tempo e com o número de alunos do grupo e um fechamento com comentários finais do grupo.

11 Critérios de avaliação dos seminários Critério C) ( Peso 20%) – GRUPO : Demonstração de trabalho em grupo através de boa coordenação e coerência das diferentes apresentações individuais, da demonstração de que o grupo trabalhou com participação de todos e o uso correto do tempo. Critério D) (Peso 20%)- PESQUISA BIBLIOGRÁFICA: Uso pertinente da bibliografia básica do curso e bibliografia adicional demonstrada, contribuições questionários e entrevistas, contatos com executivos, materiais de apoio, catálogos, vídeos, etc. Critério E) (Peso 10%) – APRESENTAÇÃO: Forma, criatividade, meios expositivos, cuidado no preparo. Utilizar- se de data show, transparências, vídeos, palestras, etc. entre outros meios, que tornem a apresentação mais inteligível, evitando a simples leitura de laudas. É o momento em que os alunos demonstram o domínio de sua parte e do trabalho como um todo.

12 Algumas dicas: Tela com tópicos principais ao invés de textos longos evidenciam um certo domínio do assunto evitando exposição decorada ou lida, Escritas de ultima hora na lousa podem demonstrar falta de preparo na apresentação. Leitura de laudas intui baixo nível de compreensão do assunto exposto. Preparação dos equipamentos da apresentação com antecedência denota cuidado com o trabalho. etc


Carregar ppt "TEMAS DE SEMINÁRIOS DE LOGÍSTICA EMPRESARIAL CASOS REAIS EM QUE POSSAM SER IDENTIFICADOS OS CONCEITOS PRINCIPAIS A SEGUIR RELACIONADOS, PROCURANDO RESPONDER,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google