A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ENERGIA SUSTENTÁVEL DO BRASIL S.A. REUNIÃO PÚBLICA Outubro, 2008 MUDANÇA DO EIXO GANHOS da SOCIEDADE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ENERGIA SUSTENTÁVEL DO BRASIL S.A. REUNIÃO PÚBLICA Outubro, 2008 MUDANÇA DO EIXO GANHOS da SOCIEDADE."— Transcrição da apresentação:

1 ENERGIA SUSTENTÁVEL DO BRASIL S.A. REUNIÃO PÚBLICA Outubro, 2008 MUDANÇA DO EIXO GANHOS da SOCIEDADE

2 2 Antonio Luiz Abreu Jorge – Engenheiro Civil pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Mestre em Engenharia Ambiental pela Universidade de Karlsruhe – Alemanha – Mestre em Administração de Empresas pelo COPPEAD/UFRJ – Cursou doutorado em Recursos Hídricos na COPPE/UFRJ. – Cursou Engenharia de Segurança do Trabalho na UFRJ APRESENTAÇÃOAPRESENTAÇÃO

3 3 Empreendedores: – Suez Energy South America Participações Ltda. – Camargo Corrêa Investimentos em Infra-Estrutura S.A. – Eletrosul Centrais Elétricas S.A. – Companhia Hidro Elétrica do São Francisco – CHESF Capital subscrito : R$ ,00 Capital integralizado: R$ ,00 ENERGIA SUSTENTÁVEL DO BRASIL

4 4 1. Ganhos do Empreendimento 2. Filme: Volumes de Escavação 3. Engenharia 4. Conservação da Flora 5. Migração de Peixes 6. Nova Mutum ASSUNTOS ABORDADOS

5 5 Economia do Projeto da ESBR: Preço Teto do Leilão: R$ 91,00 / MW méd Preço da ESBR: R$ 71,37 / MW méd A redução do custo do projeto da ESBR foi repassada ao consumidor. A sociedade brasileira terá mais energia em prazo menor com economia total de R$ 24,4 bilhões. GANHOS PARA A SOCIEDADE

6 6 Redução de emissões de gás de efeito estufa em função da antecipação da geração do projeto da UHE JIRAU em comparação com outras fontes de energia: Projeção de geração de energia renovável por ano: Energia Assegurada (MW médio / ano) Geração de Energia (MWh energia renovável gerado / ano) Equivalente de emissões em toneladas de C0 2 geradas por outras tecnologias: Turbina a Gás Natural - ciclo aberto Turbina a Gás Natural - ciclo combinado (CCGT) Turbina a Vapor - movida a óleo combustível Turbina a Vapor - movida a carvão mineral GANHOS PARA O MEIO AMBIENTE

7 7 Valor previsto nos estudos iniciais: – Valor total anualR$ 73 milhões – Valor anual para a prefeitura de Porto VelhoR$ 29 milhões – Valor anual para o Estado de RondôniaR$ 29 milhões Valor Adicional dos Royalties pela antecipação da geração (inclui Estado, Prefeitura, MMA, MME e FNDCT): R$ 153 milhões (de 2012 a 2015) BENEFÍCIOS ADICIONAIS PELA ANTECIPAÇÃO DA GERAÇÃO R$ mil TOTAL Estado22,98320,57312,3265,29461,176 Prefeitura22,98320,57312,3265,29461,176 Outros11,49110,2876,1632,64730,588 Total57,45751,43330,81413,234152,939

8 8 Programa de Compensação Social – Programa de Apoio na Área de Educação, Saúde, Saneamento e Segurança – Programa de Apoio no Desenvolvimento do Transporte Fluvial – Programa de Apoio na Reorganização das Atividades Produtivas – Programa de Apoio às Atividades Pesqueiras, Comerciais e Industriais – Programa de Capacitação da População e Desenvolvimento de Oportunidades – Programa de Fomento à Tecnologia de Extração de Produtos Florestais – Programa de Apoio às Atividades de Assistência a Grupos Populacionais Vulneráveis – Programas e Projetos para Compatibilizar Serviços Públicos e Acréscimo Populacional – Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Associativismo – Programa de Apoio à Pesquisa Ambiental Todos os Programas previstos no PBA serão mantidos GANHOS PARA PORTO VELHO

9 9 Reassentamento em Nova Mutum – Detalhes na apresentação específica Reassentamento Rural Carta de Crédito Assistência Técnica Programas de Geração de Renda A preocupação da ESBR é garantir a continuidade e a melhoria da vida produtiva e cultural da população GANHOS PARA OS ATINGIDOS CADASTRADOS

10 10 Construção imediata da subestação rebaixadora. Distribuição de energia para os seguintes locais: – Jaci Paraná – Pólo de desenvolvimento econômico e social – Canteiro de Obras – Luz para Todos – Fazendas da Região GANHOS PARA A POPULAÇÃO DA REGIÃO DA ILHA DO PADRE

11 11 Embaúba Jaci Paraná Subestação Rebaixadora Eixo na Ilha do Padre

12 12 RESUMO COMPARATIVO ENTRE EIXOS (I) PRINCIPAIS ASPECTOSEIXO NA CACHOEIRA DE JIRAUEIXO NA ILHA DO PADRE INÍCIO DA GERAÇÃO Janeiro de 2013Dezembro de 2011 CUSTOS ENVOLVIDOS Custo elevado devido às escavaçõesRedução de 32% no orçamento total IMPLANTAÇÃO DO ARRANJO Menor largura do rio requer maior volume de escavação Maior largura do rio e existência de ilhas facilitam a implantação do arranjo VOLUME DE ESCAVAÇÃO 49 milhões de m 3 de rocha6 milhões de m 3 de rocha BOTA-FORAS Enormes bota-foras, desmatando uma área de 13 km 2 Pequenos bota-foras, ocupando uma área de 0,28 km 2 NAVEGABILIDADE A navegabilidade não é assegurada e alto custo para implantação da eclusa. Permite a navegabilidade e menor custo e prazo para a implantação da eclusa

13 13 RESUMO COMPARATIVO ENTRE EIXOS (II) PRINCIPAIS ASPECTOSEIXO NA CACHOEIRA DE JIRAUEIXO NA ILHA DO PADRE MECANISMO DE TRANSPOSIÇÃO DE PEIXES Terreno natural íngreme, o que exige a implantação de um canal tortuoso Relevo mais suave e condições topográficas mais adequadas ÁREA INUNDADA O trecho entre Jirau e Ilha do Padre já seria, em parte, inundado pelo remanso do AHE Santo Antônio A ampliação de 10,7 km 2 é em área antropizada e é compensada pela redução das áreas de bota-foras. FLUXOS FÍSICO/BIÓTICO O arranjo prejudica o fluxo de peixes, ovos, larvas e juvenis O arranjo permite o fluxo de peixes, ovos, larvas e juvenis MACRÓFITAS E MOSQUITOS Formação de áreas de água parada, facilitando a proliferação de mosquitos e macrófitas Eliminação das zonas mortas, reduzindo o risco de acumulação de mosquitos e macrófitas BENEFÍCIOS SOCIAIS Não estão explícitas as condições de relocação da população de Mutum Paraná Construção de Pólo de Desenvolvimento Econômico e Social

14 14 Arranjo requeria maior largura do rio para evitar grandes escavações. EVTE e EIA/RIMA sinalizavam vantagens para eixos a jusante da UHE Jirau. A existência de maciço rochoso competente para fundações é evidente no sítio da Ilha do Padre. RAZÕES PARA A MUDANÇA DO EIXO EIXO ILHA DO PADRE EIXO JIRAU MW 258 km² de área inundada Cota – 90 m MW 269 km² de área inundada Cota – 90 m

15 15 EIXO NA ILHA DO PADRE CASA DE FORÇA 2 16 UNIDADES CASA DE FORÇA 1 28 UNIDADES BARRAGEM DO LEITO DO RIO VERTEDOURO PROJETO ESBR OTIMIZADO LOCALIZAÇÃO DA BARRAGEM PROJETO ESBR OTIMIZADO LOCALIZAÇÃO DA BARRAGEM Redução dos Impactos Ambientais Redução dos Volumes de Escavação Antecipação da Geração Redução dos Custos

16 16 Custos reduzidos de implantação Arranjo otimizado e geração antecipada Repasse dos ganhos para a sociedade Redução dos Impactos Ambientais - Melhor atendimento da LP do IBAMA Não impacta a geração da UHE Santo Antônio Permite a navegação no rio Madeira COM ISSO, O CONSÓRCIO ESBR PÔDE REDUZIR SEU LANCE DE PREÇO NO LEILÃO, CONJUGANDO OFERTA ADICIONAL DE ENERGIA AO MERCADO PELA ANTECIPAÇÃO DA GERAÇÃO E GRANDE REDUÇÃO DO ORÇAMENTO DO PROJETO OTIMIZADO DO AHE JIRAU NA ILHA DO PADRE VANTAGENS DA MUDANÇA DE EIXO CONCLUSÕES CONCLUSÕES

17 17 Autorização para início imediato: – Construção de um pequeno dique para permitir a implantação futura da casa de força da usina. O local do dique durante a estiagem fica seco – Reforma da estrada existente entre a BR 364 e a usina. – Construção do mini acampamento para suporte à obra em uma área degradada. EM ANÁLISE PELO IBAMA

18 18 Em função da janela hidrológica do rio Madeira, as obras deverão ser iniciadas em outubro. Todas as obras solicitadas são provisórias, de baixo impacto e, caso o IBAMA não aprove o projeto, a ESBR se compromete a retirá-las e recompor a área. CONSIDERAÇÕES FINAIS


Carregar ppt "ENERGIA SUSTENTÁVEL DO BRASIL S.A. REUNIÃO PÚBLICA Outubro, 2008 MUDANÇA DO EIXO GANHOS da SOCIEDADE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google