A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O ESTUDO DA NATUREZA E SUA IMPORTÂNCIA PARA O HOMEM 2- A NATUREZA DO ESPAÇO DESENVOLVIDO, SUA TRANSFORMAÇÃO AO LONGO DO TEMPO GEOLÓGICO E POSSÍVEIS CONSEQUÊNCIAS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O ESTUDO DA NATUREZA E SUA IMPORTÂNCIA PARA O HOMEM 2- A NATUREZA DO ESPAÇO DESENVOLVIDO, SUA TRANSFORMAÇÃO AO LONGO DO TEMPO GEOLÓGICO E POSSÍVEIS CONSEQUÊNCIAS."— Transcrição da apresentação:

1 O ESTUDO DA NATUREZA E SUA IMPORTÂNCIA PARA O HOMEM 2- A NATUREZA DO ESPAÇO DESENVOLVIDO, SUA TRANSFORMAÇÃO AO LONGO DO TEMPO GEOLÓGICO E POSSÍVEIS CONSEQUÊNCIAS.

2 TEORIA DA DERIVA CONTINENTAL CRIADA POR ALFRED WEGENER NO INÍCIO DO SÉCULO XX Propunha que outrora os continentes estiveram todos unidos formando um super-continente (PANGEIA), rodeado por um super-oceano (PANTALASSA). Alfred Wegener A OCORRÊNCIA DE DETERMINADOS FÓSSEIS APENAS NAS ÁREAS ONDE OS CONTINENTES PROVAVELMENTE ERAM UNIDOS FOI UM DOS ARGUMENTOS QUE LEVARAM WEGENER A DEFENDER A IDEIA DA PANGEIA.

3 WEGENER PROPÔS A SEPARAÇÃO DA PANGEIA MAS NÃO CONSEGUIU EXPLICAR DE FORMA SATISFATÓRIA POR QUAL MOTIVO OS CONTINENTES SE SEPARARAM.

4 ESTUDOS POSTERIORES A WEGENER DEMONSTRARAM QUE A TERRA É FORMADA POR TRÊS CAMADAS (CROSTA, MANTO E NÚCLEO) CONSTITUÍDAS POR MATERIAIS SÓLIDO, PASTOSO E LÍQUIDO. A CROSTA É SÓLIDA, DIVIDIDA EM PARTES (CHAMADAS PLACAS TECTÔNICAS) E FLUTUA SOBRE O MANTO PASTOSO, PODENDO ASSIM DAR ORIGEM A TERREMOTOS, VULCANISMO E FORMAÇÃO DE MONTANHAS. ESSA CONSTATAÇÃO FOI POSSÍVEL DEVIDO À EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA E DEU ORIGEM A TEORIA DAS PLACAS TECTÔNICAS.

5 AS PLACAS TECTÔNICAS PODEM REALIZAR TRÊS MOVIMENTOS, CONFORME MOSTRA O MAPA E AS IMAGENS A SEGUIR: MOVIMENTO CONVERGENTE: AS PLACAS SE CHOCAM GERANDO TERREMOTOS, VULCANISMO E FORMAÇÃO DE MONTANHAS. MOVIMENTO DIVERGENTE: AS PLACAS SE AFASTAM GERANDO TERREMOTOS, VULCANISMO E FORMAÇÃO DE MONTANHAS. MOVIMENTO TANGENCIAL. AS PLACAS DELIZAM LATERALMENTE PROVOCANDO TERREMOTOS. FALHA DE SAN ANDREAS. CORDILHEIRA DOS ANDES. CORDILHEIRA MESOCEÂNICA.

6 AS CORRENTES DE CONVECÇÃO DO MANTO DA TERRA SÃO REPONSÁVEIS PELA MOVIMENTAÇÃO DAS PLACAS TECTÔNICAS. O FUNDO DO MANTO É MAIS QUENTE E SOBE. A PORÇÃO SUPERIOR DO MANTO É MENOS QUENTE E POR ISSO PESA E DESCE.

7 PRINCIPAIS PLACAS TECTÔNICAS: O BRASIL ESTÁ NO CENTRO DA PLACA SUL- AMERICANA E POR ISSO SOFRE MENOS COM TERREMOTOS. O CHILE ESTÁ NA BORDA DA PLACA SUL- AMERICANA E POR ISSO SOFRE MAIS COM TERREMOTOS E VULCANISMO. AS BORDAS DAS PLACAS TECTÔNICAS SÃO AS QUE MAIS SOFREM COM TERREMOTOS E VULCANISMO.

8 HIPOCENTO (FOCO) E EPICENTRO. EPICENTRO: LOCAL NA SUPERFÍCIE, DIRETAMENTE ACIMA DO HIPOCENTRO. FOCO: LOCAL ONDE INICIOU O TERREMOTO NO INTERIOR DO PLANETA, TAMBÉM CHAMADO DE HIPOCENTRO.

9 CONVERGÊNCIA DE PLACAS E SUA INFLUÊNCIA NA FORMAÇÃO DE MONTANHAS

10 FALHA DE SAN ANDREAS, EUA, MOVIMENTO TANGENCIAL DAS PLACAS TECTÔNICAS.

11 No topo, detalhe da falha de San Andreas, na costa oeste dos Estados Unidos. Milhares de sismógrafos estão instalados ao longo da falha, registrando praticamente qualquer abalo na região. A falha, de 1290 quilômetros de extensão, praticamente corta o Estado da Califórnia e marca a junção entre a placa tectônica do Pacífico e a placa tectônica da América do Norte. O movimento dessa junção provocou a destruição da cidade de São Francisco no começo do século 20. Segundo especialistas, a dinâmica desse movimento deverá separar a Califórnia do resto do continente. Acima, o sismologista Patrick Williams estuda uma região da fenda.

12 EFEITOS DE TERREMOTOS NO JAPÃO, PAÍS SITUADO NO LIMITE DE QUATRO PLACAS TECTÔNICAS E POR ISSO MUITO SUSCETÍVEL À OCORRÊNCIA DE TERREMOTOS.

13

14 COMO MEDIR OS TERREMOTOS

15 O RELEVO EUROPEU O NORTE DO CONTINENTE, exceção da Islândia, É CARACTERIZADO POR RELEVO ANTIGO, ERA PALEOZÓICA, ESTÁVEL E RICO EM RECURSOS MINERAIS. O SUL DO CONTINENTE É FORMADO POR DOBRAMENTOS MODERNOS,ERA CENOZÓICA, E POR ISSO POSSUI ELEVADAS ALTITUDES. É UMA ÁREA GEOLOGICAMENTE INSTÁVEL. DOIS TERÇOS DO RELEVO EUROPEU É FORMADO POR PLANÍCIES, EM GRANDE PARTE FLUVIAIS QUE FAVORECEM A NAVEGAÇÃO E A AGRICULTURA. REGIÃO ESTÁVEL, OU SEJA, NÃO SUJEITA À OCORRÊNCIA DE TERREMOTOS. REGIÃO INSTÁVEL, OU SEJA, SUJEITA À OCORRÊNCIA DE TERREMOTOS.

16 FIORDES: VALES GLACIAIS QUE SE FORMARAM ONDE A EROSÃO GLACIAL APROFUNDOU VALES DE RIOS QUE FORAM INUNDADOS PELA ÁGUA DO MAR. CADEIA PENINA. MACIÇOS ANTIGOS. DOBRAMENTOS MODERNOS DA ERA CENOZÓICA. Produção de energia geotérmica.

17 NO MAPA A SEGUIR IDENTIFIQUE O NOME DOS MACIÇOS ANTIGOS, DOBRAMENTOS MODERNOS E PLANÍCIES DA EUROPA. J L M N O

18 Identifique no mapa que tipo de relevo europeu é mais habitado.

19 REINO DOS PAÍSES BAIXOS: LOCALIZAÇÃO.

20 POLDÊRES: A FORMA DOS PAÍSES BAIXOS CONQUISTAREM TERRAS DO MAR. POLDER - é uma porção de terrenos baixos e planos construídos de forma artificial, incluída entre aterros conhecidos como diques utilizados para a agricultura ou habitação, comum nos Países Baixos. O Reino dos Países Baixos são um país muito plano e baixo, do qual cerca de um quarto de seu território se encontra abaixo do nível do mar, chegando a algumas regiões atingir até 6,7 metros. Daí vem à designação NEDERLAND terra baixa, ou Países Baixos.

21 Grandes revoltas naturais fizeram com que o mar adentrasse a terra firme do país, transformando lugares habitáveis em terrenos encharcados e salgados, mas a tecnologia e a inteligência do homem fizeram com que, em uma das províncias do reino dos Países Baixos surgissem os pôlderes, (terras baixas, planas e férteis, situadas acima do nível das marés altas, rodeada de grandes diques, áreas que no passado encontravam-se totalmente submersas). Os terrenos tomados pelo mar formavam um ecossistema úmido, encharcado, constituído por plantas herbáceas, quase sempre submersas. As terras conquistadas do mar são utilizadas para o cultivo e criação de animais.

22 FIORDES São antigos vales de rios escavados pela erosão glacial de forma que ficaram abaixo do nível do mar sendo invadidos pelas águas marinhas. São muito comuns na Noruega.

23 Observe que o relevo americano apresenta um padrão caracterizado por dobramentos modernos no oeste, planaltos antigos no leste e planícies na porção central.

24 O relevo dos EUA segue um padrão parecido com o da América. Observe os planaltos antigos no leste (Apalaches), dobramentos modernos no oeste (Montanhas Rochosas, Cadeia da Costa) e as planícies nas áreas centrais. Formado no Período Terciário da Era Cenozóica, apresenta elevadas altitudes, instabilidade geológica e possui recursos minerais como cobre, níquel, prata e ouro. Nas planícies centrais o relevo plano e o solo fértil favorecem a prática da agricultura mecanizada. Relevo antigo muito desgastado pela erosão e intemperismo, rico em recursos minerais e energéticos. Nos EUA incentivou o desenvolvimento do Cinturão da Ferrugem;.

25 O RELEVO JAPONÊS Mais de 80% do território japonês é constituído por dobramentos modernos, de cor mais escura no mapa. As porções verdes são planícies, que ocupam a menor parte do país mas são as áreas mais densamente povoadas. Relevo instável e sujeito a terremotos e vulcanismo devido ao fato de o Japão estar próximo ao limite de quatro placas tectônicas. Para lidar com essa situação o país recorre ao uso de retroajuste, ou seja, técnicas de engenharia que adaptam as construções para suportarem os terremotos.


Carregar ppt "O ESTUDO DA NATUREZA E SUA IMPORTÂNCIA PARA O HOMEM 2- A NATUREZA DO ESPAÇO DESENVOLVIDO, SUA TRANSFORMAÇÃO AO LONGO DO TEMPO GEOLÓGICO E POSSÍVEIS CONSEQUÊNCIAS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google