A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Do sintoma a síndrome As vivências psicopatológicas têm duas perspectivas fundamentais: 1) Transfundos (palco, contexto) estáveis (inteligência e personalidade)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Do sintoma a síndrome As vivências psicopatológicas têm duas perspectivas fundamentais: 1) Transfundos (palco, contexto) estáveis (inteligência e personalidade)"— Transcrição da apresentação:

1 Do sintoma a síndrome As vivências psicopatológicas têm duas perspectivas fundamentais: 1) Transfundos (palco, contexto) estáveis (inteligência e personalidade) e transfundos mutáveis (nível de consciência e o humor 2) Sintomas emergentes: vivências mais destacadas, individualizáveis. P.ex. alucinações, delírios, alterações do pensamento ou linguagem.

2 Componentes do surgimento, da constituiçao e manifestação dos sintomas e dos transtornos Vulnerabilidade constitucional (hereditariedade, constituiçao) Fatores predisponentes (ocorrem no início da vida) Fatores precipitantes

3 Síndromes ansiosas Ansiedade Generalizada: sintomas ansiosos excessivos (angústia, tensão, preocupação, irritação)na maior parte do dia por pelo menos seis meses. Outors sintomas: insônia, dificuldade de concentração, cabeça ruim, sintomas físicos. Faz-se necessário verificar se os sintomas ansiosos causam sofrimento e/ou prejudicam a vida.

4 Continuação Crise de ansiedade: crises intermitentes com a eclosão de vários sintomas ansiosos em número e intensidade significativas. Crises de pânicos: crises intensas de ansiedade com importante descarga do sistema nervoso autônomo até a despersonalização ou desrealização. Início abrupto e curta duração. Transtorno de pânico: crises recorrentes (mínimo 1 mês) de pânico com desenvolvimento de medo de novas crises e suas implicações e com sofrimento subjetivo.

5 Síndromes depressivas Sintomas afetivos: tristeza, choro fácil, apatia, sentimento de falta de sentimento, tédio, aborrecimento crônico, irritabilidade,, angústia, ansiedade, desespero. Alterações da esfera isntintiva e neurovegetativa: anedonia, fadiga, desânimo, hipobulia, insônia ou hipersomnia, perda ou aumento do apetite, constipação, palidez, pele fria, diminuição da libido e da resposta sexual,

6 continuação Alterações ideativas: pessimismo, arrependimento e culpa, ruminações, vida sem sentido, idéias de morte ou de sumiço, ideação suicida. Alterações cognitivas: déficit de atenção,concentração e memória, dificuldade de tomar decisões, pseudodemência. Alterações da autovaloração: auto-estima diminuída, sentimento de incapacidade ou insuficiência, sentimento de vergonha e autodepreciação.

7 continuação Alterações da volição e da psicomotricidade: tendência a isolar-se na cama, lentificação do pensamento e psicomotora, diminuição da fala, mutismo, negativismo. Sintomas psicóticos: idéias delirantes de conteúdo negativo, alucinações, ilusões, ideação paranóide e outras sintomas psicóticos humor-incongruente

8 Subtipos de síndromes e transtornos depressivos Episódio depressivo e transtorno depressivo recorrente: sintomas depressivos devem estar presentes por pelo menos duas semanas e nào mais que dois anos de forma ininterrupta. Duram em geral entre 3 e 12 meses. Na cid-10 são classificados como leve, moderado ou grave. Transtorno depressivo recorrente: o paciente apresenta, ao longo da vida, mais de um episódio depressivo não intercalados por episódios maníacos ou hipomaníacos.

9 distimia Depressão crônica, leve mas duradoura. Sintomas: diminuição da auto-estima, fadiga, dificuldade de tomar decisões ou se concentrar, mau humor crônico, irritabilidade e desesperança. Devem estar presentes por pelo menos dois anos.

10 Depressão tipo melancólica ou endógena Predominam sintomas endógenos. Sintomas típicos; lentificação psicomotora, perda do apetite e peso, alteraçoes do sono, anedonia, depressão pior pela manhãhiporreatividade, tristeza vital, ideação de culpa

11 Outros tipos: Depressão psicótica: depressão grave onde os sintomas depressivos são associados a sintomas psicóticos (como delírio de ruína e culpa, hipocondríacos, negação de órgãos ou alucinações). Estupor depressivo: grave, onde o pcte fica dias na cama em catalepsia com negativismo Depressão agitada ou ansiosa: depressão com forte componente de ansiedade e inquietação psicomotora. Insone, irritado, risco de suicídio.

12 Síndromes maníacas Sinais e sintomas: aumento da auto-estima, elação, insônia, loquacidade, logorréia, pressão para falar, distraibilidade, agitação psicomotora, irritabilidade, arrogância, heteroagressividade, desinibição, tendência exagerada para comprar ou doar seus pertences, idéias de grandeza, poder e importância que podem se configurar como verdadeiros delírios ou alucinações.

13 Subtipos de síndromes maníacas Mania franca ou grave Mania irritada ou disfórica Mania mista Hipomania Ciclotimia (distimia + hipomania) Mania com sintomas psicóticos

14 Transtorno Bipolar Têm caráter fásico. Os episódios de mania e depressão ocorrem de modo delimitado no tempo e, frequentemente com períodos de remissão. Tipos: TAB 1 (episódios depressivos leve a grave + períodos de normalidade +fases maníacas. TAB 2 (ep depressivo leve a grave + período de normalidade + ep hipomaníacos. TAB tipo ciclador rápido (fases depressivas, maníacas, hipomaníacas, mistas, com período mto breve de remissão. São necessários 4 ep discerníveis em 12 meses para diagnóstico. Dois meses entre ep da mesma polaridade e guinadas para episódios de polaridade oposta)

15 Síndromes neuróticas Quadros fóbicos: medos intensos e irracionais. Tipo comuns: agorafobia, fobia simples ou específica, fobia social. Síndromes obsessivo-compulsivas: caracterizam-se por idéias, fantasias, imagens obsessivas e atos, rituais ou comportamentos compulsivos. Dois subtipos: 1)síndromes obsessivas: idéias, pensamentos e fantasias vivenciadas com angústia e como algo que invade a cs; 2) síndromes compulsivas: comportamentos e rituais repetitivos geralmente acompanhada por pensamento mágico e/ou idéias obsessivas.

16 continuação Quadros histéricos: Caracterizam-se por manifestações clínicas referentes ao corpo (sensório-motor) a mente (cs, memória, pcpção) ou compto (teatral, dramático, requer atenção, infantil, sedutor, manipulativo). Ele necessita de contato, mas é incapaz de mantê-lo. Dois subtipos: histeria de conversão e histeria dissociativa (ou transtorno dissociativo)

17 Síndromes psicóticas: 1) Esquizofrenia. Sintomas de primeira ordem (Kurt Schneider): a- percepção delirante, b- alucinações auditivas características (vozes de comando ou vozes que comentam a ação), c- eco, sonorização ou publicação do pensamento, d- roubo do pensamento, e- vivências de influência na esfera corporal ou ideativa. Sintomas de segunda ordem: perplexidade, alucinações, vivência de influência nos sentimentos ou vontade, empobrecimento afetivo, intuição delirante, alterações do ânimo.

18 4 subtipos de esquizofrenia Paranóide: caracterizada por alucinações e delírios de conteúdo persecutório. Catatônica: marcada por alterações motoras e volitivas Hebefrênica: caracteriza-se por pensamento desorganizado, compto bizarro, afeto pueril Simples: lento e progressivo empobrecimento psíquico e comportamental, com negligência de cuidados pessoais, embotamento afetivo e isolamento social.

19 Outra organização em subtipos da esquizofrenia: Síndrome negativa ou deficitária: os sintomas negativos da esquizofrenia caracterizam-se pela perda de certas funções psíquicas (vontade, pensamento, linguagem, afeto). Principais sintomas negativos: distanciamento afetivo até embotamento afetivo, retração social, empobrecimento da linguagem e do pensamento, hipobulia, hipopragmatismo, negligência qto a si, lentificação e empobrecimento psicomotor.

20 Continuação Síndrome positiva ou produtiva: manifestaçoes novas e produtivas do processo esquizofrênco. Principais sintomas positivos ou produtivos: alucinações, idéias delirantes, compto bizarro, agitação psicomotora, idéias bizarras, neologismos

21 continuação Síndrome desorganizada: predomínio da desorganização mental e comportamental. Principais sintomas: pensamento progressivamente desorganizado, comportamentos desorganizados, afeto inadequado, afeto pueril.

22 Síndromes psicóticas: 2) transtorno delirante. Caracteriza-se pelo surgimento e desenvolvimento de um delírio ou sistema delirante com relativa preservação da personalidade e do resto do psiquismo. Conhecida como Paranóia. Ocorre em sujeitos com mais idade em relação a esquizofrenia ou a o TAB e geralmente tem curso crônico.

23 Síndromes psicóticas: 3) Psicoses breves, reativas ou psicogênicas Quadros psicóticos de surgimento agudo com remissão rápida que não causam seqüelas no psiquismo ou deterioração da personalidade. Nesses casos predominam sintomas floridos, confusão mental, ansiedade acentuada, medos difusos.

24 Síndromes relacionadas ao consumo de alimentos: Anorexia nervosa: perda de peso auto-induzida por abstenção de alimentos ou por comportamentos como vômitos e purgação, exercícios excessivos e uso de anorexígenos e/ou diuréticos. É característico a distorção da imagem corporal. 2 tipos: restritivo e purgativo. Bulimia nervosa: preocupação persistente com o comer e um desejo de comida -> repetidos episódios de hiperfagia -> preocupação com o peso -> purgação.

25 continuação Obesidade: há uma disfunção dos mecanismos de saciedade. Ele come de forma contínua, até acabar. Ele é sensível aos assuntos relacionados a alimentação e preocupa-se com comida. Alto índice de morbidade e mortalidade. Perfil: imaturo, sensível a frustração, carente, sexualidade reprimida ( defesa contra impulsos sexuais), pode ser uma defesa contra depressão, auto- estima baixa.

26 Síndromes relacionadas ao uso de substâncias psicoativas Substância psicoativa é qualquer substância que, quando ingerida, modifica uma ou mais áreas do SNC. De modo geral, produzem sensação de prazer ou excitação Intoxicação é uma síndrome reversível com alterações mentais e/ou comportamentais causada por substância psicoativa recentemente ingerida. Abuso: uso recorrente ou contínuo de uma substância, uso lesivo que leva a prejuízos ou sofrimentos. Uso nocivo: refere-se a um padrão de uso que causa dano à saúde física ou mental do usuário.

27 continuação Síndrome de abstinência: sintomas que ocorrem horas ou dias após o indivíduo cessar ou diminuir o consumo que era pesado e contínuo. Sintomas gerais: ansiedade, inquietação, náuseas, tremores, sudorese, convulsões, coma e morte. Dependência: padrão de uso que repercute psicologica física e socilmente. Inclui fenômenos como a tolerância, abstinência e uso contínuo.

28 Início e desenvolvimento Do abuso: adolescência -> curiosidade, excitação, convivência e pressão dos colegas, aceitação, expressão de hostilidade e independência, reduzir sensações desagradáveis. Da dependência: consumo cada vez mais alto, redução dos interesses, obsessão pela substância, diminuição da auto-estima e redução dos cuidados próprios, sentimento de vazio, solidão e depressão, vida sexual promíscua.

29 Outros... Psicose tóxica: quadros psicóticos de curta duração – causados pela ação da substância – que remitem quando acaba o efeito nocivo. Sintomas gerais: rebaixamento de nível de cs, ilusões e alucinações visuais, medo e perplexidade. Psicoses induzidas por substâncias: ocorre depois de uso intenso. Dura dias ou semanas. Manifestam quadros paranóides, maniatimorfos, esquizofrenimorfos ou polimorfos. Psicoses funcionais: quadros psicóticos que desencadeiam um transtorno.

30 Alcoolismo O abuso de álcool é uma epidemia! Produz, ao longo dos anos, tolerância e dependência. Repercute sobre a saúde física e mental, no funcionamento familiar e profissional. SDA: empobrecimento do repertório, relevância da bebida, aumento da tolerância, repetidas abstinências, busca de alívio p abstinência, compulsão p beber, negação. O alcoolismo é a perda da liberdade de beber ou não beber. Ele deve ser diagnosticado em três dimensões: física, psicológica (irritabilidade, depressão, ansiedade, agressividade, insônia, perda de auto-estima etc), social.

31 Quadros psicopatológicos associados ao alcoolismo Delirium tremens Alucinação alcoólica Delírio de ciúmes Embriaguez patológica

32 Síndromes relacionadas à sexualidade Fases do ciclo sexual: -> fase do desejo sexual -> fase da excitação sexual -> fase do orgasmo -> fase de resolução

33 Transtornos do desejo e da resposta sexual Desejo sexual inibido Excitação e orgasmo feminino inibido (frigidez) Ejaculação precoce Disfunção erétil (impotência)

34 Transtorno da identidade de gênero Transexualismo (identidade de gênero invertida) Travestismo fetichista (fetiche em utilizar roupas e atitudes do sexo oposto para atingir excitação) Intersexualidade (síndromes genéticas e endocrinológicas) Homossexualidade (o interesse e o desejo sexuais orientam-se em direção a pessoas do mesmo sexo)

35 Parafilias São transtornos do comportamento sexual caracterizado por padrões de fantasias e práticas sexuais particulares, em certas condições muito lesivas para o sujeito ou para o parceiro. Exibicionismo Voyerismo Sadismo Masoquismo Pedofilia (pedofilia + pederastia) Fetichismo


Carregar ppt "Do sintoma a síndrome As vivências psicopatológicas têm duas perspectivas fundamentais: 1) Transfundos (palco, contexto) estáveis (inteligência e personalidade)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google