A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Psicopatologia Forense Transtorno Psicóticos Prof. Silvio José Vasconcellos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Psicopatologia Forense Transtorno Psicóticos Prof. Silvio José Vasconcellos."— Transcrição da apresentação:

1 Psicopatologia Forense Transtorno Psicóticos Prof. Silvio José Vasconcellos

2 Transtornos Psicóticos Caracterizam-se por terem como aspecto definidor a presença de sintomas psicóticos O termo psicótico está diretamente associado à presença de delírios e alucinações

3 Esquizofrenia Os aspectos essenciais da Esquizofrenia são sinais e sintomas característicos (tanto positivos quanto negativos) que estiveram presentes por um período de tempo significativo durante 1 mês (ou por um tempo menor, se tratados com sucesso), com alguns sinais do transtorno persistindo por pelo menos 6 meses (Critérios A e C).

4 Esses sinais e sintomas estão associados com acentuada disfunção social ou ocupacional (Critério B). A perturbação não é melhor explicada por um Transtorno Esquizoafetivo ou Transtorno do Humor Com Características Psicóticas nem se deve aos efeitos fisiológicos diretos de uma substância ou de uma condição médica geral (Critérios D e E).

5 Transtorno Esquizoafetivo A característica essencial do Transtorno Esquizoafetivo é um período ininterrupto de doença durante o qual, em algum momento, existe um Episódio Depressivo Maior, Maníaco ou Misto, concomitante com sintomas que satisfazem o Critério A para Esquizofrenia

6 Transtorno Esquizofreniforme As características essenciais do Transtorno Esquizofreniforme são idênticas às da Esquizofrenia (Critério A), exceto por duas diferenças: a duração total da doença é de pelo menos 1 mês, mas inferior a 6 meses (Critério B), e não é exigido um prejuízo no funcionamento social ou ocupacional durante alguma parte da doença (embora possa ocorrer).

7 Subtipos de Esquizofrenia Tipo Paranóide Tipo Desorganizado Tipo Catatônico Tipo Indiferenciado Tipo Residual

8 Esquizofrenia Paranóide Predominam sintomas positivos como alucinações e delírios, com uma relativa preservação do funcionamento cognitivo e do afeto. O início tende a ser mais tardio que o dos outros tipos.

9 Esquizofrenia Catatônica Sintomas motores característicos são proeminentes, sendo os principais a atividade motora excessiva, extremo negativismo (manutenção de uma postura rígida contra tentativas de mobilização, ou resistência a toda e qualquer instrução), mutismo, cataplexia (paralisia corporal momentânea), ecolalia (repetição patológica, tipo papagaio e aparentemente sem sentido de uma palavra ou frase que outra pessoa acabou de falar) e ecopraxia (imitação repetitiva dos movimentos de outra pessoa).

10 Esquizofrenia Desorganizada Discurso desorganizado e sintomas negativos como comportamento desorganizado e achatamento emocional predominam neste tipo de esquizofrenia. Os aspectos associados incluem trejeitos faciais, maneirismos e outras estranhezas do comportamento. É o tipo que tem tratamento mais complicado.

11 Esquizofrenia Indiferenciada Se encaixa nos sintomas de esquizofrenia, mas não satisfaz nenhum dos tipos citados anteriormente.

12 Esquizofrenia Residual As condições para este tipo de esquizofrenia são: Ausência de delírios, alucinações e comportamento amplamente desorganizado ou catatônico proeminentes; Existência de evidências contínuas da perturbação, indicadas pela presença de sintomas negativos ou por dois ou mais sintomas positivos como comportamento excêntrico, discurso levemente desorganizado ou crenças incomuns.

13 Prevalência A prevalência da Esquizofrenia durante a vida é estimada entre 0,5 e 1%

14 Sintomas Positivos Alucinações Delírios Discurso desorganizado Comportamento desorganizado Emoções inapropriadas

15 Sintomas Negativos Alogia Embotamento afetivo Anedonia Avolição Limitação da atenção

16 Outros Transtornos Psicóticos Transtorno Delirante - caracteriza-se por pelo menos 1 mês de delírios não-bizarros sem outros sintomas da fase ativa da Esquizofrenia. Transtorno Delirante Transtorno Psicótico Breve - é uma perturbação psicótica com duração maior que 1 dia e remissão em 1 mês Transtorno Psicótico Breve Transtorno Psicótico Compartilhado - é uma perturbação que se desenvolve em um indivíduo influenciado por outra pessoa com um delírio estabelecido de conteúdo similar. Transtorno Psicótico Compartilhado

17 Outros Transtornos Psicóticos Transtorno Psicótico Devido a uma Condição Médica Geral - os sintomas psicóticos são considerados uma conseqüência fisiológica direta de uma condição médica geral. Transtorno Psicótico Devido a uma Condição Médica Geral Transtorno Psicótico Induzido por Substância - os sintomas psicóticos são considerados uma conseqüência fisiológica direta de uma droga de abuso, um medicamento ou exposição a toxina. Transtorno Psicótico Induzido por Substância


Carregar ppt "Psicopatologia Forense Transtorno Psicóticos Prof. Silvio José Vasconcellos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google