A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas Prof. Dr. João Quevedo Laboratório de Neurociências UNESC.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas Prof. Dr. João Quevedo Laboratório de Neurociências UNESC."— Transcrição da apresentação:

1 O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas Prof. Dr. João Quevedo Laboratório de Neurociências UNESC

2 III Escola de Inverno em Neurociências O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas As doenças neuropsiquiátricas, que incluem a esquizofrenia, transtornos de humor e autismo, afetam o pensamento e emoções. São a principal causa de incapacitação na América do Norte e Europa.

3 III Escola de Inverno em Neurociências O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas O impacto nos indivíduos, familiares e na sociedade é grande, pois estas doenças surgem geralmente na fase adulta e duram a vida inteira. Não houve grandes avanços no tratamento da esquizofrenia nos últimos 50 anos e da depressão nos últimos 20 anos. Surgiram tratamentos com medicamentos

4 III Escola de Inverno em Neurociências O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas Alguns pacientes não toleram ou não respondem adequadamente ao tratamento com determinados medicamentos. Esta heterogeneidade ressalta a necessidade de um maior entendimento das origens destas doenças. Desafio: base genética, molecular e celular

5 III Escola de Inverno em Neurociências O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas Doenças neuropsiquiátricas podem ser resultado de uma perturbação nos circuitos neurais. Um defeito no desenvolvimento, estrutura anatômica e funcional ou na dinâmica destes circuitos pode levar a uma série de sintomas. Dada a complexidade dos circuitos neurais, existem inúmeras maneiras possíveis de perturbá-los ou até mesmo interrompe-los.

6 III Escola de Inverno em Neurociências O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas Milhares de genes estão envolvidos na regulação do desenvolvimento e função neural. Distúrbios na estrutura e função de um ou mais destes genes podem levar a vários e complexos fenótipos neuropsiquiátricos.

7 III Escola de Inverno em Neurociências O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas Mutações genéticas, mudanças epigenéticas e outras lesões celulares e morfológicas cerebrais Podem convergir em distúrbios num dado circuito Resultar em manifestações clínicas comuns Que levam ao mesmo diagnóstico clínico

8 III Escola de Inverno em Neurociências O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas A maioria dos genes envolvidos nos principais transtornos psiquiátricos ainda não foram identificados e os modelos animais para estas doenças são limitados. Para muitos pacientes, os transtornos psiquiátricos são devidos à variabilidades genéticas que são compartilhadas por membros afetados de uma família.

9 III Escola de Inverno em Neurociências O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas Qual é a melhor estratégia para descobrir as causas biológicas dos transtornos psiquiátricos? Genômica e análise de circuitos Genômica é a combinação de sequenciamento em grande escala com análise sistemática computacional de genomas.

10 III Escola de Inverno em Neurociências O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas Nos últimos dois anos, o sequenciamento do genoma humano tornou-se significativamente mais rápido e menos dispendioso. Uma nova visão da base genética dos transtornos psiquiátricos vem de uma recente análise do número de cópias de genes mutantes presentes em pacientes com autismo, esquizofrenia e Transtorno do Humor Bipolar (THB).

11 III Escola de Inverno em Neurociências O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas A maioria dos genes neurais até então identificados como mutantes foram observados uma única vez, sugerindo que o total de genes cuja desregulação pode resultar em doenças mentais graves é pelo menos várias centenas. Mutações em genes diferentes podem causar o mal funcionamento de circuitos neurais em transtornos psiquiátricos.

12 III Escola de Inverno em Neurociências O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas Análise de circuito é o estudo da estrutura, função e desregulação dos circuitos neurais. Depressão pré-frontal Ansiedade amígdala TOC estriado

13 III Escola de Inverno em Neurociências O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas Marcadores biológicos para as disfunções nos circuitos neurais envolvidos nos transtornos mentais são necessários. A fim de elucidar a base anatômica de cada doença para poder prestar diagnósticos mais objetivos e melhores respostas aos tratamentos

14 III Escola de Inverno em Neurociências O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas Métodos de rastreamento de conexões neurais em seres humanos usando tensor de difusão de imagem. Análise de modificações da expressão gênica e epigenética em cérebro de animais e de humanos.

15 III Escola de Inverno em Neurociências O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas A medida em que novas variações genéticas para transtornos psiquiátricos são descobertas, será possível introduzir estas mutações em modelos animais para tentar elucidar a patogênese desses transtornos. Identificar os elementos centrais da desregulação dos circuitos neurais e conceber um novo tratamento.

16 III Escola de Inverno em Neurociências O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas Projeto combinação desses dois conjuntos de ferramentas Objetivo de fornecer genomas de pacientes com doenças psiquiátricas graves. Autismo, esquizofrenia, THB, depressão maior.

17 III Escola de Inverno em Neurociências O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas O custo do tratamento e das pesquisas em transtornos neuropsiquiátricos é muito elevado. Esquizofrenia uma combinação de delírios, alucinações, embotamento afetivo e perda das funções cognitivas exemplifica muitos dos desafios lançados às pesquisas em transtornos neuropsiquiátricos.

18 III Escola de Inverno em Neurociências O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas Ainda não se compreendeu totalmente a relação entre os sintomas da esquizofrenia e a fisiopatologia da mesma. Uma intervenção precoce levaria a melhores resultados. Um melhor entendimento biológico é essencial para melhorar diagnósticos e terapias.

19 III Escola de Inverno em Neurociências O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas Trabalhos em genética estão indicando genes não específicos para a esquizofrenia, tendo associação com THB e autismo. Sugerindo que as fases iniciais dos transtornos psiquiátricos sejam multivalentes. Reforçando a esperança de detecção precoce, juntamente com os fatores ambientais, possibilitando a prevenção da doença.

20 III Escola de Inverno em Neurociências O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas Transtornos psiquiátricos: Fatores genéticos + Fatores ambientais Para a esquizofrenia, cerca de 80% são fatores genéticos e os outros 20% são influência direta de fatores ambientais.

21 III Escola de Inverno em Neurociências O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas Trabalhamos sob determinadas suposições. Por exemplo: que o conhecimento seja possível. (Nietzsche) Obrigado! ppt by Amanda V. Steckert

22 Inscrições:


Carregar ppt "O Futuro das Pesquisas Psiquiátricas Prof. Dr. João Quevedo Laboratório de Neurociências UNESC."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google