A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PENETRÂNCIA x EXPRESSIVIDADE Monitora Marília Ertel Disciplina de Genética e Evolução.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PENETRÂNCIA x EXPRESSIVIDADE Monitora Marília Ertel Disciplina de Genética e Evolução."— Transcrição da apresentação:

1 PENETRÂNCIA x EXPRESSIVIDADE Monitora Marília Ertel Disciplina de Genética e Evolução

2 PENETRÂNCIA A penetrância (P) de uma doença é um conceito estatístico e refere-se a fração de indivíduos portadores obrigatórios de um gene mutante que desenvolvem a doença, ou seja, que manifestam um fenótipo específico tudo nada É um fenômeno de tudo ou nada

3 PENETRÂNCIA INCOMPLETA penetrância incompleta Quando a freqüência de expressão de um fenótipo é inferior a 100%, ou seja, quando alguns indivíduos que tem o genótipo apropriado não o expressam de modo algum, diz-se que o gene exibe penetrância incompleta A Penetrância reduzida ou incompleta é uma característica importante de muitas doenças autossômicas dominantes

4 PENETRÂNCIA INCOMPETA Uma pessoa que tem o genótipo para uma doença pode não exibir o fenótipo, muito embora transmita o gene da doença à próxima geração A transmissão parece ocasionalmente pular uma geração, deixando de fora uma pessoa que, a julgar pelo heredograma, deveria ser heterozigota (em virtude de ter um ancestral afetado e filhos afetados)

5 PENETRÂNCIA A penetrância é dependente dos métodos usados para o exame O exame cuidadoso de indiv í duos aparentemente não afetados pode revelar manifesta ç ões menores da doen ç a Penetrância mais alta é observada quando métodos de detecção clínicos e laboratoriais são utilizados para avaliar a doença

6 PENETRÂNCIA Se o valor de P é conhecido para uma condição particular, o risco para a prole de um indivíduo aparentemente não afetado pode ser calculada usando-se o método de análise de Bayers

7 PENETRÂNCIA O retinoblastoma é bom exemplo de um distúrbio autossômico dominante no qual a penetrância é incompleta Estudos familiares mostram que cerca de 10% dos portadores obrigatórios do gene de susceptibilidade ao retinoblastoma não possuem a doença

8 RETINOBLASTOMA

9 EXPRESSIVIDADE A expressividade reflete: – o grau do defeito exercido pelo gene no fenótipo – o grau de manifestação clínica da doença – a natureza e a severidade do fenótipo de um alelo mutante

10 EXPRESSIVIDADE VARIÁVEL expressividade variável Quando a manifestação de um fenótipo difere em pessoas que apresentam o mesmo genótipo, diz-se que o fenótipo tem expressividade variável Expressividade variável é uma característica de traços autossômicos dominantes

11 EXPRESSIVIDADE As causas da expressividade vari á vel geralmente não são conhecidas A variabilidade vista em doen ç as autossômicas dominantes pode se apresentar como diferen ç as inter e intrafamiliar Variações interfamiliares são mais prováveis de serem devidas a heterogeneidade em um lócus único

12 EXPRESSIVIDADE Exemplo 1: Exemplo 1: muitas doenças antes conceituadas como representantes de condições separadas, como a polipose adnomatosa familiar e a síndrome de Gardner, resultam de um efeito variável da mesma mutação em um gene único Exemplo 2: Exemplo 2: Uma doença muito conhecida por sua expressividade variável é a Síndrome de Marfan

13 SÍNDROME DE MARFAN Miopia severa e insuficiência de válvula mitral Insuficiência de válvula mitral Miopia severa

14 EXPRESSIVIDADE Um problema encontrado no aconselhamento genético desta famílias é que indivíduos levemente afetados, podem ter filhos severamente afetados. Esta situação é vista em muitas doenças autossômicas dominantes, na qual indivíduos fracamente afetados são mais propícios a reprodução

15 CONCLUSÃO Deve ser destacado que a penetrância e a expressividade são entidades distintas. A penetrância é um fenômeno de tudo ou nada: ou tem o fen ó tipo da doen ç a ou não. A expressividade vari á vel refere-se a extensão da expressão do fen ó tipo da doen ç a

16 CONCLUSÃO A expressividade variável, assim como o atraso na idade de início das manifestações clínicas da doença e a penetrância reduzida, fornecem um mecanismo para que os genes de doenças autossômicas dominantes sobrevivam em freqüências altas na população

17


Carregar ppt "PENETRÂNCIA x EXPRESSIVIDADE Monitora Marília Ertel Disciplina de Genética e Evolução."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google