A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PSICOLOGIA GERAL HISTÓRIA DA PSICOLOGIA AULA I. CONCEITO DE PSICOLOGIA FORMADA POR DUAS PALAVRAS GREGAS: 1.PSIQUE – ALMA, MENTE. 2.LOGOS – ESTUDO, CIÊNCIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PSICOLOGIA GERAL HISTÓRIA DA PSICOLOGIA AULA I. CONCEITO DE PSICOLOGIA FORMADA POR DUAS PALAVRAS GREGAS: 1.PSIQUE – ALMA, MENTE. 2.LOGOS – ESTUDO, CIÊNCIA."— Transcrição da apresentação:

1 PSICOLOGIA GERAL HISTÓRIA DA PSICOLOGIA AULA I

2 CONCEITO DE PSICOLOGIA FORMADA POR DUAS PALAVRAS GREGAS: 1.PSIQUE – ALMA, MENTE. 2.LOGOS – ESTUDO, CIÊNCIA. ETMOLÓGICAMENTE PSICOLOGIA SIGNIFICA: ESTUDO DA ALMA.

3 CONCEITO DE PSICOLOGIA COM O PASSAR DOS TEMPOS, A PSICOLOGIA TEM SIDO USADA PARA INDICAR O ESTUDO DA MENTE E DO COMPORTAMENTO DOS ORGANISMOS.

4 CIÊNCIA E SENSO COMUM A PSICOLOGIA USADA NO COTIDIANO PELAS PESSOAS EM GERAL, É DENOMINAD DE PSICOLOGIA DO SENSO COMUM.

5 CIÊNCIA E SENSO COMUM ESTA PSICOLOGIA É UTILIZADA COMO FORMA DE EXPLICAR COMO UM VENDEDOR CONSEGUE VENDER MUITO, COMO ALGUÉM CONSEGUE CONQUISTAR O SEU AMOR, ETC.

6 CIÊNCIA E SENSO COMUM ISTO SIGNIFICA QUE AS PESSOAS TÊM UM CERTO DOMÍNIO, MESMO QUE PEQUENO E SUPERFICIAL, DO CONHECIMENTO ACUMULADO PELA PSICOLOGIA CIENTÍFICA.

7 SENSO COMUM: CONHECIMENTO DA REALIDADE O SENSO COMUM É O DOMÍNIO DA VIDA COTIDIANA, DA REALIDADE SENTIDA COMO SERES HUMANOS.

8 SENSO COMUM: CONHECIMENTO DA REALIDADE O SENSO COMUM É UMA FORMA DE SENTIR QUE ESTAMOS VIVOS E FAZEMOS PARTE DE UM TODO.

9 CIÊNCIA É UMA ATIVIDADE REFLEXIVA. BASEA-SE NA REALIDADE COTIDIANA E PENSA SOBRE ELA.

10 CIÊNCIA AFASTA-SE DESTA REALIDADE E VAI PROCURAR REFLETIR E CONHECER ALÉM DAS APARÊNCIAS. A CIÊNCIA SEMPRE SE REFERE AO REAL.

11 CIÊNCIA A CIÊNCIA ABSTRAI A REALIDADE PARA COMPREENDÊ- LA MELHOR E A TRANSFORMA EM OBJETO DE INVESTIGAÇÃO.

12 CIÊNCIA E COTIDIANO O COTIDIANO E O CONHECIMENTO CIENTÍFICO ACERCA DA REALIDADE APROXIMAM-SE E AFASTAM-SE.

13 CIÊNCIA E COTIDIANO APROXIMAM-SE PORQUE A CIÊNCIA SE REFERE AO REAL. AFASTAM-SE PORQUE A CIÊNCIA REFLETE SOBRE A REALIDADE PARA COMPREENDÊ-LA MELHOR.

14 CIÊNCIA E COTIDIANO EX: NEWTON – PARTINDO DA FRUTA QUE CAÍA DA ÁRVORE (FATO DO COTIDIANO) FORMULOU A LEI DA GRAVIDADE (FATO CIENTÍFICO).

15 CIÊNCIA E COTIDIANO EX: USO DA GARRAFA TÉRMICA – SABE-SE O TEMPO EM QUE O CAFÉ FICARÁ QUENTE, MAS AS VEZES DESCONHECEMOS AS LEIS DA TERMODINÂMICA.

16 CIÊNCIA E COTIDIANO EX: AO ATRAVESSAR A RUA SABEMOS MEDIR A DISTÂNCIA E A VELOCIDADE DE UM CARRO – MAS PODEMOS DESCONHECER A TEORIA QUE MEDE A DISTÂNCIA E A VELOCIDADE.

17 CIÊNCIA E COTIDIANO É ESTE TIPO DE CONHECIMENTO QUE SE VAI ACUMULANDO NO COTIDIANO QUE É CHAMADO DE SENSO COMUM.

18 CIÊNCIA E COTIDIANO É O SENSO COMUM, CONHECIMENTO INTUITIVO, ESPONTÂNEO, TENTATIVAS E ERROS QUE FACILITA A VIDA DOS SERES HUMANOS.

19 CIÊNCIA E O SENSO COMUM ESTE SENSO COMUM PERCORRE UM CAMINHO QUE VAI DO HÁBITO À TRADIÇÃO E, QUANDO ESTABELECIDO, VAI DE GERAÇÃO A GERAÇÃO. ELE PRODUZ SUAS PRÓPRIAS TEORIAS.

20 CIÊNCIA E O SENSO COMUM O SENSO COMUM SE APROPRIA DE OUTROS SABERES PRODUZIDOS, MISTURANDO E RECICLANDO, REDUZINDO-OS A UM TIPO DE TEORIA SIMPLIFICADA, PRODUZINDO UMA DETERMINADA VISÃO DE MUNDO MAIS SIMPLISTA.

21 ÁREAS DO CONHECIMENTO SOMENTE O SENSO COMUM NÃO SERIA SUFICIENTE PARA AS EXIGÊNCIAS DE DESENVOLVIMENTO DA HUMANIDADE. JÁ NO TEMPO DO HOMEM PRIMITIVO, ESTE CONHECIMENTO NÃO SERIA SUFICIENTE PARA DOMINAR A NATUREZA.

22 NO SÉCULO IV A.C., OS GREGOS JÁ DOMINAVAM OS CÁLCULOS MATEMÁTICOS – NECESSITAVAM DISSO PARA RESOLVER SEUS PROBLEMAS AGRÍCOLAS, ARQUITETÔNICOS, NAVAIS E ETC. ÁREAS DO CONHECIMENTO

23 TAMBÉM OS GREGOS SE PREOCUPARAM COM A ORIGEM E O SIGNIFICADO DA EXISTÊNCIA HUMANA. FOI COM ELES QUE SURGIU A FILOSOFIA. ÁREAS DO CONHECIMENTO

24 A RELIGIÃO SURGE COMO A FORMULAÇÃO DE UM CONJUNTO DE PENSAMENTOS SOBRE A ORIGEM DO HOMEM, SEUS MISTÉRIOS, PRINCÍPIOS MORAIS E ETC. ÁREAS DO CONHECIMENTO

25 A ARTE ACOMPANHA O HOMEM DESDE A PRÉ-HISTÓRIA, QUANDO DEIXOU AS MARCAS DE SUA SENSIBILIDADE NAS PAREDES DAS CAVERNAS, TRADUZINDO SUAS EMOÇÕES. ÁREAS DO CONHECIMENTO

26 PORTANTO, A ARTE, A RELIGIÃO, A FILOSOFIA, A CIÊNCIA E SENSO COMUM SÃO DOMÍNIOS DO CONHECIMENTO HUMANO. ÁREAS DO CONHECIMENTO

27 É UM CONJUNTO DE CONHECIEMENTOS SOBRE FATOS OU ASPECTOS DA REALIDADE, EXPRESSO POR MEIO DE LINGUAGEM PRECISA E RIGOROSA. O QUE É CIÊNCIA?

28 1. OS CONHECIMENTOS DEVEM SER OBTIDOS DE MANEIRA PROGRAMADA, SISTEMÁTICA E CONTROLADA, PARA QUE SEJA VÁLIDO. O QUE É CIÊNCIA?

29 SOMENTE DESTA FORMA, O SABER PODE SER TRANSMITIDO, VERIFICADO, UTILIZADO E DESENVOLVIDO. O QUE É CIÊNCIA?

30 ISTO POSSIBILITA NOVOS SABERES. DESTA MANEIRA, A CIÊNCIA CARACTERIZA-SE COMO UM PROCESSO. O QUE É CIÊNCIA?

31 2. OUTRO ASPECTO INTERESSANTE DA CIÊNCIA: OBJETIVIDADE – SUAS CONCLUSÕES DEVEM SER PASSÍVEIS DE VERIFICAÇÃO, ISENTAS DE EMOÇÃO, TORNANDO- SE VÁLIDAS PARA TODOS. O QUE É CIÊNCIA?

32 3. A CIÊNCIA TEM UM OBJETO ESPECÍFICO DE ESTUDO, UMA LINGUAGEM RIGOROSA, MÉTODOS E TÉCNICAS ESPECÍFICAS, PROCESSO CUMULATIVO DE CONHECIMENTO E OBJETIVIDADE. O QUE É CIÊNCIA?

33 É ESSE CONJUNTO DE CARACTERÍSTICAS É O QUE PERMITE QUE DENOMINEMOS CIENTÍFICO A UM CONJUNTO DE CONHECIMENTOS. O QUE É CIÊNCIA?

34 ORIGENS HISTÓRICAS DA PSICOLOGIA AS ORIGENS DA PSICOLOGIA SE REMONTAM AOS GRANDES FILÓSOFOS DA GRÉCIA ANTIGA: SÓCRATES, PLATÃO E ARISTÓTELES

35 ORIGENS HISTÓRICAS DA PSICOLOGIA FORAM ESTES FILÓSOFOS QUE FIZERAM AS PERGUNTAS FUNDAMENTAIS SOBRE A VIDA MENTAL: O QUE É CONSCIÊNCIA? AS PESSOAS SÃO INTRINSICAMENTE RACIONAIS OU IRRACIONAIS?

36 ORIGENS HISTÓRICAS DA PSICOLOGIA ESTAS PERGUNTAS SÃO OS ELEMENTOS FUNDAMENTAIS DA PERSPECTIVA COGNITIVA NA PSICOLOGIA NOS DIAS ATUAIS.

37 ORIGENS HISTÓRICAS DA PSICOLOGIA ANTES DE 300 A.C., ARISTÓTELES TEORIZOU SOBRE TEMAS COMO APRENDIZAGEM E MEMÓRIA, MOTIVAÇÃO E EMOÇÃO, PERCEPÇÃO E PERSONALIDADE.

38 ORIGENS HISTÓRICAS DA PSICOLOGIA ALGUMAS TEORIAS SÃO HOJE MOTIVOS DE RISADAS: UMA REFEIÇÃO NOS DEIXA SONOLENTOS AO FAZER COM QUE GÁS E CALOR SE ACUMULEM EM TORNO DA FONTE DA NOSSA PERSONALIDADE: O CORAÇÃO!

39 ORIGENS HISTÓRICAS DA PSICOLOGIA OUTRAS QUESTÕES PSICOLÓGICAS TRATAM DA NATUREZA DO CORPO E DO COMPORTAMENTO HUMANO.

40 ORIGENS HISTÓRICAS DA PSICOLOGIA HIPÓCRATES, CHAMADO DE O PAI DA MEDICINA, ESTUDOU AS FUNÇÕES DO ORGANISMO VIVO E SUAS PARTES. SEUS ESTUDOS ABRIRAM AS PORTAS PARA A PSICOLOGIA BIOLÓGICA.

41 ORIGENS HISTÓRICAS DA PSICOLOGIA FOI HIPÓCRATES QUE TEORIZOU SOBRE OS TEMPERAMENTOS. PARA ELE, O HOMEM POSSUÍA FLEUMAS, BILE NEGRA, BILE AMARELA E SANGUE.

42 ORIGENS HISTÓRICAS DA PSICOLOGIA FLEUMÁTICO – MUITA FLEUMA. SANGUÍNEO – EXCESSO DE SANGUE. COLÉRICO – BILE AMARELA. MELANCÓLICO – BILE NEGRA.

43 ORIGENS HISTÓRICAS DA PSICOLOGIA A TEORIA HUMORAL OU DOS TEMPERAMENTOS DE HIPÓCRATES, POR MAIS QUE TENHA SE TORNADO ABSOLETA, AINDA SEGUE SENDO USADA POR MUITOS ESTUDIOSOS.

44 TEORIA HUMORAL OU DOS TEMPERAMENTOS. Quando os humores estivessem desequilibrados, o corpo e a mente seriam afetados de maneira previsível, dependendo de qual dos quatro humores estivesse em excesso.

45 Paciente com excesso de sangue, tinha um PERSONALIDADE SANGÜÍNEA – seria uma pessoa otimista, exagerado, impulsivo, volúvel e alegre, mas também aumentava a propensão para:epilepsia, angina, disenteria e artrite. TRATAMENTO: Flebotomia (abertura de uma veia para retirar o excesso de sangue), banhos frios e enemas. TEORIA HUMORAL OU DOS TEMPERAMENTOS.

46 A pessoa com excesso de Fleuma, teria uma PERSONALIDADE FLEUMÁTICA, ou seja, uma pessoa triste, lenta, sem ânimo, indeciso, desconfiado, cumpridor. Isto resultaria em dores de cabeça, resfriados, AVC. TRATAMENTO: Banhos quentes, diuréticos e ervas que induzissem a náusea. TEORIA HUMORAL OU DOS TEMPERAMENTOS.

47 A pessoa que tinha excesso de bile amarela teria PERSONALIDADE COLÉRICA, teria um temperamento ardente, sarcástico, impaciente, prepotente, vaidoso, insensível. Seria propenso a ter úlceras na boca, icterícia e distúrbios estomacais. TRATAMENTO: Sangrias, dietas líquidas, enemas e banhos refrescantes. TEORIA HUMORAL OU DOS TEMPERAMENTOS.

48 A pessoa com excesso de bile negra teria a PERSONALIDADE MELANCÓLICA, ou seja, seria um pessoa triste, sorumbática, vingativo, inflexível, idealista, confuso, habilidoso. Isto contribuiria para úlceras e hepatite. TRATAMENTO: Dieta especial, banhos quentes, eméticos (drogas que induzem ao vômito) e queima de tecido corporal com uso de ferro quente (cauterização). TEORIA HUMORAL OU DOS TEMPERAMENTOS.

49 Esta teoria humoral, foi descartada com os avanços em anatomia, fisiologia e microbiologia. A medicina alternativa e popular, em muitas culturas, ainda seguem esta noção sobre traços de personalidade estando ligados aos fluidos corporais TEORIA HUMORAL OU DOS TEMPERAMENTOS.

50 Hipócrates contribuiu de forma notável para uma abordagem científica da medicina. Ele aprendeu e ensinou quais os hábitos pessoais que contribuíam para a gota (doença causada por perturbações no metabolismo do ácido úrico) CONTRIBUIÇÕES DE HIPÓCRATES.

51 Ele conduziu uma das primeiras pesquisas de saúde pública a respeito dos hábitos daqueles que sofriam de gota, controlando suas temperaturas corporais, freqüência cardíaca, respiração e outros sintomas. CONTRIBUIÇÕES DE HIPÓCRATES.

52 Foi Hipócrates que apontou a importância das emoções e dos pensamentos em relação à saúde física, bem como buscou tratamentos. Foi o primeiro a fazer a relação entre saúde mental e saúde física. CONTRIBUIÇÕES DE HIPÓCRATES.


Carregar ppt "PSICOLOGIA GERAL HISTÓRIA DA PSICOLOGIA AULA I. CONCEITO DE PSICOLOGIA FORMADA POR DUAS PALAVRAS GREGAS: 1.PSIQUE – ALMA, MENTE. 2.LOGOS – ESTUDO, CIÊNCIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google