A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Universidade do Vale do Itajaí Curso de Geografia Prof. Francisco Antonio dos Anjos Geografia Econômica.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Universidade do Vale do Itajaí Curso de Geografia Prof. Francisco Antonio dos Anjos Geografia Econômica."— Transcrição da apresentação:

1 Universidade do Vale do Itajaí Curso de Geografia Prof. Francisco Antonio dos Anjos Geografia Econômica

2 2/5 A divisão das economias do mundo As economias no mundo possuem características diversificadas Evolução tecnológica produzida no decorrer do tempo

3 3/5 - Sociedades altamente consumistas, elevado poder aquisitivo, grande quantidade de produtos com tecnologia avançada. Os países desenvolvidos - Características ligadas ao aumento da produção de bens e serviços e melhoria no padrão de vida de sua população. - Elevado grau de industrialização e não dependência financeira externa.

4 4/5 Desenvolvimento econômico Expressão recente - Surge após a Segunda Guerra Mundial O termo PAÍSES DESENVOLVIDOS se consolida como contraposição aos países que não possuíam as condições necessárias para promover o desenvolvimento humano de seus povos

5 5/5 PAÍSES DESENVOLVIDOS -Localizados, majoritariamente, no hemisfério norte, ou nos chamados países do norte. Exceções: Nova Zelândia e a Austrália - Representados pelos países da América do Norte (exceto México), pela maioria dos países europeus e pelo Japão

6 6/5 Características básicas : - Controle da produção econômica; - Estrutura industrial complexa, com variedades na produção de bens; - Desenvolvimento científico e tecnológico avançado; - Modernos e eficientes meios de transportes e comunicação; - Altas taxas de alfabetização;

7 7/5 -Baixas taxas de mortalidade infantil; -Alta expectativa de vida de sua população; - Alto nível de industrialização; - Elevado padrão de vida da população; - Reduzido crescimento populacional; - Agropecuária moderna e intensiva, com mão-de-obra especializada.

8 8/5 A publicação de dados estatísticos mostra as péssimas condições de sobrevivência de alguns povos Os países subdesenvolvidos - Conceito surgiu após a 2˚ Guerra Mundial - Documentos da ONU e da UNESCO Abismo entre as condições de vida nos países desenvolvidos em relação a dos países subdesenvolvidos

9 9/5 Realidade de desigualdades: América Latina: Séc. XIX e início do séc. XX África e na Ásia: Pós a 2˚Guerra Mundial. Desde a época em que os povos deixaram de ser colônias e se constituíram países politicamente independentes

10 10/5 Características básicas: -Baixo nível de conhecimento científico e deficiência tecnológica; - Altas taxas de natalidade e de mortalidade infantil; - Expectativa de vida baixa; - Baixa produtividade na agropecuária, geralmente com mão-de-obra não qualificada;

11 11/5 - Rede urbana deficiente – comunicação, transportes; - Existência de bolsões de problemas na periferia das grande cidades; - Grande número de trabalhadores em setores informais da economia; - O fato de terem passado por processo de exploração no período colonial.

12 12/5 Há países diferentes entre si com processos distintos na sua formação econômica, social e política. Há países subdesenvolvidos que são industrializados, como: Brasil, México, Argentina, África do Sul e alguns países do Sudeste Asiático. Industrialização sustentada pelos países desenvolvidos, utilizando vantagens para expandir seus parques industriais

13 13/5 Dependência econômica internacional e a caracterização econômica, formada por circuitos antagônicos: o tradicional e o moderno. Industrialização: - Países desenvolvidos: processo ENDÓGENO - Países subdesenvolvidos: processo EXÓGENO

14 14/5 A regionalização do espaço mundial Uma das maneiras de regionalizar o mundo: - Dividir em países desenvolvidos e subdesenvolvidos Início do século XX - o mundo estava dividido em duas áreas distintas: Metrópoles e Áreas coloniais

15 15/5 Nova regionalização do mundo com os países mais pobres e que haviam sido, na sua maioria, colônias de exploração dos paíseseuropeus. Pós 2º Guerra Mundial: - Potências européias perdem poder - Processo de independência política dos povos que viviam sob ordens das potências européias Descolonização da África e da Ásia

16 16/5 Pós 2º Guerra Mundial: - Bipolaridade entre capitalismo e socialismo - Nova regionalização incluindo os novos países - Surgimento da expressão ‘Terceiro Mundo - Nações pobres com grande contingente populacional; - À margem do cenário político- econômico internacional; - Dominadas pelos países capitalistas desenvolvidos e pelos socialistas.

17 17/5 Déc. de 1960: Nova regionalização incorporando os países do terceiro mundo. - Primeiro Mundo: países desenvolvidos capitalistas, industrializados e com economias estáveis - Segundo Mundo: países socialistas de economia estatal planificada - Terceiro Mundo: demais países, principalmente, capitalistas subdesenvolvidos

18 18/5 Terceiro Mundo e subdesenvolvimento passaram a ser sinônimos Crise do socialismo (final déc. 1980): - Segundo Mundo deixa de existir - Fim desta regionalização em “mundos” Por que será que ainda se fala no termo terceiro mundo para os países subdesenvolvidos?

19 19/5 Uma das formas de regionalização mais aceitas hoje divide o mundo em: - Países centrais: ricos, desenvolvidos, industrializados e com forte domínio econômico e tecnológico - Países periféricos: demais nações, dependentes do desenvolvimento econômico, financeiro e tecnológico dos países ricos. Onde estará o Brasil nessa nova regionalização do mundo?

20 20/5 As origens do desenvolvimento e do subdesenvolvimento - Expansão do capitalismo iniciada na Europa Ocidental (séc. XV) com o capitalismo comercial, prosseguindo com o capitalismo industrial e financeiro até a atualidade. - Estabelecimento das relações de produção e dependência entre as colônias na América, África e Ásia e as metrópoles européias

21 21/5 Os territórios dos países subdesenvolvidos: - eram ocupados por civilizações em estágios distintos de organização social; - foram submetidos a um novo modelo social, colonial, criado pelos europeus. Exploração colonial por meio do comércio e da produção de minérios ou gêneros agrícolas para suprir o mercado mundial

22 22/5 Minoria privilegiada ligada aos interesses das metrópoles européias Conseqüência do objetivo mercantil: -Modelo social das áreas colonizadas marcado por desigualdades - Colonização de exploração Imensa massa de trabalhadores mal remunerada e intensamente explorada

23 23/32/5 Acumúlo de riquezas pelas metrópoles: - Impulso para a atividade industrial - Desenvolvimento de novas tecnologias.

24 24/32/5 Dois mundos interdependentes Conseqüência do processo de intercâmbio comercial: Divisão Internacional do Trabalho Sistema mundial interligado e dividido em: - Áreas centrais: produtoras de novas tecnologias - Áreas periféricas: dependentes das diretrizes dos países centrais.


Carregar ppt "Universidade do Vale do Itajaí Curso de Geografia Prof. Francisco Antonio dos Anjos Geografia Econômica."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google