A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

IMPLANTAÇÃO DE COMPLEXOS R EEEE GGGG UUUU LLLL AAAA TTTT ÓÓÓÓ RRRR IIII OOOO SSSS O O O O C C C C AAAA SSSS OOOO D D D D EEEE AAAA RRRR AAAA CCCC AAAA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "IMPLANTAÇÃO DE COMPLEXOS R EEEE GGGG UUUU LLLL AAAA TTTT ÓÓÓÓ RRRR IIII OOOO SSSS O O O O C C C C AAAA SSSS OOOO D D D D EEEE AAAA RRRR AAAA CCCC AAAA."— Transcrição da apresentação:

1 IMPLANTAÇÃO DE COMPLEXOS R EEEE GGGG UUUU LLLL AAAA TTTT ÓÓÓÓ RRRR IIII OOOO SSSS O O O O C C C C AAAA SSSS OOOO D D D D EEEE AAAA RRRR AAAA CCCC AAAA JJJJ UUUU S S S S EEEE RRRR GGGG IIII PPPP EEEE

2 CARACTERÍSTICAS GERAIS SERGIPE – MENOR ESTADO DA FEDERAÇÃO; SERGIPE – MENOR ESTADO DA FEDERAÇÃO; POPULAÇÃO HABITANTES; POPULAÇÃO HABITANTES; ARACAJU, CAPITAL – HABITANTES; CONGLOMERADO METROPOLITANO – HABITANTES; ARACAJU, CAPITAL – HABITANTES; CONGLOMERADO METROPOLITANO – HABITANTES; MAIOR DISTANCIA DA CAPITAL – 230 KM; MAIOR DISTANCIA DA CAPITAL – 230 KM;

3 O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO Habilitação do Município na condição de Gestor Pleno de Sistema; Habilitação do Município na condição de Gestor Pleno de Sistema; No PDR - Pólo Estadual de atendimento; No PDR - Pólo Estadual de atendimento; Processo de descentralização; Processo de descentralização; Fortalecimento da Gestão; Fortalecimento da Gestão;

4 GESTÃO PLENA RESOLUÇÃO CIB 03/2001 de 27 de março de 2001; RESOLUÇÃO CIB 03/2001 de 27 de março de 2001; RESOLUÇÃO N.º 06/01 de 30 de abril de 2001; RESOLUÇÃO N.º 06/01 de 30 de abril de 2001; RESOLUÇÃO 27/2002 de 11 de junho de 2002; RESOLUÇÃO 27/2002 de 11 de junho de 2002; ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA COMISSÃO INTERGESTORES BIPARTITE DE SERGIPE, REALIZADA EM 24 de outubro de 2002; ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA COMISSÃO INTERGESTORES BIPARTITE DE SERGIPE, REALIZADA EM 24 de outubro de 2002; RESOLUÇÃO N. 74/02 de 20 de dezembro de 2002 RESOLUÇÃO N. 74/02 de 20 de dezembro de 2002

5 FORTALECIMENTO DA GESTÃO Comando único sobre os prestadores; Comando único sobre os prestadores; Ampliação das ações de controle sobre os prestadores; Ampliação das ações de controle sobre os prestadores; Fomulação e implantação do modelo de atenção e gestão; Fomulação e implantação do modelo de atenção e gestão; Formulação e execução do chamamento público; Formulação e execução do chamamento público; Problematização sobre as ferramentas e modelo de regulação; Problematização sobre as ferramentas e modelo de regulação;

6 MODELO DE REGULAÇÃO Atender os pressupostos da Política Nacional de Informação: sistema de registros das ações vinculada ao usuário, unidade e profissionais executantes, possibilitando interface com o processamento dos sistemas de informações e utilização do sistema cartão nacional de saúde; Atender os pressupostos da Política Nacional de Informação: sistema de registros das ações vinculada ao usuário, unidade e profissionais executantes, possibilitando interface com o processamento dos sistemas de informações e utilização do sistema cartão nacional de saúde; Coerência entre o modelo de atenção e o modelo de regulação; Coerência entre o modelo de atenção e o modelo de regulação; Ampliação do controle sobre as ações efetivamente executadas pelos prestadores; Ampliação do controle sobre as ações efetivamente executadas pelos prestadores;

7 COMPLEXO REGULATÓRIO O conceito de regulação da assistência, diz respeito aos mecanismos e procedimentos que se preocupam em identificar uma necessidade, compreendê-la e encontrar uma reposta compatível com a situação. O conceito de regulação da assistência, diz respeito aos mecanismos e procedimentos que se preocupam em identificar uma necessidade, compreendê-la e encontrar uma reposta compatível com a situação. Nesse sentido, denominamos ¨complexo regulatório¨, ao conjunto de iniciativas, que visam articular os instrumentos e tecnologias em processos, facilitando o acesso às distintas modalidades assistenciais; Nesse sentido, denominamos ¨complexo regulatório¨, ao conjunto de iniciativas, que visam articular os instrumentos e tecnologias em processos, facilitando o acesso às distintas modalidades assistenciais; Portanto, configura-se como saber tecnológico que irá favorecer as interconexões entre as necessidades dos usuários e as intervenções nas redes assistenciais, permitindo a confor- mação de rotas que os usuários percorrem no sistema de saúde, as linhas de produção do cuidado, a fim de atender suas necessidades. Portanto, configura-se como saber tecnológico que irá favorecer as interconexões entre as necessidades dos usuários e as intervenções nas redes assistenciais, permitindo a confor- mação de rotas que os usuários percorrem no sistema de saúde, as linhas de produção do cuidado, a fim de atender suas necessidades.

8 CentralRegulação UNIDADES SOLICITANTES AMBULATORIAIS AMBULATORIAIS INTERIOR UNIDADESHOSPITALARES UNIDADES EXECUTANTES SERVIDOR DO CARTÃO SERVIDORES DE APLICAÇÃO

9 Organização produtiva INTEGRAÇÃO -Regulação do atendimento pré- hospitalar de urgência; -Regulação dos procedimentos eletivos: MAC; - Regulação de leitos;

10 PROGRAMAÇÃO DA CENTRAL; PROGRAMAÇÃO DA CENTRAL; REGULAÇÃO TÉCNICA; REGULAÇÃO TÉCNICA; CENTRAIS DE ATENDIMENTO E SUPORTE; CENTRAIS DE ATENDIMENTO E SUPORTE; MONITORAMENTO DO ACESSO DOS MUNICIPIOS DO INTERIOR; MONITORAMENTO DO ACESSO DOS MUNICIPIOS DO INTERIOR; CONTROLE DE LEITOS; CONTROLE DE LEITOS; GESTÃO DE CONTRATOS; GESTÃO DE CONTRATOS; ORGANIZAÇÃO PRODUTIVA

11 >> << Determinar Procedimentos Regulados Vincular Unidades Solicitantes Fase 1 Revalidar Perfis de Unidades Fase 2 Vincular Prestadores à Central Fase 3 Criar Central de Regulação Criar Contratos Relacionar Procedimentos ao Prestador Detalhar Contratos Fase 4 Distribuir Contrato aos Solicitantes Distribuir Contrato entre TAS Regs Fase 5 Geração de Tickets FASES de Criação da Central de Regulação Processo já existente Distribuidor de Recursos Administrador de Recursos

12 PROTÓTIPO – Procedimentos Cobertos pelo Contrato A A A A A RESSONANCIA MAGNÉTICA I ANGIOGRAFIA POR RESSONANCIA MAGNÉTICA RESSONANCIA MAGNÉTICA DO PE OU TORNOZELO RESSONANCIA MAGNÉTICA DO CRÂNIO RESSONANCIA DE VIAS BILIARES Código Descrição Valor Unitário R$ 250,00 R$ 150,00 R$ 377,78 R$ 423,08 R$ 933,33 01/11/2003 US GERALDO MAGELA 01/12/2003 MENSAL 2291 Data de Início de Vigência : Tipo de Competência : Início de Competência : Unidade: Contrato: Limite Financeiro: Final de Vegência: Município Tipo de Unidade: 001 ARACAJÚ 01/11/2010 R$ ,00 SAÚDE DA FAMÍLIA Fase 3 - Fase 3 - Relacionar procedimentos ao prestador

13 >> PROTÓTIPO – Geração de Regras para Distribuição - Unidades 2321 CENTRO DE SAUDE SILVIA LINHARES8%2.000, US DONA JOVEM AZEVEDO7%1.750, GINOCHECK UP5%1.250, CLINICA SANTA SOPHIA5%1.250, LABORATORIO CLIN. DE SERGIPE LTDA5%1.250, LACLIN5%1.250, LAPEME5%1.250, CLIMEDI5%1.250, CLINICA E HOSPITAL SAO LUCAS5%1.250,00 Distribuído12.500, , RESSONANCIA MAGNÉTICA I X 100 Tipo de Distribuição Para a Central ,00 Limite 6.250, ,00 01/11/2003 US GERALDO MAGELA 01/12/2003 MENSAL 2291 Data de Início de Vigência : Tipo de Competência : Início de Competência : Unidade: Contrato: Limite Financeiro: Final de Vegência: Município Tipo de Unidade: 001 ARACAJÚ 01/11/2010 R$ ,00 SAÚDE DA FAMÍLIA Alocado R$ ,00 Percentual 50 % 25 % Fase 4 - Fase 4 - Distribuir contrato aos solicitantes

14 >> << PROTÓTIPO – Geração de Regras para Distribuição 1.750, RESSONANCIA MAGNÉTICA I ,00 X 7 Tipo de Distribuição Para a Unidade 750,00 Distribuído , US DONA JOVEM AZEVEDO1.750,00 43 % Limite 250,0015% ,00 TAS REGULADORES %VALOR ,00 01/11/2003 US GERALDO MAGELA 01/12/2003 MENSAL 2291 Data de Início de Vigência : Tipo de Competência : Início de Competência : Unidade: Contrato: Limite Financeiro: Final de Vegência: Município Tipo de Unidade: 001 ARACAJÚ 01/11/2010 R$ ,00 SAÚDE DA FAMÍLIA Alocado R$ ,00 Percentual Fase 4 - Fase 4 - Distribuir contrato aos TAS Reguladores

15 >> << Central de Regulação R$ ,00 Prestador : 1 R$ ,00 Prestador : 2 R$ ,00 Unidade : R$ ,00 A distribuir : R$ ,00 Grupo Procedimento 31: R$ ,00 A distribuir : R$ ,00 Procedimento R$ ,00 A distribuir : R$ ,00 Unidade Solicitante 3 Total A distribuir: ,00 – , ,00 – , ,00 – ,00 Unidade Solicitante 4 Total A distribuir: ,00 – , ,00 – , ,00 – ,00 Unidade Solicitante 5: Total A distribuir: ,00 – , ,00 – , ,00 – ,00 Unidade Solicitante 3 TAS Regulador , ,00 TAS Regulador 2 Unidade Solicitante 4 TAS Regulador , ,00 TAS Regulador 2 Unidade Solicitante 5 TAS Regulador , ,00 TAS Regulador ,00 Fase 5 - Fase 5 - Geração de Tickets

16 CONSULTAS ESPECIALIZADASINTERNAÇÕES SERVIÇO AUXILIAR DIAGNÓSTICO E TERAPIAPROCEDIMENTOS DE ALTA COMPLEXIDADE CodDesc CodDescCodDesc Solicitadas Agendadas Realizadas Canceladas Abstenção Internações A.P.A.C.´s Hospital Internações Solicitadas Realizadas Pendentes Altas Solicitadas Agendadas Realizadas Canceladas Abstenção Média de Pacientes- Dia Média de Permanência Taxa de Ocupação No Dia Anterior Acumulado Mês Taxa de Renovação No Dia AnteriorAcumulado Mês No Dia AnteriorAcumulado Mês No Dia AnteriorAcumulado Mês % % % % % % % % % % % % % % % % % % % % % % % % % % % % % % % % Sistema Único de Saúde - Controle Avaliação Regulação Programação Administrativos Operacionais Consultas Sair Windows

17

18

19 PRINCIPAIS TENSÕES IMPLANTAÇÃO DO REGISTRO PELOS PROFISSIONAIS; IMPLANTAÇÃO DO REGISTRO PELOS PROFISSIONAIS; TENSÃO COM A SES A CERCA DO COMANDO ÚNICO E REGULAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS DOS MUNICIPIOS DO INTERIOR; TENSÃO COM A SES A CERCA DO COMANDO ÚNICO E REGULAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS DOS MUNICIPIOS DO INTERIOR; NECESSIDADE DE APRIMORAMENTO DA GESTÃO NECESSIDADE DE APRIMORAMENTO DA GESTÃO

20 AVANÇOS CONTROLE SOBRE TODOS OS PROCEDIMENTOS REGULADOS; CONTROLE SOBRE TODOS OS PROCEDIMENTOS REGULADOS; ECONOMIA AO ERÁRIO PÚBLICO; ECONOMIA AO ERÁRIO PÚBLICO; REGULAÇÃO PRIORIZANDO A LÓGICA DO ACESSO INTEGRAL COM EQUIDADE; REGULAÇÃO PRIORIZANDO A LÓGICA DO ACESSO INTEGRAL COM EQUIDADE; CONHECIMENTO DA RELAÇÃO ENTRE O FERTA E DEMANDA; CONHECIMENTO DA RELAÇÃO ENTRE O FERTA E DEMANDA;


Carregar ppt "IMPLANTAÇÃO DE COMPLEXOS R EEEE GGGG UUUU LLLL AAAA TTTT ÓÓÓÓ RRRR IIII OOOO SSSS O O O O C C C C AAAA SSSS OOOO D D D D EEEE AAAA RRRR AAAA CCCC AAAA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google