A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O PERFIL DA FILOSOFIA ESPÍRITA E A EVOLUÇÃO SOCIETÁRIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O PERFIL DA FILOSOFIA ESPÍRITA E A EVOLUÇÃO SOCIETÁRIA."— Transcrição da apresentação:

1 O PERFIL DA FILOSOFIA ESPÍRITA E A EVOLUÇÃO SOCIETÁRIA

2 O espiritismo projeta para a humanidade:O espiritismo projeta para a humanidade: –a) novos conhecimentos; –b) uma nova concepção do homem; –c) uma nova concepção do universo; –d) a sintonia do homem com Deus.

3 Na sua análise, o espiritismo aprofunda: 1. a existência de Deus; 2. a criação; 3. o homem holístico; 4. o espírito e sua natureza; 5. a vida e o mundo de após morte; 6. a reencarnação; 7. a relação dos homens com os espíritos 8. as Leis Divinas ou Naturais; 9. as penas e gozos futuros; 10. Jesus como modelo de perfeição humana; 11. a educação integral.

4 O mundo atual enfrenta problemas e conflitos. O crescimento da população, o desenvolvimento econômico, o progresso cientifico, o aprimoramento técnico, e a profunda modificação das concepções da vida e do homem, assustam e amedrontam os homensO mundo atual enfrenta problemas e conflitos. O crescimento da população, o desenvolvimento econômico, o progresso cientifico, o aprimoramento técnico, e a profunda modificação das concepções da vida e do homem, assustam e amedrontam os homens As religiões (igrejas) tradicionais são abaladas e desestruturam-se em sua bases. Ameaçam ruir, ao depararar-se com o avanço científico e do ceticismo que se propaga.As religiões (igrejas) tradicionais são abaladas e desestruturam-se em sua bases. Ameaçam ruir, ao depararar-se com o avanço científico e do ceticismo que se propaga. A sociedade se desestrutura, os velhos paradigmas são rompidos, sem que haja novos para substituí-los, levando os homens ao desequilíbrio e a busca desenfreada pelos prazeres da matériaA sociedade se desestrutura, os velhos paradigmas são rompidos, sem que haja novos para substituí-los, levando os homens ao desequilíbrio e a busca desenfreada pelos prazeres da matéria

5 O espírita também enfrenta essa situação. Mas o Espiritismo não é uma religião tradicional, nem apresenta dogmas e concepções superadas.O espírita também enfrenta essa situação. Mas o Espiritismo não é uma religião tradicional, nem apresenta dogmas e concepções superadas. É uma Doutrina Filosófica, que busca alicerçar o futuro. Suas bases não são dogmáticas, mas sim filosóficas, científicas, experimentais e morais.É uma Doutrina Filosófica, que busca alicerçar o futuro. Suas bases não são dogmáticas, mas sim filosóficas, científicas, experimentais e morais. Sua estrutura não é teológica, mas filosófica, apoiada lógica e na razão mais rigorosa.Sua estrutura não é teológica, mas filosófica, apoiada lógica e na razão mais rigorosa. Sua base religiosa não necessita das promessas e das ameaças da recompensa e do castigo eterno (céu e inferno), mas define-se na aplicação da liberdade humana e da responsabilidade espiritual de cada indivíduo, sujeita ao controle e registro natural da lei de causa e efeito.Sua base religiosa não necessita das promessas e das ameaças da recompensa e do castigo eterno (céu e inferno), mas define-se na aplicação da liberdade humana e da responsabilidade espiritual de cada indivíduo, sujeita ao controle e registro natural da lei de causa e efeito.

6 A filosofia espírita formula as características do homem moral, aquele que evolui moralmente, conforme enunciado na questão 941do LE:A filosofia espírita formula as características do homem moral, aquele que evolui moralmente, conforme enunciado na questão 941do LE: –elevação acima das das paixões; –controle e moderação dos desejos; –conduta de calma e serenidade; –felicidade com o bem que faz; –superação das contrariedades sem sofrimento.

7 Quando sofremos, estamos sofrendo as conseqüências da transgressão de Leis Naturais, pois não existe dor sem razão, o que nos leva ao entendimento que o homem moral, espiritualizado, dignificado no bem, evoluído, possui consciência tranqüila e uma existência repleta de felicidade, mesmo atravessando as dificuldades da matéria.Quando sofremos, estamos sofrendo as conseqüências da transgressão de Leis Naturais, pois não existe dor sem razão, o que nos leva ao entendimento que o homem moral, espiritualizado, dignificado no bem, evoluído, possui consciência tranqüila e uma existência repleta de felicidade, mesmo atravessando as dificuldades da matéria. Esse é o resultado da vivência à luz do Espiritismo, da aplicação diária de sua filosofia, que esclarece as virtudes e suas conseqüências, levando o Espírito à plenitude de sua imortalidade (LE questão 964).Esse é o resultado da vivência à luz do Espiritismo, da aplicação diária de sua filosofia, que esclarece as virtudes e suas conseqüências, levando o Espírito à plenitude de sua imortalidade (LE questão 964).

8 A filosofia espírita abre à Humanidade um novo roteiro, indicando-lhe os caminhos para o Infinito, revelando-lhe seu verdadeiro papel na Criação.A filosofia espírita abre à Humanidade um novo roteiro, indicando-lhe os caminhos para o Infinito, revelando-lhe seu verdadeiro papel na Criação. Desempenhando um papel de eterna construção, tanto encarnado como quando desencarnado, o ser humano já não marcha às cegas. Sabe de onde vem e para onde vai e porque existe.Desempenhando um papel de eterna construção, tanto encarnado como quando desencarnado, o ser humano já não marcha às cegas. Sabe de onde vem e para onde vai e porque existe. O futuro se lhe apresenta sem os preconceitos da ignorância e da superstição. Não se constitui numa esperança, mas numa verdade palpável, tão concreta para ele como o dia e a noite se sucedendo no transcorrer dos dias.O futuro se lhe apresenta sem os preconceitos da ignorância e da superstição. Não se constitui numa esperança, mas numa verdade palpável, tão concreta para ele como o dia e a noite se sucedendo no transcorrer dos dias.

9 O ser humano sabe então que não está limitado a uma existência efêmera, que a vida do espírito não é interrompida pela morte; que já viveu, que tornará a viver, e que tudo quanto aprender e evoluir, em conhecimento e em moralidade, lhe servirá na vida futura.O ser humano sabe então que não está limitado a uma existência efêmera, que a vida do espírito não é interrompida pela morte; que já viveu, que tornará a viver, e que tudo quanto aprender e evoluir, em conhecimento e em moralidade, lhe servirá na vida futura. Nas existências passadas, encontra a razão do que é hoje, e sabe que o amanhã será determinado pelo que aprender, fizer e plantar na existência atual.Nas existências passadas, encontra a razão do que é hoje, e sabe que o amanhã será determinado pelo que aprender, fizer e plantar na existência atual.

10 Como evoluirá a sociedade, como esta alcançará sua redenção? A resposta está na questão 1019 de O Livro dos Espíritos:Como evoluirá a sociedade, como esta alcançará sua redenção? A resposta está na questão 1019 de O Livro dos Espíritos: –O bem reinará na Terra quando entre os Espíritos que a vem habitar os bons superarem os maus. Então eles farão reinar o amor e a justiça, que são a fonte do bem e da felicidade. É pelo progresso moral e pela prática das leis de Deus que o homem atrairá para a Terra os bons Espíritos e afastará os maus. Mas os maus só a deixarão quando o homem tenha banido daqui o orgulho e o egoísmo. O homem de bem construirá a felicidade aqui na terra, vivendo dentro dos princípios do amor e da justiça,aplicado o princípio de direitos e deveres iguais para todos. Para isso, necessita progredir moralmente e praticar o bem, o amor e a caridade. Que melhor filosofia do que esta?O homem de bem construirá a felicidade aqui na terra, vivendo dentro dos princípios do amor e da justiça,aplicado o princípio de direitos e deveres iguais para todos. Para isso, necessita progredir moralmente e praticar o bem, o amor e a caridade. Que melhor filosofia do que esta?

11 A Filosofia Espírita foi consolidada na publicação de "O Livro dos Espíritos.A Filosofia Espírita foi consolidada na publicação de "O Livro dos Espíritos. Nele estão definidos os postulados da nova doutrina, que é filosófica, com base científica e cunho moral.Nele estão definidos os postulados da nova doutrina, que é filosófica, com base científica e cunho moral. Abrem-se horizontes infinitos para a a sociedade com essa obra, que apresenta revelações e conhecimentos de caráter transcendente para toda a Humanidade. Abrem-se horizontes infinitos para a a sociedade com essa obra, que apresenta revelações e conhecimentos de caráter transcendente para toda a Humanidade. Síntese filosófica dos ensinos dos Espíritos, essa obra estava destinada a renovar a Fé, não a destrui-la, oferecendo solução aos problemas do Ser.Síntese filosófica dos ensinos dos Espíritos, essa obra estava destinada a renovar a Fé, não a destrui-la, oferecendo solução aos problemas do Ser. Os principais pontos abordados são:Os principais pontos abordados são:

12 –Deus é a inteligência suprema e causa primária de todas as coisas. É eterno, imutável, imaterial, único, onipotente, soberanamente justo e bom. –O Universo é criação de Deus. Abrange todos os seres racionais e irracionais, animados e inanimados, materiais e imateriais. –Além do mundo corporal, habitação dos Espíritos encarnados (homens), existe o mundo espiritual, habitação dos Espíritos desencarnados. –No Universo há outros mundos habitados, com seres de diferentes graus de evolução: iguais, mais evoluídos e menos evoluídos que os homens

13 –Todas as leis da Natureza são leis divinas, pois que Deus é seu autor. Abrangem tanto as leis físicas como as leis morais. –O homem é um Espírito encarnado em um corpo material. O perispírito é o corpo semimaterial que une o Espírito ao corpo material. –Os Espíritos são seres inteligentes da criação. Constituem o mundo dos Espíritos, que preexistem e sobrevive a tudo. –Os Espíritos são criados simples e ignorantes. Evoluem, intelectual e moralmente, passando de uma ordem inferior para outra mais elevada, até a perfeição, onde gozam de inalterável felicidade.

14 –Os Espíritos preservam sua individualidade, antes, durante e depois de cada encarnação. –Os Espíritos reencarnam tantas vezes quantas forem necessárias ao seu próprio aprimoramento. –Os Espíritos evoluem sempre. Em suas múltiplas existências corpóreas podem estacionar, mas nunca regridem. A rapidez do seu progresso, intelectual e moral, depende dos esforços que faça para chegar à perfeição.

15 –Os Espíritos pertencem a diferentes ordens, conforme o grau de perfeição a que tenham alcançado: Espíritos puros, que atingiram a perfeição máxima; Bons Espíritos, nos quais o desejo do bem é o que predomina; Espíritos Imperfeitos, caracterizados pela ignorância, pelo desejo do mal e pelas paixões inferiores. –As relações dos Espíritos com os homens são constantes, e sempre existiram. Os bons Espíritos nos atraem para o bem, nos sustentam nas provas da vida e nos ajudam a suportá-las com coragem e resignação. Os imperfeitos nos impelem para o mal.

16 –Jesus é o guia e modelo para toda a humanidade. E a Doutrina que ensinou e exemplificou é a expressão mais pura da Lei de Deus. –A moral do Cristo, contida no Evangelho, é o roteiro para a evolução segura de todos os homens, e a sua prática é a solução para todos os problemas humanos e o objetivo a ser atingido pela humanidade. –O homem tem o livre-arbítrio para agir, mas responde pelas conseqüências de suas ações. –A vida futura reserva aos homens penas e gozos compatíveis com o procedimento de respeito ou não à Lei Divina ou Natural.

17 –A prece é um ato de adoração a Deus. Está na lei natural, e é o resultado de um sentimento inato do homem, assim como é inata a idéia da existência do Criador. –A prece torna melhor o homem. Aquele que ora com fervor e confiança se faz mais forte contra as tentações do mal e Deus lhe envia bons Espíritos para assisti-lo. É este um socorro que jamais se lhe recusa, quando pedido com sinceridade.

18 Bibliografia e Fontes de Consulta INCONTRI, D. A Educação Segundo o EspiritismoINCONTRI, D. A Educação Segundo o Espiritismo KARDEC, Allan. O Livro dos espíritosKARDEC, Allan. O Livro dos espíritos O ESPÍRITA. ESPÍRITA. PIRES, J. H. Curso Dinâmico de EspiritismoPIRES, J. H. Curso Dinâmico de Espiritismo SOUZA, J.B. Tempo de TransiçãoSOUZA, J.B. Tempo de Transiçãowww.parchen.cjb.net

19 Roteiro de Palestra preparado por Carlos A. P. Parchen Apresentado no C. E. Anjo da Guarda - Itajaí - SC em 28/10/00


Carregar ppt "O PERFIL DA FILOSOFIA ESPÍRITA E A EVOLUÇÃO SOCIETÁRIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google