A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ILUMINISMO Violenta crítica ao Antigo Regime, fruto do surgimento do novo mundo capitalista e burguês. Antigo Regime: denominação dada pelos iluministas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ILUMINISMO Violenta crítica ao Antigo Regime, fruto do surgimento do novo mundo capitalista e burguês. Antigo Regime: denominação dada pelos iluministas."— Transcrição da apresentação:

1 ILUMINISMO Violenta crítica ao Antigo Regime, fruto do surgimento do novo mundo capitalista e burguês. Antigo Regime: denominação dada pelos iluministas à Europa na Idade Moderna (Absolutismo, Mercantilismo, Sociedade Estamental, domínio ideológico da Igreja).

2 ORIGENS DO PENSAMENTO ILUMINISTA Século XVIII = Século das Luzes. Visão racionalista de mundo. Afirmação da hegemonia social burguesa. Renascimento (tendência humanista e racional) / bloqueada pela Contra-Reforma / Século XVII – atitude científica retomada (ciência moderna: observação / registro / experimentação) Concepções políticas de John Locke (racionalismo na política ao analisar a Revolução Gloriosa) – pensamento liberal.

3 ELEMENTOS BÁSICOS DO ILUMINISMO Racionalismo (razão = única guia para conhecimento) Liberdade política Concepção liberal # conceito de cidadania. Liberdade econômica (x intervencionismo) Igualdade = negação dos privilégios da nobreza Caráter anti-clerical

4 FILÓSOFOS ILUMINISTAS Formulações políticas e sociais que expressavam posturas essencialmente burguesas (responsáveis pelo progresso social e material da Humanidade) Montesquieu (O Espírito da Leis): com base nas idéias de John Loke defendeu a soberania do povo e a tripartição de poderes Voltaire: crítico sarcástico do absolutismo e da intolerância religiosa / anti-clerical e x privilégios do Antigo regime / modelo educacional que privilegiava a ciência e a razão. Diderot e DAlembert: organização da Enciclopédia (síntese do pensamento iluminista)

5 O VOTO NO ILUMINISMO Direitos políticos = privilégios de uma minoria empreendedora e detentora de riqueza. Voltaire e Montesquieu: poder exercido pelos setores produtivos, detentores do capital. Rousseau: visão mais popular e democrática / bondade natural do homem / propriedade é origem da desigualdade / soberania = vontade da Maioria / voto universal.

6 LIBERALISMO ECONÔMICO Luta contra intervenção do Estado na economia Propunha o fim do mercantilismo e pregava a plena liberdade econômica. Escola Fisiocrata (francesa): economia submetida apenas a leis naturais / terra/agricultura = única fonte de riqueza (Quesnay, Turgot e Gournay – Laissez faire, laissez passez) Escola Clássica (inglesa) – Adam Smith – trabalho = fonte de riquezas

7 DESPOTISMO ESCLARECIDO Vários soberanos europeus, no século XVIII, fizeram reformas que se baseavam nos princípios iluministas sem abrir mão de seu poder absoluto. Manutenção dos privilégios da nobreza, aumento da eficiência da administração pública e do poder da nação.

8 DÉSPOTAS ESCLARECIDOS Frederico II da Prússia: deu liberdade de culto / ensino básico obrigatório / fim da tortura / modernização administrativa. Catarina II da Rússia: atraiu filósofos / reformas de efeito cosmético. José II da Áustria: aboliu a servidão / igualdade jurídica e tributária à população. Conde de Aranda – Espanha: manufaturas de luxo / dinamizou a administração. Pombal – Portugal: crescimento manufatureiro / clero e nobreza submetidos ao rei / modernização administrativa.


Carregar ppt "ILUMINISMO Violenta crítica ao Antigo Regime, fruto do surgimento do novo mundo capitalista e burguês. Antigo Regime: denominação dada pelos iluministas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google