A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto 2009 1.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto 2009 1."— Transcrição da apresentação:

1 FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto

2 2 Seres intermediários entre Deus e os homens Classificados de acordo com uma hierarquia Primeira: têm contato direto com Deus, supervisionam todos os demais anjos Segunda: dirigem os planos de Deus, comandam os anjos de 2ª categoria e vigiam a Humanidade. Terceira: executores das ordenações divinas, vigiam os indivíduos Kardec, Alan. O céu é o inferno. Cap. VIII.

3 FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto Primeira Categoria Serafins: contato direto com Deus: velar, louvar, adorar Querubins: sábios, matem a ordem no Universo e na Terra. Tronos:inspiram os santos e emissários Segunda Categoria Dominações: ministros de Deus, fazem cumprir a sua vontade na Humanidade. Potestades: Indicam quais ações de Deus são cumpridas e como. Virtudes: governam reino mineral orientam pessoas a adquirirem virtudes Terceira Categoria Principados: protetores de comunidades, líderes e do reino vegetal Arcanjos: lideres dos anjos, executores de missões especiais. Anjos: guardiões de pessoas, responsáveis pela sua melhoria espiritual Kardec, Alan. O céu é o inferno. Cap. VIII.

4 FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto Os anjos são seres privilegiados e superiores, criação independente da Humanidade (a 4.ª?), dotados de todas virtudes e saberes A hierarquia dos anjos faz conflito com a época de criação da Terra. Que faziam antes? Foram criados para dirigirem o Universo e os seres A alma é criada ligada ao corpo os anjos seres espirituais Anjos não aprendem nem evoluem, criados com cota diferenciada de perfeição A alma também não aprende nem evolue: infeliz quem não nasceu com saber e bondade Os anjos mais elevados vivem prostrados perante Deus A criação dos anjos, sua hierarquia e trabalhos indicam visão materialista e antropomórfica de Deus, limitada à Terra Um Deus seletivo, tanto na criação dos seres como na destinação deles, concedendo ou tirando privilégios Um Deus vaidoso e autoritário que aprova a bajulação e adoração eternas Kardec, Alan. O céu é o inferno. Cap. VIII.

5 FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto Há na criação seres evoluídos, em inteligência e em moralidade Progrediram por esforço próprio, ao longo das reencarnações, pois foram criados simples e ignorantes Progridem, mais ou menos rápido pelo correto uso do livre arbítrio, do esforço e do sacrifício Fonte: Kardec, Alan. O céu é o inferno. Cap. VIII.

6 FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto Deus não revela preferências, mas concede a todos oportunidades de progresso pela vivência de suas leis. Os Espíritos nas primeiras fases da existência podem errar mais, porque lhes faltam conhecimento, moralidade e discernimento. Evoluem continuamente, nos dois planos da vida até chegaram ao estado de Espírito puro ou anjo Fonte: Kardec, Alan. O céu é o inferno. Cap. VIII.

7 FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto Espíritos puros ou anjos são, pois, as almas dos homens chegados ao grau de perfeição que a criatura comporta, gozando, em sua plenitude, da felicidade prometida. Antes, porém, de atingir o grau supremo, desfrutam de uma felicidade relativa ao seu adiantamento, felicidade que consiste, não na ociosidade, mas nas funções que apraz a Deus confiar-lhes, e por cujo desempenho se sentem felizes, visto que tais ocupações representam para eles um meio de progresso. Fonte: Kardec, Alan. O céu é o inferno. Cap. VIII.

8 FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto Os anjos percorreram todos os graus da escala [...] uns aceitaram sua missão sem murmurar e chegaram mais depressa; outros gastaram um tempo mais ou menos longo para chegar à perfeição Fonte: Kardec, Alan. O livro dos Espíritos, questão 129.

9 FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto Anjo da guarda: é um Espírito protetor pertencente a ordem elevada (LE, questão 490) Espírito protetor: é um irmão espiritual, chamado bom Espírito/ bom Gênio (LE, questão 489) Espírito familiar:´é um amigo da casa, da família consanguínea ou não. Nem sempre são evoluídos (LE, questão 514) Espírito simpático: sentem atraídos para nós por afeições particulares, e por certa semelhança de gostos e sentimentos, tanto para o bem quanto para o mal. (LE, questão 514)

10 FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto FOLCLORE MITOLOGIA RELIGIÃO

11 FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto Excessiva preocupação com a satisfação das necessidades materiais Maior sensibilidade ao mal que ao bem – o temor suplanta o reconhecimento Não reconhecimento de que o mal também deriva de um poder benéfico Entendimento de duplo princípio – bem e mal: – Oromase e Arimane entre os persas – Jeová e Satã entre os hebreus Fonte: Kardec, Alan. O céu é o inferno. Cap. IX.

12 FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto Fonte: Na antiguidade No período medieval No período moderno No período contemporâneo Do ponto de vista científico No Cristianismo No Espiritismo

13 FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto Deus é único, eterno, imutável, imaterial, onipotente, soberamente justo e bom, infinito em todas as perfeições. Se se tirasse a menor parcela de um só dos seus atributos, não haveria mais Deus, por isso que poderia coexistir um ser mais perfeito. Fonte: Kardec, Alan. O céu é o inferno. Cap. IX e VI.

14 FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto Satanás, o chefe ou o rei dos demônios, não é segundo a Igreja, uma personificação alegórica do mal, mas uma entidade real, praticando exclusivamente o mal, enquanto que Deus pratica exclusivamente o bem. Fonte: Kardec, Alan. O céu é o inferno. Cap. IX.

15 FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto Há somente a criação de seres inteligentes – nem anjos, nem demônios são entidades distintas. (...) resulta que há espíritos em todos os graus de adiantamento, moral e intelectual, conforme a posição em que se acham, na imensa escala do progresso (...) (...) Em todos os graus existe, portanto, ignorância e saber, bondade e maldade. Nas classes inferiores destacam-se Espíritos ainda profundamente propensos ao mal e comprazendo-se com o mal. A estes pode-se denominar demônios, pois são capazes de todos os malefícios aos ditos atribuídos. (...) (...) são espíritos imperfeitos, suscetíveis de regeneração e que, colocados na base da escala, hão de nela graduar-se (...) Fonte: Kardec, Alan. O céu é o inferno. Cap. IX.

16 FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto (...) a palavra demônio não implica a idéia de Espírito mau, senão na sua acepção moderna, porquanto o termo daimon, donde ela derivou, significa gênio, inteligência e se aplicava aos seres incorpóreos, bons ou maus, indistintivamente (...) Kardec, Alan. O livro dos espíritos. (...) os demônios são simplesmente as almas dos maus, ainda não purificadas, mas que podem, como as outras, ascender ao mais alto cume da perfeição (...) Kardec, Alan. O livro dos médiuns. (...) os demônios são almas atrasadas, ainda prenhes dos vícios da humanidade (...) Kardec, Alan. Obras póstumas.

17 FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto

18 FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto

19 FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto O animal caminha para a condição do homem, tanto quanto o homem evolui no encalço do anjo. No reino animal, a consciência, [...] movimenta-se em todos os tons do instinto no rumo da inteligência objetivando a conquista da razão, sublimada pelo discernimento. E, no reino angélico, essa mesma consciência [...] segue, vitoriosa, para a perfeita santificação, comungando a glória do Pai Celestial. Para o homem, o anjo é o gênio que representa a Providência Divina e para o animal, o homem é a força que representa a Divina Bondade Auxilia aos que te seguem [...] e guarda [...] a certeza de que receberás o concurso daqueles que te antecederam no acesso às culminâncias da Vida Maior. Emmanuel XAVIER, Francisco Cândido Semeador em tempos novos.Pelo Espírito Emmanuel. Editora GEEM

20 FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto

21 FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto Os diabos são: o egoísmo, a impureza, o orgulho, a avareza, os ódios, as hipocrisias, as paixões e os sentimentos que revoluteiam dentro do círculo da liberdade humana. AMIGÓ Y PELLIC ER, José. Roma e o Evangelho: estudo filosófico-religiosos e teórico-práticos. P.2 p as igrejas dogmáticas da Crosta Terrena possuem erradas noções acerca do diabo, mas, inegavelmente, os diabos existem. Somos nós mesmos, quando, desviados dos divinos desígnios, pervertemos o coração e a inteligência, na satisfação de criminosos caprichos... XAVIER, Francisco Cândido. Obreiros da Vida Eterna. Ditado pelo Espírito André Luiz. Cap.15, p.232


Carregar ppt "FEB - Supervisão Doutrinária e Pedagógica - Equipe EADE- 1º agosto 2009 1."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google