A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Escola Secundária/ 3 de Santa Comba Dão Filosofia CETICISMO E DOGMATISMO 2009/2010.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Escola Secundária/ 3 de Santa Comba Dão Filosofia CETICISMO E DOGMATISMO 2009/2010."— Transcrição da apresentação:

1 Escola Secundária/ 3 de Santa Comba Dão Filosofia CETICISMO E DOGMATISMO 2009/2010

2 DOGMATISMO

3 O dogmatismo corresponde à posição natural do espírito humano, a qual assenta indiretamente nos seguintes motivos: 1º - A realidade existe. 2º - O homem pode conhecer a realidade. 3º - Não há limites para as capacidades cognoscitivas do sujeito.

4 Dogmatismo é um termo usado pela filosofia e pela religião. Ou seja, dogmatismo é toda doutrina que afirma a capacidade do homem de atingir a verdade absoluta e indiscutível. Na religião, corresponde ao conjunto de dogmas e na filosofia é o pensamento contrário à corrente do ceticismo que contesta a possibilidade de conhecimento total da verdade. O dogmatismo é a atitude natural do homem face ao mundo onde a noção de um objeto o leva a crer na existência do mesmo, sem duvidar. O dogmatismo corresponde à atitude de todo aquele que crê que o homem tem meios para atingir a verdade não se confrontando com a dúvida e não problematizando o conhecimento.

5 RENÉ DESCARTES: defensor do dogmatismo. René Descartes foi um filósofo e cientista francês que viveu no século XVII. Descarte nasceu em 1596, em La Haye, França, e faleceu em 1650, em Estocolmo, Suécia. A sua obra é considerada um dos principais responsáveis pela denominada revolução científica moderna. Formou-se em Direito, porém nunca exerceu a profissão. Escreveu a sua obra filosófica mais importante, as Meditações Metafísicas, onde consta o famoso lema cogito, ergo sum traduzido como Penso, logo existo. Mantinha correspondência com a rainha Cristina da Suécia, considerada sua discípula, que insistentemente o convidou a transferir-se para sua corte, até que em 1649 ele aceitou. No entanto o frio sueco, quase polar, foi-lhe demasiado agressivo, vindo-lhe a causar pneumonia e o falecimento em poucos dias.

6 CETICISMO

7 O ceticismo é um corrente de pensamento filosófico que defende a ideia da impossibilidade do conhecimento de qualquer verdade. Criado na Grécia Antiga por Pirro de Élis (filósofo grego). Os céticos, defendem que todo conhecimento é relativo, pois depende da realidade da pessoa que o possui e das condições do objeto que está a ser analisado. Os defensores do ceticismo acreditam ser impossível estabelecer o que é real e irreal ou correto e incorreto. Logo, os céticos defendem a ideia de assumir uma postura de neutralidade em todas as questões, não fazendo julgamentos. Assim, o cético defende a indiferença total.

8 Pirro de Elis ( a.C.) é considerado o fundador do ceticismo. Segundo ele, não podemos ter posições definitivas sobre determinado assunto, pois mesmo pessoas muito sábias podem ter posições absolutamente opostas sobre um mesmo tema e ótimos argumentos para fundamentar suas posições. Neste caso, Pirro aconselha-nos a suspensão do juízo e a mantermos a nossa mente tranquila (ataraxia ). PIRRO DE ELIS : Defensor do Ceticismo

9 Trabalho realizado por : Débora Prata, nº7. Inês Antunes, nº Rita Costa, nº18. Vera Ascenso, nº23. 11ºC


Carregar ppt "Escola Secundária/ 3 de Santa Comba Dão Filosofia CETICISMO E DOGMATISMO 2009/2010."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google