A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Proclamação da República em 15 de novembro de 1889. Presidente Marechal Deodoro da Fonseca Vice-presidente Marechal Floriano Peixoto.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Proclamação da República em 15 de novembro de 1889. Presidente Marechal Deodoro da Fonseca Vice-presidente Marechal Floriano Peixoto."— Transcrição da apresentação:

1

2 Proclamação da República em 15 de novembro de Presidente Marechal Deodoro da Fonseca Vice-presidente Marechal Floriano Peixoto

3 Primeira Constituição republicana foi promulgada em Brasil, república federativa formada por estados com autonomia para eleger seus governantes. Regime presidencialista, eleição direta para presidente e vice-presidente.

4 Independência dos três poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário. Separação entre Estado e Igreja. Direito à liberdade religiosa. Casamento civil e liberdade e igualdade de todos os cidadãos perante a lei.

5 Direito de voto: Homens, maiores de 21 anos e alfabetizados. Excluídos: Mulheres, soldados e membros de ordens religiosas.

6 A concentração de poder nas mãos do presidente, provocou descontentamentos nos estados e no Congresso. 1891: Marechal Deodoro da Fonseca renunciou e o vice-presidente Marechal Floriano Peixoto assumiu o poder. 1894: Acontecem eleições presidenciais e Prudente Morais vence (representante dos grandes fazendeiros).

7 A base da economia era a produção agrícola. Produtos destinados ao mercado externo: borracha, cacau, açúcar e sobretudo o café. Com o objetivo de diversificar a economia o governo procurou criar uma política de estímulo à industrialização.

8 Geração de uma crise econômica: empresas faliram, gerando desemprego, crise econômica e aumento da dívida externa.

9 Dominação política exercida por grandes proprietários controlavam o poder político nos dois estados mais poderosos do país, São Paulo e Minas Gerais. Por meio desse pacto político os dois estados se alternavam no poder, sendo um acordo firmado entre o governo central e os governantes dos vários estados.

10 Prática exercida pelos coronéis que em troca de favores dos governos federal e estadual, controlavam as eleições locais. Pressionavam os trabalhadores de sua fazenda a votar no candidato indicado por ele. Contratavam capangas para vigiar os eleitores nos locais de votação.

11 Utilizavam de violência nas fraudes e na compra de votos. Em troca os governantes eleitos não interferiam nas questões locais. Os coronéis controlavam a mão de obra e exerciam poder sobre os pequenos proprietários e os trabalhadores sem terra.

12 Nesse acordo os governadores se comprometiam a comprar dos fazendeiros a parte excedente do café produzido. Estocavam as sacas de café. Esse acordo beneficiava os fazendeiros, em detrimento de outros segmentos da sociedade.

13 Conflito entre sertanejos no interior da Bahia liderados por Antônio Vicente Mendes Maciel (Antônio Conselheiro). Antônio Conselheiro fundou um arraial em que os sertanejos deveriam seguir as regras da vida comunitária e as práticas religiosas determinadas por ele.

14 Canudos chegou a reunir 8 mil sertanejos e o poder exercido por Antônio Conselheiro despertou a fúria dos coronéis da região. Os sertanejos entraram em conflito inúmeras vezes com as tropas do governo. Em 1897 Canudos foi arrasado pelas tropas republicanas.

15 Conflito que envolvia conteúdo religioso e reivindicação social. 1912: revolta que envolvia uma disputa por uma área pelos governos de Santa Catarina e Paraná. O conflito envolveu posseiros que foram expulsos de suas terras e líderes religiosos.

16 Trabalhadores que não tinham mais emprego depois do fim da construção da estrada de ferro (São Paulo e Rio Grande do Sul). Durante quatro anos os rebeldes enfrentaram ataques das tropas do exército federal e do governo do Paraná e Santa Catarina, mas foram derrotados em 1916.

17 Toledo, Eliete; Dreguer, Ricardo. História. Editora: Atual. São Paulo, Projeto Araribá - História. Editora: Moderna. São Paulo, Campos, Flavio de; Miranda, Renan Garcia. A Escrita da História. Editora: Escala Educacional. São Paulo, Cotrim, Gilberto. História global e geral. Editora: Saraiva. São Paulo, 2007.


Carregar ppt "Proclamação da República em 15 de novembro de 1889. Presidente Marechal Deodoro da Fonseca Vice-presidente Marechal Floriano Peixoto."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google