A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Assistência de Enfermagem na Saúde Sexual e Reprodutiva PLANEJAMENTO FAMILIAR Profª Dera Bastos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Assistência de Enfermagem na Saúde Sexual e Reprodutiva PLANEJAMENTO FAMILIAR Profª Dera Bastos."— Transcrição da apresentação:

1 Assistência de Enfermagem na Saúde Sexual e Reprodutiva PLANEJAMENTO FAMILIAR Profª Dera Bastos

2 Ministério da Saúde Planejamento Familiar LEI Nº , DE 12 DE JANEIRO DE 1996 Regula o § 7º do art. 226 da Constituição Federal, que trata do planejamento familiar, estabelece penalidades e dá outras providências Art. 2º Para fins desta Lei, entende-se planejamento familiar como o conjunto de ações de regulação da fecundidade que garanta direitos iguais de constituição, limitação ou aumento da prole pela mulher, pelo homem ou pelo casal. Art. 3º O planejamento familiar é parte integrante do conjunto de ações de atenção à mulher, ao homem ou ao casal, dentro de uma visão de atendimento global e integral à saúde.

3 Art. 3º Parágrafo Único. As instâncias gestoras do Sistema Único de Saúde, em todos os seus níveis, na prestação das ações previstas no caput, obrigam-se a garantir, em toda a sua rede de serviços, no que respeita a atenção à mulher, ao homem ou ao casal, programa de atenção integral à saúde, em todos os seus ciclos vitais, que inclua, como atividades básicas entre outras: I - assistência à concepção e contracepção; II - o atendimento pré-natal; III - a assistência ao parto, ao puerpério e ao neonato; IV - o controle das doenças sexualmente transmissíveis; V - o controle e prevenção do câncer cérvico-uterino, do câncer de mama e do câncer de pênis.

4 Art. 4º O planejamento familiar orienta-se por ações preventivas e educativas e pela garantia de acesso igualitário a informações, meios, métodos e técnicas disponíveis para a regulação da fecundidade. Parágrafo Único. O Sistema Único de Saúde promoverá o treinamento de recursos humanos, com ênfase na capacitação do pessoal técnico, visando a promoção de ações de atendimento à saúde reprodutiva. Art. 12º É vedada a indução ou instigamento individual ou coletivo à prática da esterilização cirúrgica. Art. 13º É vedada a exigência de atestado de esterilização ou de teste de gravidez para quaisquer fins.

5 1. Método De Amenorréia por Lactação (LAM) Utiliza a infertilidade temporária que ocorre durante a amamentação. Utiliza a infertilidade temporária que ocorre durante a amamentação. Mecanismo de Ação Suprime a ovulação

6 Características do Método * Eficaz (taxa de gravidez 2-3% nos primeiros 6 meses de pós-parto) *Fácil de usar *Eficaz imediatamente *Reduz sangramento pós- parto *Sem efeitos físicos colaterais *Depende da usuária *Proteção a curto prazo *Sem proteção contra ITG e outras DST (HIV, HBV, AIDS) *Amamentação plena pode ser difícil para algumas mulheres.

7 Como Funciona? Sua menstruação já voltou? Não Está fornecendo alimentação suplementar ou permitindo que passem períodos longos sem amamentação, Durante o dia e a noite? Está fornecendo alimentação suplementar ou permitindo que passem períodos longos sem amamentação, Durante o dia e a noite? NÃO Seu bebê está com mais de seis meses? NÃO Existe somente uma chance de 1-2% de gravidez nesta ocasião Existe somente uma chance de 1-2% de gravidez nesta ocasião Fonte: Institute for Reproductive Health 1994.

8 Sua menstruação já voltou? SIM Está fornecendo alimentação suplementar ou permitindo que passem períodos longos sem amamentação, Durante o dia e a noite? Está fornecendo alimentação suplementar ou permitindo que passem períodos longos sem amamentação, Durante o dia e a noite? SIM Seu bebê está com mais de seis meses? SIM A chance de gravidez é maior.Avise a mãe para começar usar um método complementar de PF

9 2.Métodos Hormonais Altamente eficazes Altamente eficazes Não interferem nas relações sexuais Confiáveis Reduzem fluxo menstrual Reduzem cólicas e a Síndrome pré- menstrual Podem melhorar anemia Dependem da usuária (requer motivação) Não protegem contra DST Podem ser fornecidos por pessoal treinado, não necessariamente médico Principais Características

10 Mecanismo de Ação 1. Suprimem a ovulação 2.Espessamento do muco cervical 3.Alterações no endométrio, tornando a implantação menos provável 1. Suprimem a ovulação 2.Espessamento do muco cervical 3.Alterações no endométrio, tornando a implantação menos provável

11 Quem não deve usar Mulheres: Grávidas (confirmada ou suspeita) Com doença ativa do fígado Com sangramento vaginal não diagnosticado Fumante acima de 35 anos (combinadas) Que amamentam, durante os primeiros 6 meses pós- parto (combinadas) Com antecedentes de doença coronária, acidente vascular cerebral ou pressão alta (>160/100) (combinadas) Mulheres: Grávidas (confirmada ou suspeita) Com doença ativa do fígado Com sangramento vaginal não diagnosticado Fumante acima de 35 anos (combinadas) Que amamentam, durante os primeiros 6 meses pós- parto (combinadas) Com antecedentes de doença coronária, acidente vascular cerebral ou pressão alta (>160/100) (combinadas)

12 Com antecedentes de problemas de coagulação sanguínea ou diabetes (> 20 anos) Com antecedentes de problemas de coagulação sanguínea ou diabetes (> 20 anos) Com Câncer de Mama Com Câncer de Mama Com hipertensão severa Com hipertensão severa Que irão se submeter a cirurgia de médio e grande porte (interromper 30 dias antes) Que irão se submeter a cirurgia de médio e grande porte (interromper 30 dias antes) Em uso de Rifampicina, grigeofulvinia e anticonvulsivantes (fenitoína, carbamazepínia, barbiturados e primadona) Em uso de Rifampicina, grigeofulvinia e anticonvulsivantes (fenitoína, carbamazepínia, barbiturados e primadona) Cefaléia com sintomas neurológicos focais Cefaléia com sintomas neurológicos focais

13 Orais Combinadas - Pílulas Exclusivamente de Progestágeno (PEP) - Mini-pílula) Injetáveis Combinadas Exclusivamente de Progestágeno (AMD-D) * 25mgr de acetato de medroxiprogesterona e 5mgr de cipionato de estradiol (Cyclofem) * 150mgr de acetofenido de dihidroxi-progesterona e 10mgr de enantato de estradiol (Perlutan, Unociclo) * 50mgr de enantato de noretisterona e 5mgr de valerato de estradiol (Mesigyna)

14 Quando devem ser iniciadas:

15 Em caso de esquecimento da pílula: Se esquecer de tomar uma pílula, tome-a assim que se lembrar; a seguinte deve ser tomada no horário habitual mesmo que isso signifique tomar duas pílulas em um dia; Se esquecer de tomar uma pílula, tome-a assim que se lembrar; a seguinte deve ser tomada no horário habitual mesmo que isso signifique tomar duas pílulas em um dia; Se esquecer de tomar a pílula em 2 dias seguidos, ela poderá continuar a usar a pílula porém deverá usar condom ou abstinência sexual durante 7 dias; Se esquecer de tomar a pílula em 2 dias seguidos, ela poderá continuar a usar a pílula porém deverá usar condom ou abstinência sexual durante 7 dias; Se o esquecimento for de muitos dias, interrompa o uso, utilize um método de barreira e reinicie uma nova cartela no início da menstruação; Se o esquecimento for de muitos dias, interrompa o uso, utilize um método de barreira e reinicie uma nova cartela no início da menstruação; Se vomitar dentro de 30 minutos após tomar a pílula, tome outra ou use um método adicional se tiver relação sexual durante as primeiras 48 horas. Se vomitar dentro de 30 minutos após tomar a pílula, tome outra ou use um método adicional se tiver relação sexual durante as primeiras 48 horas.

16 3. ANTICONCEPÇÃO DE EMERGÊNCIA Indicações: Estupro Estupro Falha presumível do método Falha presumível do método Método utilizado incorretamente Método utilizado incorretamente Qualquer relação desprotegida Qualquer relação desprotegida

17 CARACTERÍSTICAS DAS PÍLULAS DE ANTICONCEPÇÃO DE EMERGÊNCIA Seguras e efetivas Disponíveis Fáceis de usar Não é necessário exame prévio Podem ser usadas sem receita Devem ser usadas dentro de 72 hs. Podem ser usadas em qualquer dia do ciclo Não deve ser usado como método regular Não protegem contra DST/AIDS

18 MÉTODO DE YUZPE 1. Neovlar ou Evanor (4 comp no total) 2 doses (2 comp com intervalo de 12 horas) 2. Microvlar ou Nordette (8 comp no total) 2 doses (4 comp com intervalo de 12 horas)

19 ANTICONCEPÇÃO DE EMERGÊNCIA LEVONORGESTREL Dose total : 1,5 mg (2 comp) Dose total : 1,5 mg (2 comp) 1 comp de 0,75 mg a cada 12 horas 1 comp de 0,75 mg a cada 12 horas

20 EFICÁCIA DA ANTICONCEPÇÃO DE EMERGÊNCIA Fonte: WHO, Lancet, 1998;352:428-33

21 POSSÍVEIS EFEITOS COLATERAIS DAS PÍLULAS DE ANTICONCEPÇÃO DE EMERGÊNCIA Geralmente nas primeiras 24 hs: Geralmente nas primeiras 24 hs: Náuseas Náuseas Vômitos Vômitos Cefaléia Cefaléia Desconforto mamário Desconforto mamário

22 MECANISMOS DE AÇÃO DAS PÍLULAS DE EMERGÊNCIA NÃO SÃO ABORTIVAS NÃO SÃO ABORTIVAS INTERROMPEM A OVULAÇÃO INTERROMPEM A OVULAÇÃO

23 4. 4. Anticoncepção Cirúrgica Voluntária Art. 4º De acordo com o disposto no Artigo 10 da Lei 9.263, de 12 de janeiro de 1996, que regula o parágrafo 7º da Constituição Federal, que trata do planejamento familiar, estabelece penalidades e dá outras providências; somente é permitida a esterilização voluntária sob as seguintes condições: I - em homens e mulheres com capacidade civil plena e maiores de 25 anos de idade ou, pelo menos com dois filhos vivos, desde que observado o prazo mínimo de sessenta dias entre a manifestação da vontade e o ato cirúrgico, período no qual será propiciado, à pessoa interessada, acesso ao serviço de regulação da fecundidade, incluindo aconselhamento por equipe multidisciplinar, visando a desencorajar a esterilização precoce. II - em caso de risco à vida ou à saúde da mulher ou do futuro concepto, testemunhado em relatório escrito e assinado por dois médicos.

24 Art. 4º III - a esterilização cirúrgica como método contraceptivo somente será executada por laqueadura tubária, vasectomia ou de outro cientificamente aceito, sendo vedada por de histerectomia e ooforectomia. IV - será obrigatório constar no pontuário médico o registro de expressa manifestação da vontade em documento escrito e firmado, após a informação dos riscos da cirurgia, possíveis efeitos colaterais, dificuldade de reversão e opções de contracepção reversíveis existentes. Parágrafo Único - É vedada a esterilização cirúrgica em mulher durante períodos de parto, aborto ou até 42º dia do pós-parto ou aborto, exceto nos casos de comprovada necessidade, por cesarianas sucessivas anteriores, ou quando a mulher for portadora de doença de base e a exposição a segundo ato cirúrgico ou anestésico representar maior risco para sua saúde. Neste caso, a indicação deverá ser testemunhada em relatório escrito e assinado por dois médicos.

25 Tipos Ligadura Tubária Minilaparotomia Laparoscopia Colpotomia Posterior Eletrocoagulação Bipolar Anéis de Silástico (Yon) Vasectomia

26 Características da Ligadura Tubária Altamente efetiva ( gravidez, por 100 mulheres. Imediatamente efetiva. Permanente. Vantajosa para a usuária cuja gravidez é de alto risco. Não apresenta efeitos colaterais de longo prazo. Não interfere na amamentação.

27 Não interfere no ato sexual. Não altera a função sexual (sem efeito na produção de hormônios pelos ovários). De difícil reversibilidade. Pequeno risco de complicações. Necessita de médico/a treinado/a e condições de assepsia. Não protege contra ITG ou outras DST (HBV, HIV/ AIDS).

28 Mecanismo de Ação Através do bloqueio tubário se impede o encontro do óvulo com os espermatozóides

29 Quem não deve submeter-se a ligadura tubária Mulheres: grávidas; que apresentam infeções pélvicas ou sistêmicas agudas (até que sejam resolvidas ou controladas); com problemas clínicos que não podem suportar uma cirurgia; inseguras quanto ao seu futuro reprodutivo; ou que voluntariamente não autorizam o procedimento. Exames pré-operatórios básicos Hb, Ht, Sumário de urina23 Observação -A depender de cada caso, outros exames complementares podem ser solicitados.

30 Vasectomia Mecanismo de Ação Bloqueia ducto deferente, do que resulta na ausência de espermatozóides na ejaculação

31 Características da Vasectomia Cirurgia simples, sob anestesia local. Riscos e efeitos colaterais de uma pequena cirurgia. Altamente efetiva ( índices de gravidez, por 100 mulheres, durante o primeiro ano de uso. Permanente. Não interfere no ato sexual. De difícil reversibilidade. De efetividade retardada (depois de 20 ejaculações e azospermia - ausência de espermatozóide no ejaculado). Exige médico treinado. Não protege contra DST. Não apresenta efeitos colaterais de longo prazo. Não altera a função sexual (não tem efeito na produção de hormônios pelos testículos).

32 Quem não deve submeter-se a Vasectomia Homens: - Inseguros quanto ao seu futuro reprodutivo. - Que voluntariamente não autorizam o procedimento

33 Informações Gerais A vasectomia só oferece proteção contra gravidez depois de 20 ejaculações e comprovada a azospermia. A vasectomia não afeta o desempenho sexual. A vasectomia não oferece proteção DST (hiv/ AIDS). Se um/a dos/as parceiros/as tem comportamento de risco, o usuário deve usar a camisinha mesmo após a vasectomia. Sinais de Alarme para Usuários submetidos à Vasectomia - Sangramento ou fluidos saindo da área de incisão. - Bolsa escrotal com sinais de inflamação - Febre (mais alta que 38ºC)

34 5.Métodos Comportamentais Os métodos comportamentais de planejamento familiar são meios utilizados para possibilitar ou evitar a gravidez, mediante a observação das modificações fisiológicas que ocorrem no organismo feminino, durante o ciclo menstrual

35 Métodos de Abstinência Periódica São aqueles que exigem do casal abster-se das relações sexuais durante o período fértil da mulher. TIPOS: Tabela(Ritmo) Tabela(Ritmo) Temperatura Corporal Basal(TBC) Temperatura Corporal Basal(TBC) Muco cervical (Billings) Muco cervical (Billings) Sintotérmico Sintotérmico

36 Cuidados Especiais Menstruação irregular; Menstruação irregular; Corrimento vaginal persistente; Corrimento vaginal persistente; Amamentando; Amamentando; Cujos parceiros não cooperam (abstinência periódica); Cujos parceiros não cooperam (abstinência periódica);

37 Método da Tabela Calcule seu período fértil assinalando no calendário o 1º dia de cada menstruação. Calcule seu período fértil assinalando no calendário o 1º dia de cada menstruação. Anotar durante seis meses, quantos dias durou cada ciclo menstrual. Anotar durante seis meses, quantos dias durou cada ciclo menstrual.

38 Método de Temperatura Corporal Basal (TBC)

39 Para determinar sua fase fértil: verifique sua temperatura diariamente; Para determinar sua fase fértil: verifique sua temperatura diariamente; A temperatura corporal basal é a temperatura mais baixa que o corpo de uma pessoa sadia atinge durante as horas em que esta em repouso. A temperatura corporal basal é a temperatura mais baixa que o corpo de uma pessoa sadia atinge durante as horas em que esta em repouso.

40 Método do Muco Cervical Você pode determinar a sua fase fértil pelo controle das mudanças que ocorrem no seu muco cervical. Você pode determinar a sua fase fértil pelo controle das mudanças que ocorrem no seu muco cervical.

41 Método Sintotérmico É a combinação do Método do Muco Cervical com o da Temperatura Basal Corporal É a combinação do Método do Muco Cervical com o da Temperatura Basal Corporal

42 Coito Interrompido É uma prática anticonceptiva em que o homem retira o pênis da vagina antes de ejacular. É uma prática anticonceptiva em que o homem retira o pênis da vagina antes de ejacular.

43 6.Métodos de Barreira São os métodos anticonceptivos que colocam obstáculos físicos ou químicos à penetração dos espermatozóides no canal cervical, com a finalidade de impedir a gravidez. São os métodos anticonceptivos que colocam obstáculos físicos ou químicos à penetração dos espermatozóides no canal cervical, com a finalidade de impedir a gravidez. A camisinha A camisinha o diafragma o diafragma os espermaticidas. os espermaticidas.

44 Camisinha feminina e masculina Consiste em um envoltório de plástico fino e macio, que é colocada dentro da vagina antes de cada relação sexual. Consiste em um envoltório de plástico fino e macio, que é colocada dentro da vagina antes de cada relação sexual. Consiste em um envoltório de látex que recobre o pênis durante o ato sexual e retém o esperma quando ocorre a ejaculação, fornece proteção contra DSTs. Consiste em um envoltório de látex que recobre o pênis durante o ato sexual e retém o esperma quando ocorre a ejaculação, fornece proteção contra DSTs.

45 Diafragma É um artefato de borracha/látex em forma de cúpula, fixada a um anel flexível, que é inserido na vagina antes da relação sexual. Impede que os espermatozóides de terem acesso à parte alta do trato genital. É um artefato de borracha/látex em forma de cúpula, fixada a um anel flexível, que é inserido na vagina antes da relação sexual. Impede que os espermatozóides de terem acesso à parte alta do trato genital.

46 Espermaticidas Produtos químicos que inativam os espermatozóides, gralmente nonoxinol 9. Podem se apresentar na forma de: espuma, tabletes,cremes e geléias. Fazem romper a membrana celular do espermatozóide e afetam o seu movimento e a sua capacidade para fertilizar o óvulo. Produtos químicos que inativam os espermatozóides, gralmente nonoxinol 9. Podem se apresentar na forma de: espuma, tabletes,cremes e geléias. Fazem romper a membrana celular do espermatozóide e afetam o seu movimento e a sua capacidade para fertilizar o óvulo.


Carregar ppt "Assistência de Enfermagem na Saúde Sexual e Reprodutiva PLANEJAMENTO FAMILIAR Profª Dera Bastos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google