A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Alternaria em Alho e Cebola Pollyana Hammerschmidt Almeida Letícia Reis Gabriela Guimarães de Nardin.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Alternaria em Alho e Cebola Pollyana Hammerschmidt Almeida Letícia Reis Gabriela Guimarães de Nardin."— Transcrição da apresentação:

1 Alternaria em Alho e Cebola Pollyana Hammerschmidt Almeida Letícia Reis Gabriela Guimarães de Nardin

2 Introdução Nome comum: Mancha-Púrpura Ocorre em todas as regiões onde se cultivam alho e cebola, sendo mais severa em áreas com clima úmido e quente; Causa danos à produção e conservação de bulbos, bem como à produção de sementes de cebola; Recebe também os nomes de queima das folhas, crestamento e pinta.

3

4 Etiologia Causada pelo fungo Alternaria porri; Deuteromiceto; Ordem Moniliales; Família Dematiaceae; Forma conidióforos individuais ou em grupos, septados, de coloração palha a marrom-claro; Não se conhece a forma perfeita deste fungo.

5

6 O fungo sobrevive de uma estação de cultivo para outra sob a forma de micélio, em restos de cultura; Quando as condições são favoráveis ocorre formação de conídios sobre os restos de cultura; São disseminados por respingos de chuva, água de irrigação e pelo vento; Folhas mais velhas são mais suscetíveis ao ataque que folhas novas (espessura da cutícula). Etiologia

7 A umidade é o fator ambiental mais importante para o desenvolvimento da doença; Em condições de baixa UR, mesmo que ocorra infecção, há o surgimento de manchas esbranquiçadas e estéreis, sem a formação de novos esporos do fungo; Temperatura ótima para o crescimento é C. A gama de hospedeiros deste patógeno inclui cebola (Allium cepo), alho (A. sativum), alho-poró (A. ampeloprasum) e cebolinha (A. fistulosum), além de outras espécies do gênero Allium. Etiologia

8 Sintomas Primeiros sintomas: – folhas (alho e cebola); – hastes florais (cebola), em forma de pequenas pontuações (2-3 mm), com aparência aquosa e de formato irregular, posteriormente desenvolvendo um centro esbranquiçado, tornam-se maiores com uma coloração púrpura.

9

10 Em condições de alta umidade, a superfície das lesões cobre-se com anéis concêntricos de coloração marrom a cinza-escuro, correspondentes à frutificação do fungo; As lesões podem coalescer, levando à murcha e enrugamento das folhas muito afetadas, a partir do ápice; Folhas novas podem também ser destruídas, o que resulta na produção de bulbos pequenos. Sintomas

11

12 O ataque às hastes florais e inflorescências de cebola: – impede a formação de sementes ou, quando as mesmas chegam a ser produzidas, são chochas e enrugadas; Sintomas nos bulbos: – podridão semi-aquosa e enrugamento das escamas frescas do bulbo. Inicialmente têm uma coloração amarelada, tornando-se avermelhados com o passar do tempo. Com o desenvolvimento do micélio do fungo sobre os bulbos afetados, estes adquirem uma coloração marrom-escura a preta. Sintomas

13 Controle Utilizar sementes sadias; Evitar solo mal drenado; Aumentar espaçamento; Realizar rotação de culturas; Eliminar restos de cultura;

14 Efetuar aração profunda para diminuir a fonte de inóculo; Evitar a aplicação excessiva de nitrogênio, especialmente depois de formado o bulbo; Utilizar cultivares resistentes; Realizar pulverizações periódicas com fungicidas protetores e sistêmicos. Controle

15 Obrigada


Carregar ppt "Alternaria em Alho e Cebola Pollyana Hammerschmidt Almeida Letícia Reis Gabriela Guimarães de Nardin."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google