A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A IDADE MÉDIA. A NOVA SOCIEDADE (COMITATUS) AS RELAÇÕES FORJADAS NOS JURAMENTOS DE FIDELIDADE SENDO FUNDAMENTALMENTE GUERREIROS, SEUS VÍNCULOS ERAM BASICAMENTE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A IDADE MÉDIA. A NOVA SOCIEDADE (COMITATUS) AS RELAÇÕES FORJADAS NOS JURAMENTOS DE FIDELIDADE SENDO FUNDAMENTALMENTE GUERREIROS, SEUS VÍNCULOS ERAM BASICAMENTE."— Transcrição da apresentação:

1 A IDADE MÉDIA

2 A NOVA SOCIEDADE (COMITATUS) AS RELAÇÕES FORJADAS NOS JURAMENTOS DE FIDELIDADE SENDO FUNDAMENTALMENTE GUERREIROS, SEUS VÍNCULOS ERAM BASICAMENTE MILITARES A DEFESA DA TERRA (GERADORA DO SUSTENTO), FUNDAMENTAL PARA A PRINCIPAL META :SOBREVIVÊNCIA

3 AS BASES DA NOBREZA FEUDAL Trabalhadores x guerreiros (a elite feudal) As relações de Suserania e Vassalagem (forjam a figura do rei,baseada na dependência mútua) HONRA E FIDELIDADE

4 vassalagem O VASSALO DO MEU VASSALO NÃO É MEU VASSALO

5 A FORMAÇÃO DOS REINOS FRANCOS- povos germânicos que invadiram o território da Gália (atual França) Precoce centralização política União com a Igreja Católica Dinastia de Meroveu (Merovíngia) Dinastia de Carlos Martel (Carolíngia), que segue com seu filho, Pepino, o Breve (depôs o último rei Merovíngio)

6 A Concessão de terras O Benefício- obrigação do cavaleiro prestar serviço A Igreja também cede terras e cobra o Dízimo pelo seu uso ( 10 %) A dicotomia dos poderes espirituais e temporais (terrenos).

7 Entre a cruz e a espada

8 As invasões do século IX Os Vikings (vindo da Escandinávia), com navios de quilha rasa navegavam rios espalhando terror e morte. Os Sarracenos (muçulmanos do norte da África) atacaram Itália e França pelo litoral Os Magiares (Húngaros) cavaleiros nômades das estepes da Ásia Central

9

10

11

12

13 Barcos de quilha rasa

14 Fim da dinastia Carolíngia Com a morte de Lis V, último soberano françes da dinastia Carolíngia, os aristocratas escolhem Hugo Capeto, conde de Paris, como rei (Dinastia Capetíngia), inicio da Dinastia Feudal por excelência.

15 O Feudo Domínios senhoriais que herda o nome das antigas Vilas romanas ( Os foeudus), terras doadas pelo Império Romano aos líderes germânicos, que por sua vez dividiam com seus chefes guerreiros (origem das relações de Suserania e vassalagem)

16

17 As obrigações feudais Os servos deviam ao senhor: I- A CORVEIA II- A TALHA III- AS BANALIDADES IV- A MÃO-MORTA Deviam à Igreja: O Dízimo ou o Vintém (retirados do servo após a quitação dos tributos senhoriais)

18 A vida do servo A servidão era uma forma de pagamento pela proteção e sustento disponibilizado aos servos pelo senhor feudal Vida e morte estavam nas mãos destes senhores A figa (significado)

19

20 A lâmina e o cálice "Abaixo da antiga Roslin está o Graal. Lâmina e cálice guardam-lhe o portal. Pela arte dos grandes mestres velada jaz. Sob estrelado céu descansa em paz. (O Código Da Vincci)

21 O Sacro Império Romano-germânico Fim da dinastia carolíngia (a nobreza tenta descentralizar o poder, a Igreja deseja o contrário) O UNIVERSALISMO- A Igreja protege seu imenso patrimônio Oto I assume o título de Imperador dos Romanos dentro de um Império que tinha por base a Germânia. A aliança com a Igreja levou a uma união que durou até o século XIX.

22 A Baixa Idade Média Origens da crise feudal: Baixo nível de produção, baixo nível tecnológico, aumento populacional, ocupação das áreas cultiváveis A subsistência já não era mais alcançada A fome levou a expulsão do excedente populacional dos feudos Surge uma massa de camponeses sem trabalho e desprovida de qualquer obrigação feudal. Aumento da atividade artesanal e consequentemente do comércio.

23 O esgotamento das forças produtivas feudais na Europa, a fome e o excedente demográfico levou a necessidade de intensificar os contatos com o Oriente (expansão européia). Todos esses elemento vão levar às...

24 Cruzadas Santas ( )

25

26

27

28

29

30 As cruzadas vistas pelos árabes (Os canibais de Maara. professor Amin Maalouf. Editado na França em 1983) Em Maara os nossos faziam ferver os pagãos adultos em caldeiras, fincavam as crianças em espetos e as devoravam grelhadas", confessou o cronista franco Raoul de Caen. Até o fim de suas vidas os árabes das redondezas se lembrarão do que viram e ouviram. A lembrança dessas atrocidades fixará nos espíritos uma imagem dos franj difícil de ser apagada. Jamais os turcos esquecerão o canibalismo dos ocidentais. Em toda a sua literatura épica, os franj serão invariavelmente descritos como antropófagos.

31 ó para relembrar: as chamadas Cruzadas, num total de oito, foram convocadas pelos papas a partir do século XI "para servir a Deus" contra os "infiéis muçulmanos". Realizadas entre 1095 e 1291, sob o símbolo de uma cruz branca, tiveram também um objetivo bem menos "santo ": o lucro, pilhagem das cidades, o saque, a tomada de pontos comerciais estratégicos (como o porto de Zara, no Adriático), a imposição dos grandes negócios de venezianos e genoveses. Tudo isso canalizou riquezas para os cofres papais e das classes dominantes da Europa.

32

33

34

35

36 Cruzada dos Mendigos-1096 Sem apoio oficial, exortados pelo Papa Urbano II foram massacrados pelos turcos.

37 Cruzada dos Nobres Com apoio de nobres franceses e normandos, tinha interesses claramente econômicos e políticos. (conhecida como primeira Cruzada) Foi nessa Cruzada que surgiu a Ordem monástico-militar dos Cavaleiros Templários.

38 Cruzada dos Reis Após a tomada de Jerusalém pelo sultão Saladino, os maiores soberanos da Europa organizaram esta expedição.Ricardo Coração de Leão da Inglaterra, Felipe II (Augusto) da França, Frederico I (o Barba Ruiva) Sacro Império. Com a morte de Frederico I morreu a caminho e Ricardo I apenas conseguiu uma rendição honrosa que permitia a visitação dos cristãos a Jerusalém, na Terra Santa.

39 A Cruzada das Crianças-1212 Cerca de mil (1000) crianças, foram levadas para entrarem em Jerusalém (crença popular de que só os sem pecados poderiam realizar tal tarefa!) organizada por um menino de 12 anos, chamado Estevão de Cloyes. Barcos piratas sarracenos foram disponibilizados para a travessia do Mar Vermelho. As crianças foram levadas e vendidas no norte da África como escravas.

40

41


Carregar ppt "A IDADE MÉDIA. A NOVA SOCIEDADE (COMITATUS) AS RELAÇÕES FORJADAS NOS JURAMENTOS DE FIDELIDADE SENDO FUNDAMENTALMENTE GUERREIROS, SEUS VÍNCULOS ERAM BASICAMENTE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google