A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DOENÇAS AGUDAS E CRONICAS RELAÇÃO COM A DEPENDÊNCIA QUÍMICA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DOENÇAS AGUDAS E CRONICAS RELAÇÃO COM A DEPENDÊNCIA QUÍMICA."— Transcrição da apresentação:

1 DOENÇAS AGUDAS E CRONICAS RELAÇÃO COM A DEPENDÊNCIA QUÍMICA

2 O MODELO MÉDICO MODELO DE ATENDIMENTO À SAÚDE BASE INTERVENÇÃO EM DOENÇAS AGUDAS

3 CARACTERÍSTICAS DAS DOENÇAS AGUDAS 1 - INÍCIO ABRUPTO 2 - REMISSÃO OU MORTE A CURTO PRAZO 3 - FINALIZADA A CRISE, VOLTA AO NORMAL 4 - CIÊNCIA : RECURSOS TECNOLÓGICOS E MEDICAMENTOSOS CARACTERÍSTICAS DAS DOENÇAS CRÔNICAS

4 CARACTERÍSTICAS DAS DOENÇAS AGUDAS 5 - ETIOLOGIA CONHECIDA 6 - VÍTIMA PASSIVA 7 - TÉCNICOS - CONTROLE DA SITUAÇÃO 8 - SOCIAL - ACEITABILIDADE 9 - PSICOLÓGICO * FORA DA PESSOA * FORA DA PESSOA * VÍTIMA NÃO É * VÍTIMA NÃO É RESPONSÁVEL RESPONSÁVEL CARACTERÍSTICAS DAS DOENÇAS CRÔNICAS

5 CARACTERÍSTICAS DAS DOENÇAS AGUDAS 1 - INÍCIO ABRUPTO 2 - REMISSÃO OU MORTE A CURTO PRAZO 3 - FINALIZADA A CRISE, VOLTA AO NORMAL 4 - CIÊNCIA : RECURSOS TECNOLÓGICOS E MEDICAMENTOSOS 1 - INÍCIO BENIGNO E GRADUAL 2 - DESENVOLVIMENTO LENTO E INSIDIOSO 3 - SINTOMAS GRAVES - DOENÇA INSTALADA 4 - INEXISTÊNCIA DE RECURSOS OBJETIVOS CARACTERÍSTICAS DAS DOENÇAS CRÔNICAS

6 CARACTERÍSTICAS DAS DOENÇAS AGUDAS 5 - ETIOLOGIA CONHECIDA 6 - VÍTIMA PASSIVA 7 - TÉCNICOS - CONTROLE DA SITUAÇÃO 8 - SOCIAL - ACEITABILIDADE 9 - PSICOLÓGICO * FORA DA PESSOA * FORA DA PESSOA * VÍTIMA NÃO É * VÍTIMA NÃO É RESPONSÁVEL RESPONSÁVEL 5 - ETIOLOGIA DESCONHECIDA, COMPLEXA E AMBÍGUA 6 - SISTEMA DE NEGAÇÃO - NEGA O PROBLEMA 7 - TÉCNICOS SEM CONTROLE 8 - SOCIAL - PRECONCEITO 9 - PSICOLÓGICO - INERENTE À PESSOA * CULPADA * RAIVA AUTO CENTRADA * SUICÍDIO CARACTERÍSTICAS DAS DOENÇAS CRÔNICAS

7 PARADOXO PRECISÃO CIENTÍFICA PRECISÃO CIENTÍFICA MILÊNIOS SOLUÇÕES MÁGICAS SOLUÇÕES MÁGICAS EXPECTATIVA DAS PESSOAS EXPECTATIVA DAS PESSOAS

8 TRATAMENTO DAS DOENÇAS CRÔNICAS TRATAMENTO DAS DOENÇAS CRÔNICAS ASPECTO MULTIFACETADO ASPECTO MULTIFACETADO COMPREENSÃO DO SER HUMANO INTEGRAL COMPREENSÃO DO SER HUMANO INTEGRAL EQUIPE MULTIPROFISSIONAL / INTERDISCIPLINAR EQUIPE MULTIPROFISSIONAL / INTERDISCIPLINAR INTEGRAÇÃO TÉCNICA, FILOSÓFICA, IDEOLÓGICA INTEGRAÇÃO TÉCNICA, FILOSÓFICA, IDEOLÓGICA E AFETIVA E AFETIVA

9 ESFORÇO PROFISSIONAL ILUSÃO DE ONIPOTÊNCIA DE CURA ILUSÃO DE CONTROLE FRUSTRAÇÃO DAS RECAÍDAS DESÂNIMO, FRUSTRAÇÃO, ESTRESSE INSTRUMENTO DE TRABALHO ILUSÃO DE ONIPOTÊNCIA DE CURA ILUSÃO DE CONTROLE FRUSTRAÇÃO DAS RECAÍDAS DESÂNIMO, FRUSTRAÇÃO, ESTRESSE INSTRUMENTO DE TRABALHO

10 HABILIDADES PROFISSIONAIS BÁSICAS HABILIDADES PROFISSIONAIS BÁSICAS ATITUDE PERANTE A VIDA TENDÊNCIA ATUALIZANTE UNIVERSAL

11 A PERSONA MÁSCARA HABILIDADES PROFISSIONAIS BÁSICAS HABILIDADES PROFISSIONAIS BÁSICAS

12 HABILIDADES PROFISSIONAIS BÁSICAS EMPATIA ACEITAÇÃO RESPEITO EMPATIA ACEITAÇÃO RESPEITO O OUTRO NÃO É MELHOR NEM PIOR DO QUE EU, APENAS DIFERENTE O OUTRO NÃO É MELHOR NEM PIOR DO QUE EU, APENAS DIFERENTE

13 EQUILÍBRIO EMOCIONAL / ESPIRITUAL SEM SINAIS DE DEPENDÊNCIA E CODEPENDÊNCIA QUÍMICA ATIVAS VALORES ÉTICOS E MORAIS VALORES ÉTICOS E MORAIS HABILIDADES PROFISSIONAIS BÁSICAS

14 HUMILDADE NIVELA A TODOS NÓS ENQUANTO SERES HUMANOS NIVELA A TODOS NÓS ENQUANTO SERES HUMANOS

15 LUCRO TERAPÊUTICO QUANDO A DOENÇA É CONFRONTADA, RESULTA NA MELHORA FÍSICA E NO ESTADO GERAL DO DOENTE QUANDO A DOENÇA É CONFRONTADA, RESULTA NA MELHORA FÍSICA E NO ESTADO GERAL DO DOENTE

16 COMPULSÕES ADICÇÃO LATIM = ADICTO ESCRAVO DEPENDENTE CONDIÇÃO DE PESSOA CONFLITOS RECURSOS EXTERNOS + RECURSOS INTERNOS CONFRONTO PROBLEMAS CONFRONTO PROBLEMAS DESORDEM EMOCIONAL DESORDEM EMOCIONAL PROBLEMAS SOMÁTICOS PROBLEMAS SOMÁTICOS ADICÇÃO ADICÇÃO DOR PRAZER IMEDIATO DOR PRAZER IMEDIATO + = + COMPT. COMPU DOR FUTURA DOR PRAZER IMEDIATO DOR PRAZER IMEDIATO + = + COMPT. COMPU DOR FUTURA QUALIDADE EQUAÇÃO DA COMPULSÃO

17 SITUAÇÕES COMPULSIVAS DIFERENTES TEM EM COMUM: PRODUZIR MUDANÇAS DE HUMOR POSITIVAS COMPORTAMENTOS PENSAR PENSAR IMAGINAR IMAGINAR SENTIR SENTIR PENSAR PENSAR IMAGINAR IMAGINAR SENTIR SENTIR INTERNOSINTERNOS TRABALHAR TRABALHAR JOGAR JOGAR COMPRAR COMPRAR TRABALHAR TRABALHAR JOGAR JOGAR COMPRAR COMPRAR EXTERNOSEXTERNOS EQUAÇÃO DA ADICÇÃO DOR COMPORTAMENTO COMPULSIVO PRAZER IMEDIATO DOR FUTURA + + =

18 COMPULSÕES ADICÇÃO DROGAS MILHÕES DE ADICTOS QUE NUNCA USARAM DROGAS MILHÕES DE ADICTOS QUE NUNCA USARAM DROGAS ADICÇÃO ESTILO DE VIDA DESCONFORTO INTERNO SOFRIMENTO EMOCIONAL PASSADO ATUALMENTE ISOLAMENTO EMOCIONAL VERGONHA E DESESPERO CAUSADO PELAS ADICÇÕES ISOLAMENTO EMOCIONAL VERGONHA E DESESPERO CAUSADO PELAS ADICÇÕES RESULTADO

19 NÃO CONFIA EM PESSOAS, E SIM NA ADICÇÃO ALTERAÇÕES NO ESTADO DE HUMOR ILUSÃO DE QUE A VIDA PODE SER CONTROLADA SENSAÇÃO DE PODER E ONIPOTÊNCIA CONFORTO E PERFEIÇÃO NÃO CONFIA EM PESSOAS, E SIM NA ADICÇÃO ALTERAÇÕES NO ESTADO DE HUMOR ILUSÃO DE QUE A VIDA PODE SER CONTROLADA SENSAÇÃO DE PODER E ONIPOTÊNCIA CONFORTO E PERFEIÇÃO LIGAÇÃO COM OS OUTROS, FUNDAMENTADA NOS ATOS DE DAR E RECEBER LIGAÇÕES EMOCIONAIS E AFETIVAS LIGAÇÃO COM OS OUTROS, FUNDAMENTADA NOS ATOS DE DAR E RECEBER LIGAÇÕES EMOCIONAIS E AFETIVAS ATO DE TOMAR ISOLAMENTO EMOCIONAL ATO DE TOMAR ISOLAMENTO EMOCIONAL ADICTO ADICÇÃO RELACIONAMENTOS NATURAIS

20 1. COMER/FAZER DIETA 2. JOGAR 3. TRABALHAR/REALIZAR 6. BUSCA DE EMOÇÕES 7. FUGA 8. GASTAR OUTROS COMPORTAMENTOS ADICTIVOS APRESENTAM A MESMA DINÂMICA 4. EXERCÍCIOS 5. SEXO ANOREXIABULIMIA ARRISCAR OCUPAR-SE REALIZAR COISAS EXCEDER-SE ESTIMULAÇÃO CORPORAL VIA ESFORÇO FÍSICO EXPERIÊNCIAS GRANDES EMOÇÕES INTENSO ESTRESSE EVITAR AS ROTINAS DA VIDA COMPRAR OU ADQUIRIR OBJETOS

21 COMPULSÃO X DEPENDÊNCIA QUÍMICA PERSONALIDADE DEPENDENTE PERSONALIDADE DEPENDENTE COMPENSAÇÃO DA AUSÊNCIA DO QUÍMICO COMPENSAÇÃO DA AUSÊNCIA DO QUÍMICO PERSONALIDADE DEPENDENTE PERSONALIDADE DEPENDENTE COMPENSAÇÃO DA AUSÊNCIA DO QUÍMICO COMPENSAÇÃO DA AUSÊNCIA DO QUÍMICO EQUAÇÃO DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA RELAÇÃO ENTRE ADICÇÃO E DEPENDÊNCIA QUÍMICA QUANDO O COMPORTAMENTO COMPULSIVO OU OS EFEITOS DA DROGA SECUNDÁRIA NÃO MAIS SATISFAZEM, O DA DROGA SECUNDÁRIA NÃO MAIS SATISFAZEM, O ADICTO RETORNA A DROGA DE PREFERÊNCIA DOR PRAZER IMEDIATO + = + DOR PRAZER IMEDIATO + = + DROGAS DOR FUTURA DROGAS DOR FUTURA DOR PRAZER IMEDIATO + = + DOR PRAZER IMEDIATO + = + DROGAS DOR FUTURA DROGAS DOR FUTURA


Carregar ppt "DOENÇAS AGUDAS E CRONICAS RELAÇÃO COM A DEPENDÊNCIA QUÍMICA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google