A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MUDANÇA NA ORGANIZAÇÃO Hildecy Ualmira Schwaemmle.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MUDANÇA NA ORGANIZAÇÃO Hildecy Ualmira Schwaemmle."— Transcrição da apresentação:

1 MUDANÇA NA ORGANIZAÇÃO Hildecy Ualmira Schwaemmle

2 MUDANÇAS

3 MUDANÇA NA ORGANIZAÇÃO

4 MUDANÇA Mudar é trocar alguma coisa, para melhorar a casa, a organização, as pessoas... Mudança física Mudança de pensamento Mudanças de atitudes

5 MUDANÇA Mudança na organização é a superposição da nova cultura sobre a velha. Cultura Organizacional - Um modo de vida, um conjunto de crenças e valores, uma forma de interação e relacionamentos dentro da organização. Cada organização tem a sua própria cultura. Existência do clima organizacional - características de cada organização que influenciam o comportamento das pessoas.

6 MUDANÇA O clima organizacional relacionamentos formais e informais da estrutura, dos sistemas de controle, regras e normas e das relações interpessoais. Ambiente - meio, setor econômico onde a organização está inserida. Forças da mudança - Exógenas e Endógenas.

7 FORÇAS EXÓGENAS EMPRESA SociaisEducacionais Econômicas Tecnológicas Políticas Culturais Legislação

8 FORÇAS ENDÓGENAS Estrutura Políticas Tecnologia Objetivos EMPRESA

9 MUDANÇAS O QUE MUDAR ? A Estrutura A Tecnologia As Pessoas

10 A ESTRUTURA

11 A TECNOLOGIA

12 AS PESSOAS

13 O QUE MUDAR Eficiência da Empresa TECNOLOGIA Processos e Equipamentos ESTRUTURA Políticas e Procedimentos PESSOAS Atitudes, liderança e Comunicação

14 MUDANÇA FORMAS DE TRATAR A MUDANÇA Processo Reativo - Acontece DEPOIS que o problema ocorre.

15 PROCESSO REATIVO

16

17

18 Processo Pró-ativo - Tem lugar ANTES que o problema ocorre. PROCESSO PRÓ-ATIVO

19

20 PROCESSO PRÓATIVO

21

22 REAÇÕES À MUDANÇA As pessoas podem negar que esteja ocorrendo uma mudança. As pessoas podem ignorar a mudança. As pessoas podem resistir à mudança. As pessoas podem aceitar a mudança e adaptar-se. As pessoas também prever a mudança e planejar para isso. As pessoas podem esperar para ver...

23 REAÇÕES À MUDANÇA O QUE FAZER PARA REDUZIR AS REAÇÕES À MUDANÇA ? ENCORAJAR A MUDANÇA PARA GARANTIR A EFICIÊNCIA E A SOBREVIVÊNCIA DA ORGANIZAÇÃO.

24 MUDANÇA SEMPRE... Existiu. A história da humanidade mostra as mudanças.

25 MUDANÇA A MUDANÇA É PERMANENTE... Gerente Tecnologia Pessoas Comportamento Estrutura

26 MUDANÇA KURT LEWIN APONTA 3 SITUAÇÕES NO PROCESSO DE MUDANÇA: Descongelamento Mudança Recongelamento

27 DESCONGELAMENTO As pessoas estão prontas para adquirir novo comportamento. São reconhecidos os pontos fracos do comportamento atual – ineficácia de procedimentos, e as pessoas se tornam prontas para uma nova forma de fazer as coisas.

28 MUDANÇA Começa a existir quando as pessoas passam a assimilar os novos comportamentos. Assumem novos procedimentos na esperança de que os novos padrões de comportamento tragam mais efetividade.

29 RECONGELAMENTO Quando as pessoas assumem o novo padrão de comportamento como parte delas. Há conforto para o desempenho dos novos procedimentos e esta nova forma de agir passa a ser normal. Se houver recompensas pelo novo desempenho, estas são instrumentais para o novo comportamento.

30 MUDANÇA O AGENTE DA MUDANÇA Empresa Consultor ou Grupo de Consultoria Grupo Interno

31 Modifica Melhora Resulta em A EFETIVIDADE ORGANIZACIONAL

32 O PROCESSO DA MUDANÇA Pressão sobre a alta administração Ativação para agir Intervenção na cúpula Reorientação para os problemas internos Diagnóstico das áreas de problema Reconhecimento de problemas específicos Invenção de novas soluções FASE 1 FASE 2 Estímulo sobre a estrutura de poder Reação da estrutura de poder FASE 3 FASE 4

33 O PROCESSO DA MUDANÇA Comprometimento com os novos cursos de ação Experimentação de novas soluções FASE 5 Procura de resultados + Reforço dos resultados positivos FASE 6 Aceitação de novas práticas

34 MUDANÇAS Causas para resistir às mudanças: –Não aceitar o que incomoda. –Tendência a perceber só o que convém. –Desconfiança. –Receio de perder coisas boas atuais. –Insegurança pessoal (por desconhecimento ou falta de controle). –Dependência de ação para com outra pessoa. –Necessidade de reagir contra.

35 BENEFÍCIOS DA MUDANÇA Para a organização: –Visão focalizada –Resultados de negócio mensuráveis. –Foco mais nítido no cliente. –Metas e Objetivos compartilhados com a equipe. –Melhor trabalho em equipe e melhoria dos canais de comunicação. –Novas formas de pensar, perceber e desempenhar.

36 BENEFÍCIOS DA MUDANÇA Para o indivíduo: –Crescimento profissional. –Melhor relacionamento entre gerentes e colegas de trabalho. –Compreensão mais clara dos estilos individuais de trabalho e das motivações em grupo. –Ambiente melhor e mais unido da equipe de trabalho.

37 FRACASSO DA MUDANÇA

38 Contínua discrepância entre o ato e o discurso, por parte da alta administração – valores e estilos x comportamento administrativo. Um grande programa de atividades sem qualquer base sólida quanto às metas de mudança. Confusão de fins e meios. Estrutura de trabalho de curto prazo. Excesso de dependência de auxílio externo. Excesso de dependência de especialistas internos.

39 Nenhuma ligação entre esforços de mudança orientados para administração – serviços – pesquisa operacional. Um grande degrau entre o esforço de mudança na alta administração e os níveis intermediários. Tentar introduzir importante mudança organizacional em uma estrutura inadequada. FRACASSO DA MUDANÇA

40 Confundir boas relações como um fim com boas relações como um meio. Buscar soluções prontas como livros de receitas culinárias e Aplicação inadequada de uma intervenção ou de uma estratégia.

41 SUCESSO DA MUDANÇA

42 Pressão do ambiente interno ou externo. Alguma pessoa estratégica está com problemas de saúde. Existência de outras lideranças. Colaboração entre o pessoal de linha e o de assessoria. Disposição para assumir riscos.

43 SUCESSO DA MUDANÇA Disposição de encarar e trabalhar com os dados da situação. Sistemas de recompensas às pessoas pelo esforço de mudança. Existência de resultados intermediários tangíveis.

44 AVALIAÇÃO DA MUDANÇA Observações. ANTESDEPOIS.Usar dados quantitativos para aferir desempenho ANTES e DEPOIS. depoisAvaliar a satisfação dos clientes depois da mudança.

45 EFEITOS DA MUDANÇA

46 ECONÔMICOS – SALÁRIOS E BENEFÍCIOS

47 EFEITOS DA MUDANÇA ORGANIZACIONAIS – Alteração do poder, do status, da autonomia, e da carga de trabalho.

48 EFEITOS DA MUDANÇA SOCIAIS – Alteração no relacionamento com o chefe, pares e subordinados.

49 VARIÁVEIS – EFEITOS CARACTERÍSTICAS PESSOAIS

50 VARIÁVEIS – EFEITOS TIPO E GRAU DE PODER DO INDIVÍDUO


Carregar ppt "MUDANÇA NA ORGANIZAÇÃO Hildecy Ualmira Schwaemmle."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google