A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. Sergio Duarte. É um padrão de assuntos básicos compartilhados que um grupo aprendeu com maneira de resolver seus problemas de adaptação externa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. Sergio Duarte. É um padrão de assuntos básicos compartilhados que um grupo aprendeu com maneira de resolver seus problemas de adaptação externa."— Transcrição da apresentação:

1 Prof. Sergio Duarte

2 É um padrão de assuntos básicos compartilhados que um grupo aprendeu com maneira de resolver seus problemas de adaptação externa e integração interna, e que funciona bem a ponto de ser considerado válido e desejável para ser transmitido aos novos membros como a maneira correta de perceber, pensar e sentir em relação aos seus problemas Edgar Schein

3 Aspectos formais e abertos Estrutura organizacional Títulos e descrições de cargos Objetivos e estratégia Tecnologias e práticas operacionais Políticas e diretrizes de pessoal Métodos e procedimentos Medidas de produtividade física e financeira Aspectos informais e ocultos Padrões de influenciação e de poder Percepções e atitudes das pessoas Sentimentos e normas de grupos Valores e expectativas Padrões d interações informais Normas grupais Relações afetivas Componentes invisíveis e cobertos, afetivos e emocionais, orientados para aspectos sociais e psicológicos Componentes visíveis e publicamente observáveis, orientados para aspectos operacionais e de tarefas

4 Estrutura organizacional Títulos e descrições de cargos Objetivos e estratégia Tecnologias e práticas operacionais Políticas e diretrizes de pessoal Métodos e procedimentos Medidas de produtividade física e financeira Componentes visíveis e publicamente observáveis, orientados para aspectos operacionais de tarefa Padrões de influenciação e de poder Percepções e atitudes das pessoas Sentimentos e normas de grupos Valores e expectativas Padrões d interações informais Normas grupais Relações afetivas Componentes invisíveis e cobertos, afetivos e emocionais, orientados para aspectos sociais e psicológicos Cultura Organizacional

5

6

7 Artefatos Pressuposições básicas Valores compartilhados Estruturas e processos organizacionais visíveis (Mais fácil de decifrar e mudar) Crenças inconscientes, percepções, pensamentos e sentimentos (Fontes mais profundas de valores e ações) Filosofias, estratégias e objetivos (justificações compartilhadas) Aspectos formais e abertos Estrutura organizacional Títulos e descrições de cargos Objetivos e estratégia Tecnologias e práticas operacionais Políticas e diretrizes de pessoal Métodos e procedimentos Medidas de produtividade física e financeira Aspectos informais e ocultos Padrões de influenciação e de poder Percepções e atitudes das pessoas Sentimentos e normas de grupos Valores e expectativas Padrões d interações informais Normas grupais Relações afetivas

8 1. Histórias 2. Rituais e cerimônias 3. Símbolos materiais 4. Linguagem Contos e passagens sobre o fundador da companhia, lembranças sobre dificuldades ou eventos especiais, regras de conduta, corte e relocação de funcionários, acertos e erros de funcionários, acertos e erros do passado geralmente ancoram o presente no passado e explicam a legitimação das praticas atuais Seqüências repetitivas e atividades que expressam e reforçam os valores principais da organização. As cerimônias de fim de ano e as comemorações do aniversário da organização são rituais que reúnem e aproximam a totalidade dos funcionários para motivar e reforçar aspectos da cultura da organização, bem como reduzir os conflitos A arquitetura do edifício, as salas e mesas, o tamanho e arranjo físico dos escritórios constituem símbolos materiais que definem o grau de igualdade ou diferenciação entre as pessoas e o tipo de comportamento desejado pela organização. Os símbolos materiais constituem a comunicação não-verbal Meio de identificar uma cultura ou subcultura. Ao aprender a linguagem, o membro confirma a aceitação da cultura e ajuda a preservá-la. As organizações Desenvolvem termos singulares para descrever equipamentos, escritórios, pessoas-chave, fornecedores, clientes e produtos. Também a maneira como as pessoas se vestem, os documentos utilizados constituem formas de expressar a cultura organizacional.

9

10 Forças Positivas Necessidades dos clientes Oportunidades do mercado Novas tecnologias mais sofisticadas Concorrência feroz Novas tendências sociais e culturais Culturas organizacionais adaptativas Forças Negativas

11 Maria Ester Freitas

12 CHIAVENATO. I. Gestão de Pessoas. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.


Carregar ppt "Prof. Sergio Duarte. É um padrão de assuntos básicos compartilhados que um grupo aprendeu com maneira de resolver seus problemas de adaptação externa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google