A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

José A. Carvalho Teixeira PSICOLOGIA DA SAÚDE José A. Carvalho Teixeira Ms. Andréa Batista Magalhães Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "José A. Carvalho Teixeira PSICOLOGIA DA SAÚDE José A. Carvalho Teixeira Ms. Andréa Batista Magalhães Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento."— Transcrição da apresentação:

1 José A. Carvalho Teixeira PSICOLOGIA DA SAÚDE José A. Carvalho Teixeira Ms. Andréa Batista Magalhães Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Psicologia

2 Definição de Saúde Estado positivo de bem estar físico, psicológico, social, econômico e espiritual e não somente ausência de doença (OMS).

3 O que influencia este conceito: Idade; Sexo; Fatores hereditários; Estilo de vida individual; Influencias sociais e comunitárias; Condições socioeconômicas, culturais e ambientais; Condições de habitação e trabalho.

4 Em contraste com o caráter negativo da doença, do sofrimento e da incapacidade, esta definição põe em evidência a natureza positiva da saúde, na qual é essencial a experiência de bem estar psicológico, constituída por vivências associadas à percepção de controle sobre a vida, à liberdade de escolha, à autonomia e a satisfação.

5 Psicologia da Saúde Aplicação dos conhecimentos e das técnicas psicológicas à saúde, às doenças e aos cuidados de saúde; Estuda o papel da Psicologia como ciência e como profissão nos domínios da saúde, focando-se nas experiências, comportamentos e interações relacionadas com a saúde, a doenças e os cuidados à saúde.

6 Objetivos de Estudo (1) Sujeito psicológico e suas relações com a saúde; A doença; A família; Os técnicos de saúde; Diferentes grupos sociais; Problemas associados à promoção da sáude e à prevenção das doenças

7 Objetivos de Estudo (2) Contextos sociais e culturais nos quais a saúde e doença ocorrem; Investigam os problemas de saúde que afetam a população de acordo com seus fatores sociais e culturais; Investigam as denominadas saúde física e mental;

8 Objetivos de Estudo (3) Compreender como é que é possível, através de intervenções psicológicas, contribuir para a melhoria do bem-estar dos indivíduos e das comunidades.

9 Abordagens: Psicologia Clínica da Saúde; Psicologia da Saúde Pública; Psicologia da Saúde Comunitária;

10 Perspectivas da PS Tradicional: modelo biopsicossocial, investiga comportamentos saudáveis e de risco. Nível da análise dos problemas de saúde é intra e interpessoal, o foco das intervenções são os problemas individuais; Crítica: modelo fenomenológico-discursivo, metodologia qualitativas, investiga as significações relacionadas com a saúde e as doenças, foca nas experiências de saúde e doença, o objetivo de intervenção é a promoção do bem estar psicológico e das competências.

11 A Psicologia da Saúde Crítica Investiga os impactos sociais sobre a saúde; Contribui para a promoção de cidades, locais de trabalho e escolas saudáveis; Desenvolvem teorias e métodos a grupos marginalizados para mudanças de condições de vida e trabalho; Resiste às tentativas de desmantelamento de sistemas de saúde acessíveis a todos.

12 A orientação é estende também aos cuidados de saúde aos profissionais que trabalham nesta área, para que possam contribuir para a qualidade dos serviços prestados, dos cuidados e a humanização dos serviços, contribuindo para o esforço e o envolvimento da comunidade nos cuidados de saúde.

13 O que melhora com o trabalho dos Psicólogos da Saúde Redução de internações hospitalares, Diminuição da utilização de medicamentos, Utilização mais adequada dos serviços e recursos de saúde (APA, 2004a); Melhoria dos sistema de cuidados de saúde; Melhoria das relações entre técnicos e usuários; Melhoria das relações interprofissionais; Adequada utilização dos recursos de saúde; Participação em atividades de humanização e qualidade.

14 Contextos laborais dos Psicólogos da Saúde Serviços Públicos; Serviços Privados; Setor Sociail (INPS, Previdencias); Trabalhos interdisciplinares; Universidades, áreas de ensino, formação e investigação; Fundos assistenciais (prestação de serviços nos cuidados à saúde);

15 A intervenção em Centros de Saúde acontece em 3 níveis 1. Com os usuários: atividades de promoção de saúde, prevenção, consulta psicológica; 2. Com os técnicos de saúde e funcionários: participação na formação e atividades de prevenção em saúde ocupacional; 3. Na organização: atividades de humanização e qualidade dos serviços; articulação com outros serviços de saúde e parceiros;

16 Atividades clínicas em Psicologia da Saúde A partir dos fatores psicológicos na saúde Fatores críticos na promoção e manutenção da saúde e na prevenção das doenças; O tabagismo é uma causa significativa de mortalidade e morbilidade – programas; Predisposição para doenças cardiovasculares e relacionadas com reabilitação efetiva e prevenção da recaída; Indivíduos depressivos pós-enfarte do miocárdio apresentam mortalidade mais elevados do que os não deprimidos;

17 A gestão de doenças crônicas, em particular do cancro, pode ser consideravelmente melhorada através de intervenção psicológica; O risco de dificuldades psicológicas, suicídios e problemas conjugais e familiares é considerável nos indivíduos com doenças crônicas.

18 A partir da função assistencial: Tarefas de avaliação e de intervenção psicológica; Foco nas experiências e comportamentos de saúde; Confronto com as doenças nos estados emocionais e na qualidade de vida;

19 Tarefas de intervenção psicológica Gestão do estresse; Treino de autocontrole; Eficácia no coping; Técnicas comportamentais (relaxamento, modelagem); Biofeedback; Educação para a saúde; Entrevista motivacional; Expressão de sentimentos; Grupos de suporte e ajuda mútua.

20 Áreas das intervenções clínicas em Psicologia da Saúde Promoção da saúde e prevenção: intervenções de supressão tabágica; álcool e drogas, promoção de comportamentos, alimentação saudável; Efeitos do estresse sobre a saúde: estratégias de confronto adequadas; melhoria da utilização de suporte social, confronto com procedimentos médicos, controle de sintomas, gestão do estresse, adaptação à doenças crônicas, adesão à tratamentos, etc. Prestação de cuidados psicológicos à indivíduos com perturbações mentais: avaliação psicológica, promoção de estilo de vida saúdável, colaboração em programas de realização psicossocial.

21 Níveis de intervenção Intervenção individual; Intervenção na família; Intervenção no serviço de saúde; Intervenção no suporte social.

22 Investigação Compreensão da gênese e manutenção dos comportamentos de saúde; Estudo das relações entre comportamentos e doenças; Promoção da sáude e prevenção de doenças; Facilitação dos processos de confronto com procedimentos de diagnóstico e tratamento médicos; Processos de informação e comunicação em saúde;

23 Comportamentos de adesão em saúde; Utilização de recursos de saúde; Avaliação e tratamento psicológico de problemas de saúde; Qualidade de vida na doença; Melhoria do sistema de cuidados da saúde.


Carregar ppt "José A. Carvalho Teixeira PSICOLOGIA DA SAÚDE José A. Carvalho Teixeira Ms. Andréa Batista Magalhães Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google