A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Terapia Ocupacional vai a praça : Uma observação sobre a atividade de extensão sobre saúde mental Waléria Cristina Hipólito Gonçalves Wellison Carvalho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Terapia Ocupacional vai a praça : Uma observação sobre a atividade de extensão sobre saúde mental Waléria Cristina Hipólito Gonçalves Wellison Carvalho."— Transcrição da apresentação:

1 Terapia Ocupacional vai a praça : Uma observação sobre a atividade de extensão sobre saúde mental Waléria Cristina Hipólito Gonçalves Wellison Carvalho Cardoso Tonya Penna de Carvalho Pinheiro de Souza

2 INTRODUÇÃO: As ações educativas para a saúde assumem um papel crítico e transformador, sendo promotora de uma vida mais saudável e também prazerosa para o sujeito. Diante disso, as ações de educação para a saúde voltada a saúde mental tem se mostrado como um importante instrumento para amenizar os comprometimentos no desempenho ocupacional de pessoas em sofrimento psíquico ou seus familiares e atenuar os prejuízos gerados a partir dos estereótipos na saúde mental. OBJETIVO: Este estudo teve como objetivo descrever o relato de experiência e observação sobre a atividade de extensão sobre Saúde Mental oferecida a usuários de praça pública em Belém..MÉTODO: Trata-se de uma observação qualitativa descritiva desenvolvida a partir da atividade intitulada: Terapia Ocupacional vai a praça oferecida a usuários da Praça Batista Campos em Belém do Pará vinculado ao Curso de Terapia Ocupacional da Universidade da Amazônia RESULTADOS E DISCUSSÃO: Foram realizadas orientações para o cuidado com a saúde mental e a sensibilização sobre mecanismos que contribuem, especificamente ou inespecificamente, para as ocorrências de dificuldades nas relações intrapessoais e interpessoais, crise de ansiedade generalizada, sentimento depressivo, baixa autoestima, problemas de conduta e experimentação e/ou abuso precoce de álcool e drogas. Observou-se que ao apresentar os mecanismos facilitadores para as manifestações dos Transtornos Mentais possibilitou-se uma reflexão nos usuários da praça que frequentaram a ação de extensão e pode ser reforçado positivamente sobre o papel do sujeito como agente modificador da realidade de adoecimento. CONCLUSÃO: Portanto, considera-se que a experiência foi proveitosa, pois contribuiu positivamente na qualidade de vida do indivíduo e da coletividade, assim também como favoreceu o desenvolvimento da cidadania por meio da participação ativa do usuário na educação sobre os cuidados com a saúde mental, além de ampliar o conhecimento científico acadêmico em Terapia Ocupacional

3


Carregar ppt "Terapia Ocupacional vai a praça : Uma observação sobre a atividade de extensão sobre saúde mental Waléria Cristina Hipólito Gonçalves Wellison Carvalho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google