A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Área Pastoral. CatequesesCatequizandos 3 4 Quem forma esse grupo, hoje? Comunidade... Com que etapa atua...

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Área Pastoral. CatequesesCatequizandos 3 4 Quem forma esse grupo, hoje? Comunidade... Com que etapa atua..."— Transcrição da apresentação:

1 Área Pastoral

2

3 CatequesesCatequizandos 3

4 4

5 Quem forma esse grupo, hoje? Comunidade... Com que etapa atua...

6 Pauta: Momento inicial – Contextualização Momento intermediário – conversação e caracterização sobre o tema CRIANÇA e ADOLESCENTE Momento final – Encenação e avaliação 6

7 Para refletir e contextualizar VÍDEOPOEMAMÚSICAORAÇÃO 7

8 ORAÇÃODOAMANHECERORAÇÃODOAMANHECER

9 Música Jesus Cristo Roberto Carlos Música

10 ARQUITETURA DE UM NOVO TEMPO Cadê o quintal? O tempo levou. Cadê o tempo? O relógio engoliu. Cadê o relógio? Está marcando as horas. Cadê as horas? Estão perseguindo os homens. Cadê os homens? Estão correndo na vida. Cadê a vida? A vida mudou. Cadê a mudança? Começa na criança. Cadê a criança? Está passiva, programada, De imaginação apagada! Nossa, que escuro! Nossa, que futuro! MIGUEZ, 2003.p.9

11 Mudanças – relações - exemplos Comportamentos – crianças, adolescentes e adultos Fragmento do vídeo (51min – 10min) Palestra A CRIANÇA EM SEU MUNDO Mário Sérgio Cortella Vídeo

12 O que vocês querem saber? CriançasAdolescentes

13 Quem são? CriançasAdolescentes

14 QUEM SÃO NOSSAS CRIANÇAS?

15 QUEM SÃO NOSSAS ADOLESCENTES?

16 QUEM SÃO NOSSAS CRIANÇAS?

17 QUEM SÃO NOSSAS ADOLESCENTES?

18 As crianças têm necessidade de pão, do pão do corpo e do pão do espírito, mas necessitam ainda mais do seu olhar, da sua voz, do seu pensamento e da sua promessa. Precisam sentir que encontraram, em você... alguém que as escute... Celestin Freinet - professor/França

19 Quem são? CriançasAdolescentes

20 Organização familiar está diferente Ingresso da mulher no mercado do trabalho Independência financeira Mudanças na estrutura familiar 20

21

22 Nós temos muitas convenções Definir?????????? Sobre o desenvolvimento biológico, social, cognitivo... Características mais comuns e presentes. O momento que vivemos oportunizam muitas mudanças e rápidas.

23 São rápidas (as crianças) ao realizarem relações. Precisam de exemplo de domínio próprio dos adultos. Imitam o adulto. O brincar está presente. Gostam de atividades em grupo. Falam de seus sentimentos com mais naturalidade. Desejam fazer amigos. Mais cedo estão presentes nas participações sociais. Dominam com mais facilidade as novas tecnologias.

24 Muitas crianças confundem desejo com direito. Desejo do apego (apego no consumismo). Vontade prevalece. Capaz de seguir regras. Escolarização mais precoce. No momento atual há muitos estudos sobre essa fase. É mais centralizada na posição familiar.

25

26

27

28

29

30 Desenvolvimento físico. O grupo de amigos tende aumentar em importância, e a tendência à imitação acentua- se novamente. A adolescente vem ao ginecologista, na primeira consulta com muitas informações. As emoções são contraditórias. Deprimem- se com facilidade, passando de um estado meditativo e infeliz para outro, pleno de euforia e crença. A independência ( realidade de muitas regiões ingresso no mercado de trabalho).

31 Desafio: conciliar estudos e trabalho. O apetite é maior. Para o adolescente, tudo é exagerado. Seus problemas são os maiores e únicos, costumam ser dramáticos e sensíveis, onde um simples não pode se tornar um fim de mundo. Naturalmente os adolescentes estão em busca de uma identidade e se tornam mais vulneráveis a influências da mídia. Muitos tem dificuldades de abandonar o mundo dos prazeres e entrar no mundo das responsabilidades.

32

33

34 Combinações com a família Quem vai fazer? Por exemplo, o acompanhamento do catequizando, as orações...

35 Olhar nos olhos Agradecer DelicadezaRelações Claudia Matarazzo – jornalista/especialista em comportamento e moda Assisti entrevista Rede Vida 17/02/2014

36

37 O que se opõe ao descuido e ao descaso é o cuidado. Cuidar é mais que um ato; é uma atitude. Portanto, abrange mais que um momento de atenção. Representa uma atitude de ocupação, preocupação, de responsabilização e de envolvimento afetivo com o outro. Leonardo Boff Leonardo

38 CUIDA DE MIM

39 Momento final O que eu não quero levar deste encontro? O que eu levo deste encontro?

40 40

41 Temos dois tipos de necessidades : a quantitativa, representada pelo poder e pelas posses materiais, e a qualitativa, representada por amizades, convivência, amor, beleza e introspecção. Precisamos dar mais importância às qualitativas, pois as quantitativas levam a alienação. Domenico De Masi

42 Gerador de: afetos; amizades; solidariedade; Compaixão; desejo de ajudar; apoiar; defender; proteger;... Ocasião de: conflitos frustações, decepções; desenganos;...


Carregar ppt "Área Pastoral. CatequesesCatequizandos 3 4 Quem forma esse grupo, hoje? Comunidade... Com que etapa atua..."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google