A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA CPC 03: DELIBERAÇÃO CVM N o 539.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA CPC 03: DELIBERAÇÃO CVM N o 539."— Transcrição da apresentação:

1 DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA CPC 03: DELIBERAÇÃO CVM N o 539

2 Art Ao fim de cada exercício social, a diretoria fará elaborar, com base na escrituração mercantil da companhia, as seguintes demonstrações financeiras, que deverão exprimir com clareza a situação do patrimônio da companhia e as mutações ocorridas no exercício:

3 I - balanço patrimonial; II - demonstração dos lucros ou prejuízos acumulados; III - demonstração do resultado do exercício; e

4 V - demonstração das origens e aplicações de recursos. IV – demonstração dos fluxos de caixa; e (Redação dada pela Lei nº ,de 2007) (Redação dada pela Lei nº ,de 2007)

5 V – se companhia aberta, demonstração do valor adicionado. (Introduzida pela Lei nº /07).

6 DEMONSTRAÇÕES OBRIGATÓRIAS Tornaram-se obrigatórias: DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA – DFC; DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO – DVA [para as companhias abertas].

7 A DOAR deixou de ser OBRIGATÓRIA.

8

9 CPC 03 Deliberação CVM nº 641/2010

10 OBJETIVO Evidenciar as alterações na situação Financeira da Entidade.

11 DRE Situação Financeira da Entidade Situação Econômica da Entidade DFC

12 DRE Evidenciação dos fluxos de Recebimentos e Pagamentos Evidenciação das Receitas e Despesas em função de seus Fatos Geradores Evidenciação das Receitas e Despesas em função de seus Fatos Geradores DFC

13 Na DFC, o termo CAIXA tem o sentido de DISPONIBILIDADES. 1) Caixa; 2) Bancos conta Movimento e; 3) Equivalentes Caixa [Aplicações de Liquidez Imediata].

14 Art As demonstrações referidas nos incisos IV e V do caput do art. 176 desta Lei indicarão, no mínimo: (Redação dada pela Lei nº ,de 2007)

15 Fluxos Financeiros: a) das operações; b) dos financiamentos; c) dos investimentos.

16 1º) Método Direto 2º) Método Indireto

17 1º) Método Direto Receitas Recebidas (-) Despesas Pagas = Lucro Financeiro

18 A Cia. Alfa apresentou as seguintes informações referentes ao período X1 [valores em milhares de reais]: 1) Receitas Ganhas e Recebidas em X1 = 300 ; 2) Receitas Ganhas em X0 e Recebidas em X1=100;

19 3) Receitas Ganhas em X1 a serem recebidas em X2 = 200; 4) Receitas Antecipadas de Aluguéis recebidas em X1 = 80; 5) Despesas Incorridas e Pagas em X1 = 60; 6) Despesas Incorridas em X1 a serem Pagas em X2 = 30.

20 1) Receitas Ganhas e Recebidas em X1 = 300 D: Disponibilidades C: Receita de Vendas 300 Receita Recebida em X1 = R$ 300

21 2) Receitas Ganhas em X0 e Recebidas em X1=100; Em X0 D: Duplicatas a Receber C: Receita de Vendas 100

22 2) Receitas Ganhas em X0 e Recebidas em X1=100; Em X1 D: Disponibilidades C: Duplicatas a Receber 100 Receita Recebida em X1 = R$ 100

23 3) Receitas Ganhas em X1 a serem recebidas em X2 = 200; Em X1 D: Duplicatas a Receber C: Receita de Vendas 200 Receitas não recebidas em X1

24 4) Receitas Antecipadas de Aluguéis recebidas em X1 = 80; D: Disponibilidades C: Receitas Antecipadas 80 Receitas Recebidas em X1 = R$ 80

25 5) Despesas Incorridas e Pagas em X1 = 60; D: Despesas C: Disponibilidades 60 Despesas pagas em X1 = R$ 60

26 6) Despesas Incorridas em X1 a serem Recebidas em X2 = 30. D: Despesas C: Contas a Pagar 30 Despesas não pagas em X1

27 1) Receitas Ganhas e Recebidas 300 2) Receitas Recebidas 100 4) Receitas Antecipadas recebidas 80 5) (-) Despesas Incorridas e Pagas (60) Lucro Financeiro 420

28 2º) Método Indireto: Por este método, ajusta-se o Lucro Econômico para apuração do Lucro Financeiro.

29 Por este Método é necessário verificar o que acontece com as CONTRAPARTIDAS DAS CONTAS DE RESULTADO.

30 LLE Econômico Lucro Financeiro Ajustes

31 DRE Receitas que alteram as Disponibilidades +Receitas que não alteram as Disponibilidades (-) Despesas que alteram as Disponibilidades (-) Despesas que não alteram as Disponibilidades Lucro Líquido do Exercício

32 Obs: As Receitas e Despesas que não alteram as Disponibilidades devem ser eliminadas para a apuração do Lucro Financeiro.

33 1) Separar e Ajustar o LLE, eliminando o efeito das Receitas e Despesas que não alteram as CONTAS PATRIMONIAIS NÃO CIRCULANTES;

34 2) Verificar as Receitas e Despesas que alteram as OUTRAS CONTAS CIRCULANTES [que não sejam DISPONIBILIDADES] e eliminar os respectivos efeitos do LLE por meio da VARIAÇÃO destas OUTRAS CONTAS CIRCULANTES.

35 Disponibilidades Receitas Outras Contas Circulantes Receitas Contas Não Circulantes

36 Disponibilidades Despesas Outras Contas Circulantes [+/-] Despesas Contas Não Circulantes [+/-]

37 1) Receita de R$ 300 para recebimento a LP Clientes ANC: ARLP Receita 300 Resultado 300

38 2) Resultados Positivos de Equivalência Patrimonial de R$400. Investim/ ANC GEP 400 Resultado 400

39 3) Variações Cambiais Ativas de Direitos de LP de R$100. Clientes ANC: ARLP VCA 100 Resultado 100 R$

40 1) Variações Cambiais Passivas de Obrigações de LP com Fornecedores de R$ 80. Fornecedores PNC VCP 80 Resultado 80 R$

41 2) Depreciação de Bens do Imobilizado de R$ 60. Deprec. Acumul ANC: Imobilizado Encargos de Depreciação 60 Resultado 60 R$

42 3) Baixa de Bem do Imobilizado de R$ 200. Imobilizado ANC Outras Despesas 200 Resultado 200

43 1) Receita de R$ 500 para recebimento no período seguinte. Clientes AC Receita 500 Resultado 500

44 1) Despesas para pagamento no período seguinte de R$ 90. Ctas. a Pagar PC Despesas 90 Resultado 90

45 2) CMV relativo a Estoques adquiridos e pagos no período anterior. 2.1) Em X0 aquisição de R$ 100. Estoques AC Disponibilidades 100 AC 100 R$

46 2.2) Em X1, baixa dos Estoques. Estoques AC CMV 100 Resultado 100

47 3) CMV relativo a Estoques adquiridos e baixados em X1 a serem pagos no período seguinte X2. 3.1) Em X1 aquisição de R$ 200. Estoques AC Fornecedores 200 PC 200

48 3.2) Em X1, baixa dos Estoques. Estoques AC CMV 200 Resultado 200

49 LLE (-) Receitas com contrapartida em contas não circulantes c/ Variação a Débito + Despesas com contrapartida em contas não circulantes c/ Variação a Crédito + Outras Contas Circulantes c/ Variação a Crédito (-) Outras Contas Circulantes c/ Variação a Débito Lucro Líquido Financeiro

50 1) As Receitas e Despesas com contrapartida em contas não circulantes são eliminadas diretamente do LLE Contábil. 2) As Receitas e Despesas com contrapartida em Outras Contas Circulantes são eliminadas indiretamente por meio das variações nestas Outras Contas Circulantes.

51 A Cia Alfa, prestadora de serviços, iniciou suas atividades no período X1, apresentando as seguintes informações em X1 [valores em milhares de reais].

52 Contas31.12.X X1 Clientes0,00600 Contas a Pagar0,00200 Despesas Antecipadas0,00100 Receitas de Serviços1.000 Despesas350

53 Apurar os seguintes valores: 1) Resultado do Exercício; 2) Receitas Recebidas; 3) Despesas Pagas e; 2) Resultado Financeiro.

54 Receitas Despesas (350) LLE

55 Receitas (-) Aumento de Clientes ---- (600) [Variação a Débito] Receitas Recebidas

56 Caixa Receitas Clientes 400

57 X1 X2 Receitas Realizadas 1000 Receitas Recebidas 400 Clientes 600

58 Caixa Despesas Contas a Pagar 400 Despesas Antecipadas

59 X1 X2 Despesas Incorridas 350 Despesas Incorridas Despesas Antecipadas 100 Contas a Pagar 200 Despesas Pagas 250 (200)

60 Despesas (-) Aumento de Contas a Pagar (200) + Despesas Antecipadas = Despesas Pagas

61 LLE (-) Aumento de Clientes--- (600) Var. Déb. + Aumento de Ctas. A Pag. 200 Var. Créd. (-) Aumento de Desp. Antecip. (100) Var. Déb Lucro Financeiro

62 Em X2, a Cia. Alfa do exemplo 1, apresentou as seguintes informações:

63 Contas31.12.X X2 Clientes Contas a Pagar Despesas Antecipadas Receitas de Serviços2.000 Despesas700

64 Apurar os seguintes valores: 1) Resultado do Exercício; 2) Receitas Recebidas; 3) Despesas Pagas e; 2) Resultado Financeiro.

65 Receitas Despesas (700) LLE

66 Receitas (-) Aumento de Clientes ---- (300) Débito [900 – 600] = Receitas Recebidas

67 Caixa Receitas Clientes

68 X0 X2 Clientes 600 (600) Receitas Recebidas em X1 600 X1 Receitas Realizadas 2000 (900) Receitas Realizadas 2000 (900) Clientes 900

69 Dados: Receita à Vista = R$ ; Receita a Prazo = R$ ; Compra de Mercadorias a Prazo = R$ ; EI = 0,00 e EF = R$ ; Despesas pagas = R$ ; Despesas a prazo = R$ ; Depreciação do Imobilizado = R$ ; Fornecedores: SI = 0,00; SF = R$

70 Receita à Vista Receita a Prazo (-) CMV (80.000) EI + Compras – EF [Ø – ] (-) Despesas pagas (15.000) (-) Despesas a prazo (20.000) (-) Encargos de Depreciação (12.000) LLE

71 1) Vendas a Prazo D: Clientes C: RV Variação A Débito Variação na conta Cliente 0, O Valor será diminuído do LLE

72 2) Compra de Mercadorias a Prazo D: Estoques C: Fornecedores Crédito 2.1) Baixa dos Estoques vendidos D: CMV C: Estoques

73 3) Despesas a Prazo D: Despesas C: Contas a Pagar Crédito

74 4) Despesa de Depreciação D: Encargos de Depreciação C: Depreciação Acumul Crédito

75 Receita à Vista Receita a Prazo (-) CMV (80.000) EI + Compras – EF [Ø – ] (-) Despesas pagas (15.000) (-) Despesas a prazo (20.000) (-) Encargos de Depreciação (12.000) LLE

76 LLE (-) Aumento de Clientes [Débito] ( ) Neste Lançamento está sendo eliminada a Receita a Prazo.

77 + Aumento de Fornecedores[Crédito] (-) Aumento de Estoques [Débito] (10.000) Nestes Lançamentos está sendo eliminado o CMV que não representa Despesa Paga [o CMV foi de R$ [ – ].

78 + Aumento de Cts. a Pagar [Crédito] Neste Lançamento está sendo eliminada Despesa Não Paga.

79 + Aumento da Depr. Acumulada [Crédito] Neste Lançamento está sendo eliminada Despesa de Depreciação [Não Paga]. = LUCRO LÍQUIDO FINANCEIRO

80 1) Dos Sócios/Acionistas Fluxo de Entrada Sociedade Acionistas Integralização de Capital Social

81 1) Dos Sócios/Acionistas Fluxo de Saída Sociedade Acionistas Reembolso de Ações

82 2) De Terceiros Fluxo de Entradas Sociedade Terceiros Empréstimos e Financiamentos

83 2) De Terceiros Fluxo de Saída Sociedade Terceiros Pagamento do Principal

84 ATENÇÃO: 1) Pagamento dos Juros: Preferencialmente: Atividades Operacionais Secundariamente: Atividades de Financiam/

85 1) Aquisição de Imobilizado Fluxo de Saída Sociedade Terceiros

86 1) Venda de Imobilizado Fluxo de Entrada Sociedade Terceiros

87 2) Aquisição de Participações Societárias Fluxo de Saída Sociedade Coligadas/ Controladas Part. Societária

88 2) Alienação de Participações Societárias Fluxo de Entrada Sociedade Coligadas/ Controladas

89 ATENÇÃO: Preferencialmente deve ser classificada como Atividade Operacional

90 Contas31.12.X X2 Caixa0,00? Clientes PDD7063 Receita de Vendas Despesa c/ PDD7063

91 Contas31.12.X X2 Reversão de PDD0,0030 Perdas c/ Clientes0,00

92 Com base nos dados apontados, identificar o valor das vendas recebidas em X2.

93 Clientes 1000 % Estimativa de Perdas 7 % PDD 70 %

94 Despesa c/ PDD PDD 70

95 Rever. PDD PDD Clientes Caixa

96 Caixa RV Clientes

97 Realizadas em X1 960 Realizadas em X2 600 TOTAL 1.560

98 Receitas de Vendas 1500 (-) Baixa da PDD [Var. a Débito] (40) + Redução de Clientes [Var. a Crédito] 100 Receitas Recebidas 1560

99 Despesa c/ PDD PDD 63

100 Contas31.12.X X2 Caixa0,00? Clientes PDD7084 Receita de Vendas Despesa c/ PDD7084

101 Contas31.12.X X2 Reversão de PDD0,00 Perdas c/ Clientes0,0020

102 Com base nos dados apontados, identificar o valor das vendas recebidas em X2.

103 Clientes 1000 % Estimativa de Perdas 7 % PDD 70 %

104 Despesa c/ PDD PDD 70

105 Perdas Client. PDD Clientes Caixa

106 Caixa RV Clientes

107 Realizadas em X1 910 Realizadas em X2 300 TOTAL 1.210

108 Receitas de Vendas (-) Baixa da PDD [Var. a Déb.] (70) (-) Perdas com Clientes (20) + Aumento de Clientes [Var. a Déb.] (200) Receitas Recebidas 1.210

109 Contas31.12.X X2 Caixa600? Clientes0,00 Estoques2000,00 Fornecedores0,00400 Receita de Vendas

110 Contas31.12.X X2 CMV Despesas100 Contas a Pagar0,00

111 Com base nos dados apontados, identificar o valor do Lucro Financeiro em X2.

112 Receita de Vendas 1000 (-) CMV (600) (-) Despesas (100) LLE 300

113 LLE [Econômico] Redução de Estoques [Var. Créd.] Aumento de Fornecedores [Var. Créd] 400 Lucro Financeiro 900

114 CMV Forneced Estoques

115 Contas31.12.X X2 Caixa0,00? Compras Fornecedores200300

116 Determinar o valor das Compras pagas no período X2.

117 Compras 500 (-) Variação de Fornecedores (100) Compras Pagas 400

118 Caixa Fornecedores Compras 200 R$


Carregar ppt "DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA CPC 03: DELIBERAÇÃO CVM N o 539."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google