A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Evolução Como surgiu A VIDA ? (Criação divina; Extra-terrestre; Evolução química) (3,5 bilhões de anos) - 1os. Eram extremamente simples Cosmologia - 12-5.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Evolução Como surgiu A VIDA ? (Criação divina; Extra-terrestre; Evolução química) (3,5 bilhões de anos) - 1os. Eram extremamente simples Cosmologia - 12-5."— Transcrição da apresentação:

1 Evolução Como surgiu A VIDA ? (Criação divina; Extra-terrestre; Evolução química) (3,5 bilhões de anos) - 1os. Eram extremamente simples Cosmologia b.a. - Grande explosão (Big Bang) - Terra surgiu a cerca 4,6 b.a.

2 ORIGEM DA VIDA Aristóteles (a.c.) até meados do século XIX ± Geração espontânea (ABIOGÊNESE) A vida surgia espontaneamente a partir de matéria sem vida. Presença de um princípio ativo (vital) capaz de produzir matéria viva a partir de bruta em condições favoráveis.

3 RECEITAS PARA PRODUZIR ANIMAIS J.B. Van Helmont ratos a partir de camisa suja J. Needhan microrganismos em caldos nutritivos em frascos de vidro) Outros defensores da abiogênese - Newton, Descartes, Pouchet.

4 Biogênese - Organismos surgem a partir da reprodução de outros espécimes. L. Spallanzani Ferveu os caldos nutritivos e isolou- os hermeticamente. Os frascos mantinham-se livres dos germes. Meados do século XVII - F. Redi contestação da abiogênese, através de experimentos que explicavam a origem de larvas e moscas em cadáveres. Meados século XIX - Louis Pasteur. Explicou a origem de micróbios em líquidos nutritivos no interior de frascos de vidro esporos trazidos pelo ar.

5 EVOLUÇÃO PRÉ-BIOLÓGICA Como surgiram os 1os. seres? Espontaneamente!? Alexandr I. Oparin (1936) - Modelo para explicar a Origem da vida Atmosfera Primitiva (NH 3, CH 4, H 2, H 2 O - interior da terra e/ou cometas). Estudos mais recentes - N 2, CO e CO 2 - atividade vulcânica. Alta temperatura, chuvas e descargas elétricas

6 C, H, O e N moléculas orgânicas simples (p. ex. aminoácidos e nucleotídeos moléculas orgânicas complexas (proteínas e ácidos nucleicos) agregados macromoleculares COACERVADOS (AGLOMERADOS DE MOLÉCULAS ORGÂNICAS QUE FORMAM PEQUENOS GLÓBULOS QUE AO REDOR DESENVOLVEM-SE PELÍCULAS AQUOSAS QUE ÀS ISOLAM PARCIALMENTE DO MEIO S. Miller & H. Urey - Aparelho que simulava as condições da terra primitiva. S. Fox - aquecimento ± polipeptídeos (H 2 O) microsferas Coacervados

7 Evolução celular Bicamada de lipídeos envolvia os complexos moleculares, preservando-os. Hipótese de Robertson (Eucarioto) - evaginações da membrana a partir de um procarioto ancestral. Endossimbiose (origem dos cloroplastos e das mitocôndrias) Material genético - RNA ± 1o. Ácido nucleico Auto-duplicar sem equipamento celular; determinação de proteínas. RNA molde p/ DNA (+ estável) substituição depositário da informação genéticas.

8 Metabolismo energético 1o.seres FERMENTADORES (ANAERÓBIOS) – s/O 2 Fermentação libera CO 2 AUTÓTROFO (cianobactéria) fotossíntese SERES AERÓBIOS Observação 1os. seriam quimiolitoautotróficos (obtém energia a partir de reações inorgânicas na crosta - ambientes inóspitos, certas bactérias fontes termais/fendas submarinas).

9 AS IDÉIAS EVOLUCIONISTAS (presente em algumas escrituras da Grécia antiga) Tradição Judaico-Cristã O universo resulta da criação divina. Os seres vivos foram criados perfeitamente adaptados ao ambiente, tendo permanecido inalterados desde a criação. Os humanos foram criados à imagem e à semelhança de Deus (Criacionismo; Criacionismo fixista).

10 Evolucionismo (Século XIX) Ocorre modificação nas estrutura e composição das espécies ao longo das gerações. Entretanto, muitas dessas modificações não são percebidas. EVIDÊNCIAS Registros fósseis; Anatomia comparada; órgão vestigial; Embriológicas; Biologia molecular (DNA, proteínas)

11 Jean-Baptiste Antoine de Monet ( ) - J.B. Lamarck (1809) Philosophie Zoologique Idéia de que o organismo se adapte ao ambiente quando este se altera. 1a. Lei do uso e do desuso Cada espécie surge independentemente a partir de transformações sucessivas de seus ancestrais. Os órgão do corpo desenvolvem-se (hipertrofiam) quando são muito utilizados. Todavia atrofiam quando são pouco utilizados. 2a. Lei da transmissão dos caracteres adquiridos o desenvolvimento de um órgão pelo uso intensivo seria transmitido aos descendentes, acentuando-se ao longo das gerações.

12 CONSIDERAÇÕES Uso e desuso é válido para algumas estruturas (músculos) transmissão dos caracteres adquiridos É ABSURDA!!! –Durante a embriogênese já se segregam as células somáticas daquelas que darão origem à linhagem germinativa. Chamou a atenção para o processo evolutivo/adaptação; salientou a importância do ambiente sobre o processo evolutivo das espécies..

13 Charles Darwin ( ) A Origem das Espécies Viagem ao redor do planeta a bordo do H.S.S. Beagle (1831) – (As espécies mudam com o tempo. Modelo p/ explicar). Forte influência de T.R. Malthus ( ) ± população (P.G.) - alimento (P.A.) A cada geração o número de indivíduos é maior que a disponibilidade de recursos. Isso levaria à competição (comida). Os espécimes não são idênticos. Logo, os melhor adaptados sobrevivem e reproduzem-se mais, devido à ação ambiental Seleção natural.

14 CONSIDERAÇÕES Não sabia explicar, satisfatoriamente, a fonte de variação entre os indivíduos de mesma espécie.

15 Teoria Sintética da Evolução Darwinismo à luz da Genética Mendeliana Fonte de Variabilidade –Mutação (cromossômica, genética); Recombinação; Segregação independente e a Reprodução sexuada. Sobre esta variabilidade atua o ambiente através da seleção natural. –Estabilizadora Siclemia onde a malária é endêmica (SS,Ss,ss) –Direcional Mudança súbita no ambiente (antibiótico/inseticidas) –Sexual Preferência das fêmeas têm de acasalar por determinados machos.

16 Melanismo Industrial Biston betularia Inglaterra – Manchester Revolução Industrial Duas Formas de Mariposas Mudanças muito rápidas

17 Espécie Ernst Mayr (1942) Grupos de populações naturais potencialmente capazes de se cruzarem e que estão reprodutivamente isoladas de outros grupos. Não é aplicável a espécies que se reproduzem somente assexuadamente (certas bactérias, fungos e algas).

18 ESPECIAÇÃO Formação de novas espécies Normalmente se inicia com coma separação em populações isoladas geograficamente impedindo o fluxo gênico. Nas populações surgem mutações e ocorre ação da seleção natural. Surgem diferenças entre ambas. Isso culmina no isolamento reprodutivo formação de novas espécies. Observação simpatria e alopatria

19 Hibridização Formação de espécies através do cruzamento de espécies diferentes. Forma-se um híbrido que, eventualmente, desenvolve gametas anormais que originam indivíduos poliplóides férteis (comum em vegetais).

20 Convergência adaptativa Organismos de origem e ancestralidade distintos que ocupam o mesmo habitat, submetendo-se ás mesmas condições de seleção natural, e que com o tempo tiveram selecionados aspectos adaptativos semelhantes. Não indicam grau de parentesco entre as espécies. ANALOGIA Órgão ou estrutura que apresenta estrutura o origem embrionária distinta entretanto desempenham a mesma função (exemplo asa de abelha e asa de morcego).

21 Irradiação adaptativa Formação de várias espécies a partir de um ancestral comum que explorou novos ambientes. Podem ser formadas novas espécies. Contudo, apresentam normalmente características semelhantes, que denunciam sua origem comum. Exemplos: diferentes répteis a partir do primeiro vertebrado com fecundação interna e ovo com casca; aves e mamíferos a partir da homeotermia; vários mamíferos a partir da aquisição da placenta). HOMOLOGIA Semelhança quanto à estrutura entre órgãos de espécies diferentes que tem um ancestral comum. Apresentam ainda a mesma origem embrionária.

22 Evolução do Homem Ordem primata - evolução data de 60 milhões de anos. Tendências na evolução dos hominóides - polegar em oposição, visão especilizada (cor), olho frontal, cuidado com a prole, postura erecta, aumento ma massa encefálica, melhoria da comunicação, capacidade de modificação do meio.


Carregar ppt "Evolução Como surgiu A VIDA ? (Criação divina; Extra-terrestre; Evolução química) (3,5 bilhões de anos) - 1os. Eram extremamente simples Cosmologia - 12-5."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google