A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AQUISIÇÃO DE LINGUAGEM Professora: Sabine Mendes Moura Alunos: Amanda Bougleux; Ana Christina T. dos Santos; Andrea Venerando da Graça; Edmilson Brandão;

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AQUISIÇÃO DE LINGUAGEM Professora: Sabine Mendes Moura Alunos: Amanda Bougleux; Ana Christina T. dos Santos; Andrea Venerando da Graça; Edmilson Brandão;"— Transcrição da apresentação:

1 AQUISIÇÃO DE LINGUAGEM Professora: Sabine Mendes Moura Alunos: Amanda Bougleux; Ana Christina T. dos Santos; Andrea Venerando da Graça; Edmilson Brandão; Renata Sant Angelo Lanceiro; Viviane Ribeiro

2 Linguagem, língua e Fala A definição de linguagem para Saussure: Heteróclita e multifacetada. Não se pode classificar em nenhuma categoria de fatos humanos, pois não se sabe como inferir sua unidade. Língua -> Objeto unificado e suscetível de classificação. É um produto social da faculdade da linguagem e um conjunto de convenções, adotada pelo corpo social para permitir o exercício da faculdade nos indivíduos Fala -> Ato individual; resulta das combinações feitas pela sujeito falante utilizando o código da língua. Expressa-se pelos mecanismos psicofísicos (atos de fonação) necessários à produção dessas combinações.

3 Linguagem, língua e Fala A definição de linguagem para Chomsky: Doravante considerarei uma linguagem como um conjunto (finito ou infinito) em comprimento e construída a partir de um número finito de elementos. É UMA CAPACIDADE INATA E ESPECÍFICA DA ESPÉCIE, ISTO É, TRANSMITIDA GENETICAMENTE E PRÓPRIA DA ESPÉCIE HUMANA.

4 Competência X Desempenho Competência – Habilidade inata do ser humano. Desempenho – Desenvolvimento de uma habilidade. Para CHOMSKY, a competência linguística é a capacidade que um falante tem de a partir de um número limitado de regras produzir um número ilimitado de frases. E o desempenho é determinado pelo contexto onde o falante é inserido. Ex.: Um indivíduo surdo, ele nasce com a competência para ser um falante, porém ele não possui a audição que é o estímulo para desenvolver essa fala. Este indivíduo desenvolve outra forma de linguagem para se comunicar, comprovando que existe o entendimento, porém ele não possuii base para desenvolver a fala.

5 Hipótese Behaviorista Proposta por Leonard Bloomfield; Pode ser chamada de aquisição de linguagem sem problemas, já que o meio é quem dá as ferramentas para a criança aprender através da imitação; A princípio a criança faz associações entre sons e coisas, até chegar a associação de uma palavra a algo que está ausente; A aquisição se dá através de estímulos diversos, cada estímulo causa uma resposta e o adulto é responsável por estabelecer o padrão através do reforço.

6 Estímulo Mãe trazendo papinha PapáFome RespostaReforço

7 Hipótese Inatismo Proposto por Noam Chomsky; Ao contrário do behaviorismo, Chomsky propunha o desenvolvimento da linguagem e não aquisição; Gramática universal, uma matriz biológica responsável pela grande semelhança entre as línguas e pela rapidez com que a criança começa a falar; Todos os seres humanos já nascem com uma grande variedade de conhecimentos, sejam linguísticos ou não; Esses conhecimentos linguísticos são chamados de competência, é inata ao ser humano.

8 A Gramática Universal Princípios Determinante da estrutura comum a todas as línguas, limitando as variações entre elas. Parâmetros Variações possíveis das línguas

9 Pobreza de estímulos A teoria de Chomsky se baseia no fato de que a criança produz sentenças que nunca foram ouvidas antes e compreende frases fragmentadas de adultos. A partir destes fragmentos, desses estímulos falhos e sentenças inacabadas as crianças são capazes de processar e responder. Ex: A mãe pergunta ao filho de 18 meses se ele está com fome: - Neném qué papá, qué? A criança, sem fome, responde: - Papá não. Esse argumento está ligado ao problema de Platão. Como o ser humano pode saber tanto diante de evidências tão passageiras, enganosas e fragmentárias?

10 Hipótese Maturacional da aquisição da Linguagem (Radford – 1993) Fase pré-linguística: 0 – 12 meses Fase de uma palavra: 12 – 18 meses Fase multivocabular inicial: 18 – 24 meses Fase multivocabular tardia: 24 – 30 meses

11 Fase pré-linguística

12 Fase de uma palavra Au-au

13 Fase multivocabular inicial (lexical ou temático-lexical)

14 Fase multivocabular tardia (funcional)

15 Hipótese Construtivistas e Interacionistas Cognitivismo Construtivista : Visão: Baseia-se na ideia de que o desenvolvimento das estruturas do conhecimento ou estruturas cognitivas é feito pela interação entre o ambiente e o organismo.

16 Teoria Cognitivismo Construtivista - Descentralização das ações em relação a si próprio (eu e o outro ou eu e o mundo). Ex.: O indivíduo se reconhece como senhor de seus movimentos. - A coordenação gradual das ações. Ex.: O indivíduo constitui uma conexão entre meios e fins. - A permanência do objeto. Ex.: O indivíduo entende ser capaz de representar – cx. Fósforo = caminhãozinho. Sendo assim, essas 3 conquistas cognitivas se unem, superando a inteligência sensório-motora, surgindo a possibilidade do indivíduo adotar símbolos públicos em lugar de seus próprios significantes.

17 Interacionismo Social : Visão: O desenvolvimento da linguagem e do pensamento baseia-se na interação entre os indivíduos. Sociocognitivista : Visão: Junta a base social, interacional, com a base cognitiva.


Carregar ppt "AQUISIÇÃO DE LINGUAGEM Professora: Sabine Mendes Moura Alunos: Amanda Bougleux; Ana Christina T. dos Santos; Andrea Venerando da Graça; Edmilson Brandão;"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google