A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Capitulo 3 pág: 46. É a área da ciencia que estuda os tipos de tecidos. As células que compõem cada tecido estão mergulhadas em substancias intercelular,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Capitulo 3 pág: 46. É a área da ciencia que estuda os tipos de tecidos. As células que compõem cada tecido estão mergulhadas em substancias intercelular,"— Transcrição da apresentação:

1 Capitulo 3 pág: 46

2 É a área da ciencia que estuda os tipos de tecidos. As células que compõem cada tecido estão mergulhadas em substancias intercelular, intersticial ou matriz devido a diferença entre cada tecido

3 O tecido epitelial, denominado epitélio, É formado por um conjunto de células semelhantes e justapostas também a delimitação das cavidades internas, bem como formação dos órgãos e glândulas.

4 Com função secretora, os epitélios glandulares se originam de grupos de células que proliferam a partir dos epitélios de revestimento, formando as glândulas

5 Existem três critérios de classificação das glândulas: quanto ao local onde a secreção é eliminada, quanto ao modo de eliminaras secreções quanto ao número de células que formam a glândula

6 exócrinas - eliminam o produto elaborado na superfície do epitélio de revestimento que originou a glândula; para tanto, as glândulas exócrinas são dotadas de dutos ou canais que transportam a secreção desde a glândula até o epitélio; exemplos: glândulas sudoríporas, mammárias, lacrimais, sebáceas e salivares. ( PARA FORA) endócrinas - não tem contato físico com o epitélio do qual se originam; são desprovidas de dutos ou canais transportadores, sendo suas secreções coletadas por vasos sangüíneos; tais secreções são chamadas de hormônios; exemplo de glândulas endócrinas: hipófise, tireóide, adrenais, ovários e testículos. (POR DENTRO) merócrinas - as células eliminam exclusivamente os produtos secretados; exemplos: glândulas lacrimais, salivares e sudoríporas; holócrinas - as células se desintegram e são eliminadas juntamente com o produto; neste caso, a atividade da glândula é mantidapor um contínuo processo de renovação celular; exemplo: glândulas sebáceas dos mamíferos; apócrinas ou holomerócrinas - as células eliminam a secreção juntamente com parte de seu conteúdo protoplasmático; em seguida, a célulasecretora regenera- se; exemplo: glândulas mamárias.

7

8 Caracteriza-se por preenchimento dos espaços intracelulares do corpo e a importante interfase entre os demais tecidos, dando-lhes sustentação e conjunto. classificação desses tecidos baseia-se na composição de suas células e na proporção relativa entre os elementos da matriz extracelular. Os principais tipos de tecidos conjuntivos são: frouxo, denso, adiposo, reticular ou hematopoiético, cartilaginoso e ósseo.

9

10 O tecido sanguíneo - ou simplesmente sangue - é constituído por uma parte líquida denominada plasma. O plasma é uma solução aquosa clara, constituída de água (mais de 90%), sais (carbonatos, cloretos, sulfatos e outros), aminoácidos, glicoses, vitaminas, hormônios, uréia, etc. Os elementos figurados do sangue compreendem os glóbulos vermelhos, os glóbulos brancose as plaquetas.

11 Glóbulos Vermelhos. Também chamados de hemácias ou eritrócitos, são as mais numerosas células sanguíneas. Na espécie humana existem cerca de 5 milhões hemácias por mm³ se sangue no homem e 4,5 milhões por mm³ na mulher. Em todos os mamíferos, as hemácias são anucleadas e contém milhões de moléculas de hemoglobina, pigmento respiratório seu transporte e distribuição para todas as células vivas do organismo. Portanto, as hemácias têm o papel distribuir o O2.

12 Glóbulos brancos. Também chamados leucócitos, são maiores que as hemácias e capazes de fagocitar e digerir células diversas ou partículas estranhas ao organismo. Alguns deles são muitops ativos na produção de anticorpos que neutralizam as toxinas elaboradas por um determinado invasor do corpo. portnato, podemos dizer que os leucócitos estão intimamente associados ao mecanismo de defesa do organismo.

13 Os leucócitos são os elementos figurados menos numerosos do sangue. na espécie humana existem cerca de 7000 a deles por mm³ de sangue. Em certas circunstâncias, porém, a taxa de leucócitos pode se levar consideravelmente, chegando a ou mais por mm³ de sangue. A esse fenômeno ddenomina-se leucocitise. A leucocitose é freqüente nos indíviduos portadores de infecção, caso em que o organismo, "numa atitude de defesa", aumenta a produção de glóbulos brancos. em situação inversa, na leucopenia, o teor de leucócitos no sangue é baixo, o que aumenta a suscetibilidade à doenças em geral.

14 Existem três tipos de tecido muscular: liso, estriado esquelético e estriado cardíaco.

15 Tecido muscular liso. É constituído por fibras fusiformes dotadas de um núcleo alongado e central. Essas fibras, de contração lenta e involuntária, ocorrem organizando: os músculos eretores do pêlo (na pele); a musculatura do tupo digestivo (esôfago, estômago e intestino), da bexiga, do útero e dos vasos sanguíneos. Tecido muscular estriado esquelético. Tem fibras cilíndricas, com centenas de núcleos periféricos. Essas fibras organizam os músculos esqueléticos, assim denominados por se acharem inseridos no arcabouço esquelético através dos tendões. A contração desse tipo é rápida e voluntária, como acontece com o bíceps e o tríceps, músculos do braço.

16 Tecido muscular estriado cardíaco. De contração rápida e involuntária, esse tecido muscular constitui- se de fibras com um ou dois núcleos centrais. Essas fibras organizam o músculo do coração (miocárdio). Entre uma fibra e outra verifica-se a presença de discos intercalares, membranas que promovem a separação entre as células.

17 O tecido nervoso atua com uma estrutra sensível a vários tipos de estímulos que se originam de fora ou do interior do organismo. Ao ser estimulado, esse tecido torna-se capaz de conduzir os impulsos nervosos de maneira rápida e, às vezes, por distâncias relativamente grandes. Trata-se, portanto, de um dos tecidos mais especializados do organismo animal.

18 Sistema nervoso central (SNC) e periférico (SNP) No organismo, o tecido nervoso constitui o chamado sistema nervoso, que anatomicamente pode ser dividido em: sistema nervoso central (SNC) - formado pelo encéfalo e pela medula espinhal; sistema nervoso periférico (SNP) - formado pelos nervos e gânglios nervosos. O sistema nervoso é constituído de neurônios (células nervosas) e de uma variedade de células de manutenção, sustentação e nutrição denominadas neuróglias

19 são dotados de um corpo celular. As mitocôndrias são numerosas. Os prolongamentos do neurônio podem ser de dois tipos: dentritos (do grego déndron = árvore) - são ramificações semelhantes a galhos de uma árvore. têm a função de captar estímulos; axônio (do grego axis = eixo) ramifica-se em prolongamentos muito finos, que freqüentemente delimitam pequenas dilatações abrigam microvesículas portadoras de neurormônios.

20

21 EXERCÍCIO PÁG 50 PARA HOJE!!

22 /label/8%20%C2%BA%20ano


Carregar ppt "Capitulo 3 pág: 46. É a área da ciencia que estuda os tipos de tecidos. As células que compõem cada tecido estão mergulhadas em substancias intercelular,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google