A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Bases de dados O que é uma base de dados? em papel, … … ou em suporte digital… … é uma colecção de dados, organizados, que se relacionam … INFORMAÇÃO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Bases de dados O que é uma base de dados? em papel, … … ou em suporte digital… … é uma colecção de dados, organizados, que se relacionam … INFORMAÇÃO."— Transcrição da apresentação:

1

2 Bases de dados

3 O que é uma base de dados? em papel, … … ou em suporte digital… … é uma colecção de dados, organizados, que se relacionam … INFORMAÇÃO … é INFORMAÇÃO

4 Lembra-te de algumas razões para informatizar uma base de dados! maior rapidez de consultamaior rapidez de consulta mais variedade na combinação dos dados – mais informaçãomais variedade na combinação dos dados – mais informação menos repetições de dados – maior fiabilidademenos repetições de dados – maior fiabilidade … e ainda muitas outras razões de que te lembraste!… e ainda muitas outras razões de que te lembraste!

5 Existem no mercado muitas ferramentas para informatizar uma base de dados: Estes são alguns dos produtos que permitem criar, utilizar e manter bases de dados. Microsoft Access Microsoft Access FileMaker FileMaker Microsoft SQL Microsoft SQL Oracle Oracle Informix Informix DB2 DB2 etc. etc.

6 Microsoft ACCESS No nosso caso iremos trabalhar com o Access, um dos mais divulgados para o ambiente Windows.

7 Para construíres uma base de dados … Uma vez discutidas as questões anteriores, mãos à obra! Qual o tema que eleges para a tua BD? Qual o tema que eleges para a tua BD? a tua agenda de moradas, as tuas músicas, os desafios e os golos do teu clube, os tempos e classificações do campeonato de Futebol, as tuas receitas, etc., Que perguntas queres fazer à tua BD? Que perguntas queres fazer à tua BD? quantos…, quais…, que…, desde quando, etc., Onde coleccionar os dados para introduzir na tua BD? Onde coleccionar os dados para introduzir na tua BD? na internet, nos teus arquivos, em revistas, etc. … terás que reflectir sobre alguns aspectos:

8 Começamos por definir as Tabelas, isto é, … gavetas … as gavetas dos dados… arrumamos melhor os dados se os distribuirmos, segundo um critério, por várias gavetas…

9 Na base de dados da alimentação… Receitas … temos a tabela Receitas, onde guardamos os dados próprios de cada receita: o nome, o tipo de receita, a elaboração, a foto…

10 Na base de dados da alimentação… Ing_R … a dos ingredientes Ing_R, onde guardamos os dados de cada ingrediente … a quantidade, a unidade de medida…

11 O tipo de campo… dados … deve ser escolhido de acordo com as características dos dados que queremos que ele guarde A escolha acertada do tipo de campo facilita a sua utilização posterior: se quisermos comparar datas, convém que o campo esteja definido como Data/hora, se quisermos comparar datas, convém que o campo esteja definido como Data/hora, se quisermos fazer cálculos, temos que o definir como numérico, se quisermos fazer cálculos, temos que o definir como numérico, se for muito extenso deve ser definido como Memo, se for muito extenso deve ser definido como Memo, etc. etc.

12 Há tabelas com outras funções … R_tipo … que não se destinam a armazenar dados… é o caso da tabela R_tipo … … que serve para validar o tipo de receita: bacalhau, arroz, sopas, vegetais, etc., … permite também restringir as pesquisas e… utiliza-se interactivamente…

13 … tabela R_tipo utiliza-se interactivamente… … desta forma…

14 Organização da informação … mas o que é isto?… … mas já lá vamos!

15 Entrada de dados na BD os campos Agora que definimos os dados – os campos – de cada tabela, podemos começar a preenchê-los… se clicarmos 2 vezes sobre o nome da tabela Receitas… … aparecem os campos vazios para preenchermos, mas…

16 … os formulários são… simpáticos… … não é simpático … não é simpático ter que escrever os dados da receita nas diferentes tabelas (a das receitas, a dos ingredientes, etc.)! É aí que entram os Formulários ! … é muito mais simples escrever todos os dados da mesma receita de uma vez só!

17 … os formulários são… janelas … forma organizada … para ver os dados de forma organizada, isto é, informação para aceder à informação. mas então?!…

18 … várias tabelas no mesmo formulário!... … estando os dados da receita numa tabela e os dados dos ingredientes noutra tabela… como é que o Access sabia quais os ingredientes que devia associar àquela receita?...

19 é o esquema de Relações... Access … que informa o Access … sobre a gaveta em que deve procurar os ingredientes daquela receita!

20 o esquema de Relações... Access âncora aponta ao Access, os campos que servem deâncora de uma tabela para outra ! o campo que contém o nome da receita – R_nome – faz a ligação entre a tabela das Receitas e a dos ingredientes Ing_R o nome do ingrediente – I_nome - relaciona a tabela de ingredientes – Ing_R - com a tabela dos nutrientes – Ing_N a consulta aos tipos de receita faz-se através desta relação

21 Há formulários com funções diferentes… Formulários … como os Formulários de navegação… … este, por exemplo, que só apresenta Botões … botões? Será isto?...

22 ... ao clicar num b otão… desenrola-se uma acção… … essa acção resulta da execução de uma Macro (ou de um Módulo)

23 … as Macros e os Módulos são pequenos programas… … as Macros e os Módulos são pequenos programas… … que executam várias tarefas: abrir ou fechar um formulário, abrir ou fechar um formulário, calcular um valor, calcular um valor, consultar uma tabela, consultar uma tabela, imprimir um Relatório, imprimir um Relatório, etc. etc.

24 Relatório … Relatório? … o que é isso? Relatório é como o Access designa a impressão da informação

25 Uma base de dados é constituída por um conjunto de informações relacionadas. As informações e as suas ligações (relações) definem-se ao nível: das tabelas; dos relacionamentos dos campos que constituem as tabelas. Conceitos básicos Introdução aos Sistemas de Gestão de Bases de Dados

26 Noção de dado É o resultado da recolha de informações, um acontecimento ou facto sobre um determinado assunto, sem nenhum tratamento adicional. Um dado, quando isolado, não tem significado. Num SGBD podemos utilizar vários tipos de dados, nomeadamente: Numéricos, Data/Hora, Alfanuméricos e Lógicos. Ex.: 16, Miguel Jerónimo, 5, F, 10

27 Noção de campo Elemento constituinte de uma tabela. É utilizado para especificar os diversos tipos de dados, ou categorias, em que dividimos a informação que pretendemos utilizar. Ex.: Número, Nome, Ano, Turma, Idade

28 Noção de registo C onjunto de campos relacionados. Cada linha de uma tabela corresponde a um registo. Ex.: Na tabela de Alunos existe um registo relativo ao aluno Número 16, de Nome Miguel Jerónimo, do 5 Ano, Turma F e que tem 10 anos de Idade.

29 Noção de tabela Parte integrante de uma base de dados, é utilizada para guardar informação relativa a um assunto específico, como, por exemplo, alunos, livros, autores, países, códigos postais, etc. A informação guardada numa tabela deve ser coerente com os critérios utilizados para a sua criação – conter apenas os dados que digam respeito ao assunto, a que se dá o nome de entidade. Ex.: A tabela Alunos deve conter unicamente dados relativos aos alunos. A entidade é Alunos.

30 Noção de relação Associação estabelecida entre campos comuns (colunas) de duas tabelas, permitindo que a consistência da informação seja garantida. O relacionamento entre os campos comuns das tabelas permite garantir que a consistência da informação não seja colocada em causa e também associar os dados de duas ou mais tabelas para a visualização, edição ou impressão da informação.

31 Noção de associação Representa a forma como duas ou mais entidades se relacionam entre si. Existem três tipos de associações: Unárias – Relação entre uma entidade e ela própria. Binárias – Existência de um qualquer tipo de relação entre duas entidades. Complexas – Possibilidade de estabelecer relações entre mais do que duas entidades.

32 Noção de chave A chave de uma tabela é constituída por um ou mais campos que possam ser utilizados como identificadores de cada registo. Os campos-chave devem permitir identificar um registo de forma unívoca. O campo ou o conjunto de campos seleccionados para chave de uma tabela não pode conter informação repetida.

33 Utilização de Sistemas de Gestão de Bases de Dados (SGBD) O funcionário da caixa de um hipermercado passa o produto pelo leitor do código de barras para determinar o preço do produto, que se encontra na Base de Dados de Produtos. Depois de registada a saída (venda) de um produto é actualizado o respectivo stock na Base de Dados de Produtos. Numa farmácia, o funcionário digita o código do medicamento para verificar a quantidade existente em stock na Base de Dados de Medicamentos. Quando efectuamos um pagamento utilizando um cartão de crédito, uma base de dados vai ser consultada para verificar a existência de dinheiro. Numa escola, o funcionário, ao digitar o número do processo de um aluno, pode visualizar todo o histórico de notas do mesmo.

34 Modelos de bases de dados Conjunto integrado de conceitos para descrever os dados, estabelecer relações entre eles e restrições de integridade. Componentes de um modelo de base de dados: Estrutura – Maneira como os dados são estruturados. Integridade – Condições que os dados devem satisfazer na base de dados. Operações – Funcionalidades dadas aos utilizadores para manipular a informação.

35 Modelo Relacional (Entidade – Relação) Modelos de Bases de Dados mais utilizados Modelo Orientado por Objectos Nos SGDB relacionais, as unidades fundamentais de uma base de dados são as tabelas. Cada tabela representa um tipo de informação independente que, relacionada com outras, mediante um conjunto de associações específicas e necessárias, permite obter a finalidade pretendida.

36 Selecciona no menu Iniciar a opção Todos os programas. Selecciona a opção Microsoft Office e, em seguida, Microsoft Access Ou Clica sobre o ícone existente no ambiente de trabalho do teu computador. O Microsoft Access

37 No Microsoft Access podes criar os seguintes objectos: São estes objectos que constituem uma base de dados e são guardados num ficheiro único com extensão MDB.

38 Barra de título Barra de menus Barra de ferramentas Base de Dados Janela da Base de Dados Barra de estado

39 Tabelas Conjunto de dados, sobre um determinado tema ou assunto, organizados em colunas (campos) e linhas (registos). Exemplos de tabelas: Filmes, Actores, Alunos, etc. Consultas As consultas permitem visualizar os dados existentes em tabelas e/ou outras consultas de diferentes formas. A informação gerada numa consulta também pode ser utilizada como origem de registos para formulários, relatórios e páginas de acesso a dados.

40 Formulários Fundamentalmente, os formulários são utilizados para a entrada de dados ou para apresentar informações ao utilizador de uma forma mais simples. Relatórios Os relatório permitem apresentar os dados num formato impresso. De uma forma muito simples, somos nós, os utilizadores, que definimos os dados a imprimir e o seu formato (tamanho, cor, etc.).

41 Páginas de acesso a dados Páginas Web que, a partir de um browser, permitem a visualização, edição e manipulação dos dados armazenados numa base de dados. Macros Ferramentas para automatizar a realização das tarefas que pretendemos a realizar. Módulos Conjunto de declarações, instruções e procedimentos do Visual Basic guardados em conjunto e que nos permitem efectuar alguns procedimentos específicos (validações, cálculos, etc.).

42 e agora, ao trabalho! … e agora, ao trabalho!


Carregar ppt "Bases de dados O que é uma base de dados? em papel, … … ou em suporte digital… … é uma colecção de dados, organizados, que se relacionam … INFORMAÇÃO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google