A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A C opa do M undo, os J ogos O límpicos e os B rasileiros A C opa do M undo, os J ogos O límpicos e os B rasileiros Carlos Augusto Montenegro Márcia Cavallari.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A C opa do M undo, os J ogos O límpicos e os B rasileiros A C opa do M undo, os J ogos O límpicos e os B rasileiros Carlos Augusto Montenegro Márcia Cavallari."— Transcrição da apresentação:

1 A C opa do M undo, os J ogos O límpicos e os B rasileiros A C opa do M undo, os J ogos O límpicos e os B rasileiros Carlos Augusto Montenegro Márcia Cavallari Nunes

2 Evolução Demográfica da População Brasileira

3 3 Diminui o ritmo de crescimento da população Brasileira Fonte: IBGE – Projeção de População – Revisão 2008 *1.000 Crescimento da população próximo de 0 Decrescimento da população. 2010

4 4 Mulheres são maioria Fonte: IBGE Séries Estatísticas – Censo e PNAD A análise da distribuição por sexo mostra historicamente uma alteração nos percentuais de homens e mulheres. Para essa variável não existe diferença entre as 5 regiões do país. C omparativo de S exo

5 5 Maior proporção de homens nas idades iniciais e de mulheres nas idades mais avançadas Homens Mulheres Homens + Mulheres Fonte: IBGE – Projeção da População do Brasil – 1980 a ,1%10,0%60 anos e mais 23,8%22,5%40 a 59 anos 57,1%60,0%5 a 39 anos 6,9%7,5%0 a 4 anos Mulheres % Homens % Idade * Região Norte tem a estrutura etária menos envelhecida Fonte: IBGE – PNAD 2008

6 6 Fonte: IBGE – Projeção da População do Brasil – 1980 a 2050 População Brasileira está ficando mais velha Mulheres Homens

7 7 Número médio de anos de estudo da população brasileira está crescendo Fonte: PNAD E as mulheres possuem nº médio superior ao dos homens. N úmero Médio de anos de Estudo

8 8 Taxa de ocupação = População ocupada. PEA (pop. ocupada e desempregada) Fonte: PME – Pesquisa Mensal de Emprego – IBGE – mar/02 a nov/09 - RMs Rec, Sal, BH, RJ, SP e POA. Taxa de Ocupação também é crescente

9 9 Renda média domiciliar também está aumentando Fonte: PNAD A renda média domiciliar no Brasil vem crescendo mas não proporcional ao crescimento do salário mínimo Nº de domicílios - Total R$ 415, R$ 380, R$ 350, R$ 300, R$ 260, R$ 240, R$ 200, R$ 180, R$ 151, R$ 136, Salário MínimoAno

10 10 Tendência de queda na desigualdade social Fonte: PNAD Índice de Concentração de Renda = Rendimento dos 10% Mais Ricos Rendimento dos 10% Mais Pobres Rendimento dos 10% Mais Ricos Rendimento dos 10% Mais Pobres Índice de concentração de renda Indicativo de diminuição, ainda que moderada, da desigualdade social.

11 11 Economia crescente apesar das crises internas e externas, com controle da inflação Fonte:IBGE Crescimento anual (%) do PIB brasileiro de 1995 a 2008 % Crescimento Real do PIB Crise econômica da Ásia e da Rússia Crise econômica Mundial Ano

12 12 Cai significamente a taxa de dependência, período favorável ao crescimento econômico 100% % Total 7,7% ,2% anos e mais 67,6% ,2% a 64 anos 24,7% ,6% a 14 anos %2008%2001Idade Fonte: PNAD O Brasil está na chamada janela demográfica. Atualmente, o número de pessoas com idade potencialmente ativa está em pleno processo de ascensão, e a razão de dependência total da população vem declinando em conseqüência da diminuição da soma do peso das crianças de 0 a 14 anos e das pessoas com 65 anos sobre a população de 15 a 64 anos de idade. Fonte: IBGE – Indicadores Sociais e PNAD 2001 e ,9 (0 a 14 anos) + (65 anos e +) 15 a 64 anos (0 a 14 anos) + (65 anos e +) 15 a 64 anos População potencialmente ativa População dependente

13 13 Grandes desafios para os formuladores de políticas públicas...suas conseqüências dependem das medidas adotadas para enfrentar os desafios que o processo impõe. (Carta Capital – 15/04/2009 – pg 15) Aumentar a capacidade da economia em gerar empregos; Tomar ações no campo da saúde pública; Repensar o atual sistema previdenciário (idade de aposentadoria, anos de contribuição, etc...) Os formuladores de políticas públicas devem: ?

14 Prática de esportes dos brasileiros

15 15 40% Discorda totalmente/parcialmente 42% Concorda totalmente/parcialmente Ago/08 Ago/09 Fev/09 Jan/10 Eu pratico esportes ou exercícios pelo menos uma vez por semana Fonte: TGI _ IBOPE Mídia – 2006 a % 45% Jul/06 Jul/07 4 em cada 10 brasileiros praticam esportes ou fazem exercícios pelo menos uma vez por semana Copa do Mundo Olímpiadas

16 16 Fonte: Ministério da Saúde Sedentarismo – Ministério da Saúde Aumento entre as mulheres Queda entre os homens Caiu principalmente a realização de limpeza pesada em casa, possivelmente devido a uma maior inserção no mundo do trabalho Aumento de trajetos para o trabalho a pé e de bicicleta ,739,4mais de 12 anos de estudo 23,027,89 a 11 anos de estudo 18,127,10 a 8 anos de estudo MulheresHomensAnos de estudo

17 Significados dos eventos esportivos para o Brasileiro

18 18 PAZ UNIÃO GARRA SUCESSO SUPERAÇÃO CONFRATERNIZAÇÃO TALENTO Eventos muito valorizados e com significados bastante positivos, tanto do ponto de vista esportivo como humanitário HONRA

19 19 ACESSIBILIDADE ACOMODAÇÕES SAÚDE TRANSPORTE INFRAESTRUTURA SEGURANÇA Entretanto, espera-se melhorias significativas em algumas áreas

20 20 Cenário bastante positivo para a realização destes eventos esportivos no país com percepções de ganhos significativos Bom para a economia do país Incentivo ao Turismo Inserção Social Cultura Trará progresso Visibilidade/Imagem Internacional Diminuição da violência Aumento da infraestrutura Incentivo ao esporte, etc…

21 21 Obrigada


Carregar ppt "A C opa do M undo, os J ogos O límpicos e os B rasileiros A C opa do M undo, os J ogos O límpicos e os B rasileiros Carlos Augusto Montenegro Márcia Cavallari."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google