A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PESCA EM ÁGUAS PROFUNDAS XVI DE PORTAS ABERTAS, ELE TE ESPERA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PESCA EM ÁGUAS PROFUNDAS XVI DE PORTAS ABERTAS, ELE TE ESPERA."— Transcrição da apresentação:

1 PESCA EM ÁGUAS PROFUNDAS XVI DE PORTAS ABERTAS, ELE TE ESPERA

2 Numa determinada manhã de quinta-feira, no posto de saúde da comunidade PROMORAR, após a primeira proclamação da Palavra, um homem de meia idade, franzino, expressão tensa, disse-me: - A situação está ruim no mundo por causa de vocês que estão distantes do povo, acham que já estão salvos e que a gente é peste nojenta. Toda vez que quero entrar na igreja ela está fechada... Interrompi-lhe dizendo: - Meu irmão, fechada não, tem sempre uma porta aberta para o fiel entrar... Não me deixou terminar de falar e disse revoltado: - Mas a gente não vê, fica escondida de quem passa na frente, ela só serve o pessoal da casa. Além disso, quando a gente quer entrar olham para a gente como se fôssemos roubar alguma coisa... Calei-me. Este fato lembrou-me um outro do qual também participei.

3 Em 2000, era eu coordenador da Pastoral de Comunicações (PASCOM) da Paróquia de Nossa Senhora Mãe da Divina Providência. Ainda não passava pela minha cabeça ser diácono, na verdade, nem sequer sabia o que era um diácono. Estava recomeçando a acompanhar a Igreja em sua caminhada, abandonada em minha adolescêcia...

4 Na manhã daquele dia, eu estava na secretaria observando as pessoas entrarem na Paróquia pelo pequeno arraial ao lado da igreja e confronte à secretaria e seguirem até uma das portas de ferro da igreja. As portas estavam todas fechadas, pois só abriam durante as celebrações. As pessoas paravam diante da porta, algumas ficavam nas pontas dos pés e, pescoço espichado, espiavam para dentro pela parte gradeada, benziam-se, e saíam. Teve uma mulher, gorda e baixinha, que não alcançava a grade para olhar para dentro e ficava dando pulinhos, benzendo-se simultaneamente. Um rapaz de muleta, coxeando, chegou até o meio do arraial, viu a porta fechada, olhou para mim, que o olhava da janela da secretaria, e foi embora decepcionado...

5 Curioso, fui ver o motivo daquela esquisitice. Pela grade, olhei para dentro do templo. As luzes estavam apagadas, mas vi a luz vermelha que indica a presença do Santíssimo no sacrário acesa e, em frente ao presbitério, a imagem de Nossa Senhora sobre uma mesinha enfeitada de flores!...

6 Este afluxo de pessoas, de curto espaço de tempo, não corroborava com a justificativa da igreja ficar toda fechada porque os fiéis não são acostumados a visitá-la fora de hora de alguma celebração. Expus esta situação vexatória ao cônego Raul Tavares, então pároco, e sugeri-lhe a escancarar a igreja para atender aos fiéis, propondo-me a tomar conta dela pela manhã. O pároco consentiu e assim foi feito. Além das portas abertas, arejada e luminosa, a igreja passou a oferecer aos visitantes músicas suaves, especialmente sacras, próprias para a meditação...

7 Foi impressionante a quantidade de pessoas que entravam na igreja para rezar, ajoelhar, benzer-se, contemplar o interior do templo, mas principalmente adorar e louvar o Santíssimo na sacrário e tocar na imagem da Senhora Mãe da Providência!... Isto nos inspirou e Implantamos na paróquia os programas radiofônicos dominical, de uma hora de duração: Entra, de portas abertas Ele te espera, e o vesperal diário de quinze minutos: Nosso instante com a Mãe de Deus, fluindo das bocas de ferro instaladas nos postes de energia elétrica das comunidades de Val-de-Cães

8 Concordo que o homem do posto médico tem razão em reclamar das portas fechadas da igreja, mas não aceito a sua afirmação de que os responsáveis pela ruindade do mundo são os religiosos. Ao afirmar isto, diz que o sacrifício de Jesus Cristo foi em vão, o que não é verdade, pois se não fosse a Palavra por nós pregada e as orações clamadas desde os primórdios da era cristã, a sociedade humana seria um caos animalesco. A ruindade do mundo é uma consequência da ausência de Deus no coração do homem, o que procuramos supri-lo conforme manda Jesus Cristo, ide e evangelizai...(Mt 28,19s). Graças às pregações e às orações da Igreja, o sofrimento humano está ameno e a terra ainda subsiste sob a luz do sol... Eliezer de Oliveira Martins Obs: O autor é diácono da Arquidiocese de Santa Maria de Belém do Grão Pará, Amazônia do Brasil. Esses fatos são uma adaptação dos narrados em link FONTE DE VIDA, Em Águas Profundas. Musical: Only A Memory, Yanni


Carregar ppt "PESCA EM ÁGUAS PROFUNDAS XVI DE PORTAS ABERTAS, ELE TE ESPERA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google